ARQUIVANDO IMAGENS

em dicas de fotografia.

Arquivando imagens, discos rígidos, dados armazenados, maneira redundante, fotógrafos profissionais, prática padrão, cursos de fotografia, amazon, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia sp, escolas de fotografia, escola focus, CURSOS DE FOTOGRAFIA PRESENCIAIS EM SP, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, escola de fotografia profissional, focus fotografia, Acervo playboy

Um método para o problema de não confiabilidade dos discos rígidos é aceitar que embora um possa falhar, é improvável que dois falhem ao mesmo tempo

Assim sendo, rodamos três ou mais discos ao mesmo tempo, configuradas de modo que toda a informação seja espalhada em todos os discos.

Em outras palavras, os dados são armazenados de maneira redundante, dando ao sistema o nome de “matriz redundante de unidas independentes” ou RAID (Redundant array of Independent Drives).

 Se uma unidade falhar, os outros não serão afetados (teoricamente), e a unidade falha pode ser substituída. É uma solução cara, mas fotógrafos profissionais devem trata-la como prática padrão.

Outros métodos, como o Blu-Ray, DVD de alta Densidade ou DVD, oferecem mais estabilidade e confiabilidade em longo prazo, mas acessá-los é monótono, pois cada disco armazena apenas uma quantidade relativamente pequena de imagens em comparação com o rígido. Ainda assim, a confiabilidade destas tecnologias baseadas em discos recentes ainda não está provada.

Salvo pelo filme

Compensa perceber que as tecnologias baseadas em filmes ou análogos ainda são as mais seguras em termos de arquivamento de propriedades. As imagens manipuladas podem ser redesenhadas de volta e utilizando-se registradores de filmes, que rastreiam uma imagem de resolução muito alta em uma película de grande formato (5×4 polegadas).

Este é um processo bastante lento, além de que você precisa pagar pela película e pela revelação; os custos unitários, assim sendo, são muito altos.

Outra técnica de alto nível, que é utilizada principalmente pelos museus, é converter uma imagem em camadas de separação, que então são impressas no tamanho final de impressão, individualmente em películas plásticas separadas. As separações são imagens em preto e branco, e assim sendo são inerentemente mais estáveis que qualquer imagem colorida. A imagem é reconstruída fazendo se placas de cor a partir da separação.

Fora de loco: segurança

Seja qual solução você escolher, é uma precaução elementar manter a cópia arquivada em local separado das originais. Mantenha os originais no estúdio e arquive as cópias em casa. Melhor ainda, mantenha outro conjunto na casa de um parente ou bom amigo.

Você pode receber conselhos para armazenar discos preciosos em cofres anti-chamas, ou seja, um que resista contra fogo. Infelizmente, exceto pelos cofres anti-chamas mais caros, o interior do cofre torna-se um forno durante um incêndio; o conteúdo pode não queimar, mas policarbonatos, resinas e coberturas, do tipo utilizado em DVDs e discos rígidos, certamente derreterão.

Servidor Remoto

Outra solução fora de loco é armazenar as imagens em um servidor remoto. Esta solução está crescendo em popularidade na medida em que a tecnologia de servidor continua caindo de preço.

 Você envia suas imagens, na medida em que as cria, para sua porção designada em uma “fazenda” de servidores de discos rígidos. Algumas companhias armazenam redundâncias não somente em uma fazenda, mas espalhadas em diferentes regiões ou países: redundâncias geográficas ajudam a garantir que um desastre natural em servidor não destrua todos os dados.

Aproveite para rever mais dicas sobre arquivamentos de arquivo de imagens nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)