Fotografias de Sebastião Salgado são expostas entre palmeiras imperais

em Artigos e Entrevistas, Dicas & Tutoriais, Exposições de Fotografia, Notícias.

Sebastião Salgado, Jardim Botânico, extremos da Terra, coração da África, fotografia curso sp, aulas de fotografia sp, curso de video Full HD dslr, aulas de fotografia online, curso fotografia,  enio leite,    cursos online de fotografia ,curso de fotografia sp, focus fotografia, escola focus,  focus escola de fotografia,  cursos de fotografia sp, focus,  escolas de fotografia sp, curso  fotografia sp, cursos de photoshop, curso fotografia de casamentos, curso de fotografia digital

No Rio de Janeiro, uma exposição do fotógrafo mineiro Sebastião Salgado tem atraído uma multidão de fãs e curiosos a um dos cartões postais da cidade: o Jardim Botânico

No Rio de Janeiro, uma exposição do fotógrafo mineiro Sebastião Salgado tem atraído uma multidão de fãs e curiosos a um dos cartões postais da cidade: o Jardim Botânico.

Que mundo é este revelado por Sebastião Salgado? Dos extremos da Terra, ele  trouxe a solidão das geleiras e dos desertos. A nossa essência mais primitiva, o fotógrafo foi buscar no coração da África.

A exposição, que já  passou por três países, aqui no Brasil, também vai  para São Paulo e para mais cinco capitais. Mas somente no Jardim Botânico do Rio uma parte da mostra foi montada ao ar livre, entre as palmeiras imperais. E, vistas neste cenário, as fotos deixam o público ainda mais perto  da natureza.

“A gente só vive pro trabalho, e  dentro de escritório, e internet e quando a gente consegue ver uma paisagem linda destas, retratada em preto e branco, é fantástico”, reflete Leandro Mascarenhas, analista de sistemas.

 O fotógrafo rodou pelo mundo, em locais de acesso muito difícil. “Esse trabalho, eu gastei oito anos para fazer. Acho que você precisa de tempo. Tempo pra você aprender a ver. Tempo pra você compreender. Eu fiz uma caminhada na Sibéria de 47 dias com um grupo de nômades, a – 35°C, -45°C”, revela o fotógrafo Sebastião Salgado.

 “O cara conseguiu subir numa montanha dessas e ficar  tirando estas fotos, nestes lugares desertos. Bem legal. Ver essas paisagens é meu sonho”, se impressiona Breno Fernandes, estudante de 11 anos.

“Dá vontade de  cuidar mais do nosso planeta. A gente não pode mais bobear, porque a gente acaba perdendo toda essa riqueza”, conclui Valéria Almeida, funcionária pública.

 Fonte: http://goo.gl/9LsZ3

 Visite o site da Focus Escola de Fotografia

http://www.focusfoto.com.br

Sobre o autor

Nosso objetivo é procurar manter esse local como referencia da fotografia contemporanea. É um espaço de utilidade publica, mantido por Enio Leite, para os alunos da Focus Escola de Fotografia e para os apaixonados pela arte fotográfica.. Todas as matérias são creditadas em conformidade com a Lei do Direito Autoral. Caso queira contribuir conosco, envie suas sugestões e links para cursos@focusfoto.com.br. Prof. Dr. Enio Leite Alves, nascido em São Paulo, SP, 1953. Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico,fotoquímico, inventor e professor universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a Focus – Escola de Fotografia, instituição de ensino técnico e tecnológico.. No mesmo ano, suas fotos são expostas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez pela referida instituição como obra de valor artístico. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universita Degli Studi di Roma. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e inventor. Escritor publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na segunda edição. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: BBC/Brasil 25/01/2014)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)