A fotografia no ritmo do tempo

em Uncategorized.

fotografia, ritmo do tempo, potencia, ciência, arte, novos caminhos, horizontes, instituições culturais, SP foto, German Lorca, Thomaz Farkas, fotografia moderna, IV Centenário de São Paulo, Geraldo de Barros, Tuca Reinés, Espaço Cultural Santander, focus fotografia,  curso de fotografia, vaga de fotografo, focus foto, cursos de fotografia, focus escola de fotografia, fotografia, Fotografia, vaga fotografo, curso fotografia portrait,  lola, camera, focus foto, museu da imagem e do som, MIS–SP,  escola de fotografia,  focus foto, fotografia, lola, fotografia urbana dicas,  curso de fotografia,  curso de fotografia sp, curso profissional de fotojornalismo, aulas de fotografia, focus escola de fotografia,   escola de fotografia, curso técnico de fotografia em sp, curso profissionalizante de fotografia em sp, curso de fotografia em sp,  sb 700 manual, escola de fotografia focus,  cursos de fotografia,  como fotografar relâmpago, cursos de fotografia, fotografia de escola,  escola focus, focus, melhor escola de fotografia em São Paulo, melhor curso de fotografia em sp, focus, cursos profissionalizantes de fotografia em sp, escola focus de fotografia, melhor curso fotografia sp, melhores cursos de fotografia do Brasil, melhores escolas de fotografia do Brasil,  melhores cursos de fotografia sp,  curso fotografia em são paulo,  melhores cursos de fotografia a distancia, escolas fotografia sp, curso de photoshop, escola fotográfica, melhores escolas de fotografia em são paulo,  dicas de fotografia, curso de fotografia online,  curso fotografo profissional sp, curso fotografia de moda, curso vip de fotografia, curso de fotojornalismo, enio leite, curso de casamentos e eventos, fotografia cursos, livro enio leite, livraria Saraiva, curso fotografo pericial, concursos de fotografia, curso fotografia casamento, melhores cursos de fotografias sp, notícias sobre fotografia, concurso publico fotografia, melhor curso de fotografia sp, curso fotografia publicitaria, focusfoto.com.br, fotografia curso, fotografias, curso fotografia profissional, cursos de fotografias, curso foto, melhores cursos de fotografias em sp, curso técnico de fotografia sp, cursos técnicos de fotografia sp, cursos profissionalizantes de fotografia, Cursos de fotografia zona leste sp, cursos de fotografia zona sul sp, cursos de fotografia zona oeste sp, cursos de fotografia em santos, cursos de fotografia zona central sp, cursos de fotografia vila mariana sp, cursos de fotografia vila Madalena sp, escolas de fotografia profissional, cursos de fotografia ABC SP,

Marcelo Greco – Sombras Secas – MIS/SP

José Henrique Fabre Rolim
A arte se conecta sempre com a sensibilidade inovando e ampliando o campo de sua atuação. As linguagens são inúmeras, mas o foco é a própria potencialidade humana, a mente tem recursos inimagináveis, um universo a ser desvendado envolvendo ciência e arte dois canais que se dialogam na incessante busca de novos caminhos e horizontes.

A fotografia vem no correr dos anos ganhando espaço tanto nas instituições culturais como nas galerias em geral, a SP Foto é o resultado cabal da solidificação do mercado de arte dessa área.

Na realidade a fotografia tem que se desenvolver independente do mercado, não se ater a demandas ou ao manejo de colecionadores e galeristas, deve seguir a sua trilha livremente sem interferência ou ingerências perniciosas que desvirtuam a manifestação artística na sua essência.

O mercado tanto pode criar mitos como destruí-los é um poder como a própria atividade artística, são poderes em campos diametralmente opostos.

A união de forças é sempre o ideal, mas cada qual respeitando os limites da convivência e do interesse cultural que deve prevalecer sempre.

