10 coisas que um fotógrafo de moda deve dominar!

em Anúncios, Artigos e Entrevistas, dicas de fotografia.

Fotógrafo de moda, pé direito, portfolio, respirar moda, ponto de vista, olhar para frente, mudar a moda, pulo do gato, aula de fotografia sp, focus, cursos de fotografia sp, escola focus são paulo - sp, cursos de fotografia online,

Confira 10 tópicos abaixo para dominar e começar com o pé direito na fotografia de moda

Texto + foto: Primo Tacca/Photos

Para começar a carreira com o pé direito, é necessário mais que um portfólio que respire moda, é muito importante dominar outras coisas. Aqui temos as 10 mais. Confira!

1- Herança da profissão. Lembre-se que antes de você existir a fotografia de moda já estava ali. Se hoje você pode se dizer fotógrafo de moda, é porque muitos antes de você moldaram essa profissão e fizeram história em cima dela. É muito importante saber quem foram essas pessoas e quais caminhos elas trilharam, quais os paradigmas que elas quebraram. Acima de tudo você deve respeitar o trabalho desses profissionais e tentar entender o ponto de vista dele para a época, isso vai te dar uma perspectiva de carreira e ajudar a olhar para frente. Elenque quem são os fotógrafos de moda que mais lhe influenciam ou que respiram o mesmo estilo que o seu. Como eles mudaram a história da moda com imagens, quais foram essas imagens. Monte um painel com tudo o que enriquece o seus olhos e aprenda todo dia com eles;

2- Críticas construtivas (ou nem tanto). Não pense que estar no meio da moda é ter pessoas te passando a mão na cabeça ou dizendo “amém” para tudo o que você faz. Se estiver rodeado de pessoas assim você está parado no tempo. Você vai ouvir críticas sobre o seu trabalho o tempo inteiro, mas lembre-se que ninguém pode ser brilhante em todo trabalho, então acostume- se com críticas negativas. O pulo do gato é transformar essas críticas em combustível para alcançar o próximo nível. Por mais devastadora que uma crítica seja para um artista, você precisa refletir sobre ela. Não tome atitudes precipitadas, descanse a cabeça e espere um pouco para tomar atitudes. Aos poucos você se acostuma e acredite: São elas que te levam ao próximo nível;

3- Fluxo de trabalho. Como em um avião, você é o comandante. Aprenda que toda a organização do fluxo de trabalho é da sua conta. Enquanto não tiver como contratar pessoas em tempo integral para te ajudar, aprenda todos os processos em seus detalhes, somente depois de aprender você deve delegar essas tarefas. Ninguém cuidará mais do seu negócio que você mesmo, portanto, mesmo tendo alguém para cuidar das produções para você, é muito importante que você consiga estar presente nos processos para melhorar cada vez mais. Atitude e pro atividade vão contar muito nestas etapas, mas lembre-se, bons profissionais se identificam com isso, e com o tempo os melhores profissionais vão querer trabalhar com você;

4- Moda. Aqui temos o ponto crucial, pois tanto a fotografia de moda, quanto a moda são assuntos com um campo de conhecimento infinito. E só pra lembrar, você decidiu juntar os dois em seu trabalho. É normal que no começo você deixe a moda de lado para cuidar de uma imensidão de detalhes técnicos para a fotografia de moda. Você precisa saber lidar com a moda, com os tipos de roupas e tecidos, caimentos e como eles devem ser fotografados para que o produto e estilo estejam em evidência na sua fotografia. Se até aqui você ainda não se deu conta, a função do fotógrafo de moda é vender moda, e se quiser viver disso é muito importante absorver essas peculiaridades do mercado. Ninguém melhor que as estilistas para dizer como a criação dela deverá vestir. Ninguém melhor que elas para dizer qual biótipo de modelo cai melhor na roupa. Você é um fotógrafo de moda, obrigatoriamente precisa conhecer moda;

5- Sua imagem! Acredite ou não, mas toda vez que você vai visitar um cliente em potencial, a primeira crítica que você sofrerá é sobre sua imagem. Se você tiver um estilo próprio com uma imagem bem destacada, você estará um passo à frente. Os melhores fotógrafos de moda que vi até hoje vivem e respiram a moda;

6- Postura. Reforçando ainda mais o que foi dito no terceiro ponto, é muito comum nos trabalhos haverem conflitos de ego, portanto, quando esses “nós” se fizerem é você o responsável por desfazê-los. Seu temperamento vai ser decisivo nesta etapa. Jamais deixe que o descontrole tome conta de você, não deixe que nada fuja do seu controle, mantenha a calma e a postura de liderança, assim irá solucionar qualquer conflito;

7- O corpo fala. 75% da nossa comunicação é não verbal. Sua confiança vai transparecer através do seu corpo. Sua confiança precisa estar em 110%, só assim você vai ganhar espaço tanto profissionalmente quanto pessoalmente;

8- Identidade profissional. Este é o mais demorado dos processos, inclusive é o que vai te fazer ganhar espaço no mercado de trabalho. Porém saber identificar o seu estilo e batalhar em cima disso vai fazer você ganhar aquela confiança que falamos anteriormente, e é isso que vai atrair clientes que se identificam com sua visão. De tempo ao tempo, estude muito, respire fotografia e fotógrafos de moda. Quando reconhecerem suas fotos a quilômetros de distância, você vai ver que chegou lá;

9- 24 x 7. Acostume com isso, você vai viver a fotografia 24 horas por dia, 7 dias por semana. O que você olha, o que você sente, o que você respira será fotografia de moda. Menos que isso o mercado não aceita. As cargas de trabalho são intensas, pois uma campanha tem data e hora para começar a rodar, muitas coisas dependem de você. A confecção das mídias, convenções, estratégias de lançamento entre outras coisas. Tente não ser o gargalo neste processo inteiro. Saiba quando dizer não antes que isso afete o seu nome. Quem vai estabelecer esse limite é o seu corpo. Não tente fazer mais do que ele aguenta, sua postura profissional poderá falhar;

10- Não pule os passos. Ninguém nasce e sai caminhando. Ninguém vira fotógrafo de moda e já sai fotografando para as grandes revistas. Respeite o seu crescimento e maturidade. Não ignore as fases, espere as portas se abrirem por suas próprias conquistas e reconhecimento do seu trabalho. Quando você esperar a maturidade vir naturalmente dificilmente as portas se fecham para você. Mas quando você tenta furar uma dessas fases, é bem provável que algo dará errado e você terá que recomeçar;

Conclusão: Pode ser difícil e doloroso no começo, mas garanto que com perseverança e dedicação você chega lá. Mantenha um foco e mensure o seu crescimento. Tente ser especialista naquilo que fizer. É comum no meio do caminho você descobrir que não era bem isso que você queria, de tempo ao tempo e veja se é um refluxo criativo ou não. Se não era bem isso, continue o processo de se descobrir na fotografia.

Fonte: https://goo.gl/bLc49A

FOCUS Escola de Fotografia –  http://focusfoto.com.br
Conheça os novos cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/

Confira opinião de Ex-Alunos: https://goo.gl/yRlkM9
Fale com a Focus: [email protected]

Seja fotografo regulamentado
Obtenha seu registro Mtb de fotografo profissional

 Referência em ensino de fotografia
“Faça bem feito, faça Focus – Desde 1975”

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)