O mercado, mais precisamente o marchand tem que buscar também novos valores e não ficar somente com os badalados, investir nos talentos em ascensão valorizando a cultura além do fator monetário. Intrinsicamente a arte tem importância fundamental para o desenvolvimento do país, a expressão cultural possui um valor imensurável, ultrapassa o aspecto mercadológico.

A cultura indiretamente gera economia e fortalece a sociedade como um todo, gerenciar cultura é gerenciar oportunidade para um grande número de pessoas, visando todas as manifestações artísticas não se limitando na área das visuais, abrangendo teatro, dança, cinema, música entre tantas atividades que a mente humana é capaz de realizar.

Retomando o foco na lente da câmera, uma antológica mostra de German Lorca aberta recentemente com o sugestivo título “Travessias” acontece na Galeria Milan (Rua Fradique Coutinho,1360, Vila Madalena) organizada pela FASS, reunindo 22 imagens entre consagradas com outras mais recentes, uma incrível sensibilidade do olhar de um mestre que já completou 93 anos.

As suas fotos transmitem um tempo resgatado, permitindo releituras que perfazem uma poética sentimental de uma São Paulo nostálgica. Deve-se notar que Lorca foi um dos pioneiros da fotografia moderna, integrante do Foto Cine Clube Bandeirante em seu tempo áureo, nos anos 40, onde se destacava ao lado de dois colegas magistrais, Thomas Farkas (1924-2011) e Geraldo de Barros (1923-1998).

Desenvolveu uma linguagem abstratizante que impressiona pelo arrojo, foi fotógrafo oficial das comemorações do IV Centenário de São Paulo, em 1954, eternizando imagens que definiram o rumo da fotografia brasileira.

O precioso livro que acompanha a mostra reproduz todas as obras expostas, inclusive a sensacional série de fotos realizadas ano passado que são expressionistas na sua essência, resultado do soberbo domínio do aspecto lúdico existente entre a luz solar e as sombras.

Seguindo a linha da fotografia, Tuca Reinés abriu uma individual e lançou o livro “O Olhar em Suspensão” no Espaço Cultural Santander reunindo uma serie de imagens aéreas de 49 cidades brasileiras produzidas durante 1 ano e 10 meses em 195 horas de voos de helicóptero num total de 37.553 cliques.

As cenas são impressionantes a dimensão das malhas urbanas se diversificam das cidades médias as grandes metrópoles, sendo além de fotógrafo arquiteto o seu olhar privilegia os contrastes, os seus traçados em avenidas, ruas, ruelas e vilas, verdadeiros labirintos.

Algumas cidades são míticas como no caso do Rio de Janeiro com suas belezas naturais, suas montanhas, suas praias, a área central, as favelas, a floresta da Tijuca, a orla de Copacabana, a orla da Barra, enfim a deslumbrante visão geral da cidade brasileira mais fotografada desde o século XIX. Marcelo Greco fotógrafo atraído pelo tema da urbe apresenta a mostra “Sombras Secas” no MIS – Museu da Imagem e do Som (Av. Europa, 655)   com curadoria de Diógenes Moura, reunindo 35 fotos em preto e branco juntamente com o lançamento de um livro que revela a sua relação com a cidade de São Paulo, o seu centro com todas suas facetas abrangendo desde o prazer aos dramas íntimos de seus habitantes.

As imagens criam uma sensação quase onírica, uma fantasia passageira onde a imaginação do espectador descobre universos paralelos, uma cidade que aparece nas sombras, nos reflexos buscando no caos a harmonia que se desfaz em segundos.

Fonte: http://bit.ly/1LFnu74   

Conheça os cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/ 
Fale com a Focus: 
cursos@focusfoto.com.br 
Veja  Ultimas Noticias sobre Fotografia: 
http://focusfoto.com.br/blogs/ 
Seja fotografo regulamentado.
Obtenha seu registro Mtb de fotografo profissional
Registro Profissional: Respeito & Cidadania
“Faça bem feito, faça Focus!”  Desde 1975 

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)