Blog Focus

Informações, artigos, aulas, tutoriais e novidades
sobre o mundo da fotografia

POR QUE CONTRATAR UM FOTÓGRAFO?

por em .

por que contratar fotógrafo, Jô Soares, Ricardo Beccari, mercado da fotografia, sucata, fotógrafo, likedin, câmeras de filme, tecnologia, escolas de fotografia Amazon, Aulas de fotografia, Focus escola de fotografia, curso de fotografia, aula de fotografia, focus fotografia, escola focus, escola de fotografia, focus fotografia

Jô Soares entrevista o fotógrafo publicitário Ricardo Beccari

A febre da revolução digital transformou o mercado da fotografia em sucata, nunca se viu tanto fotógrafo se formando e tanto equipamento sendo vendido.

Por Ricardo Beccari/Likedin (*)

As câmeras de filme viraram história, as digitais relativamente novas eram substituídas a cada semana, lançamento atrás de lançamento; a roda foi reinventada todos os dias, afinal a indústria estava a procura do sensor perfeito e que substituísse o velho filme, e conseguiram obviamente, igualaram e até ultrapassar a qualidade dos filmes, as câmeras estão cada vez melhores, mas a muita sucata sendo descartada. Agora estamos voando mais nivelados, a escalada da tecnologia por enquanto sossegou, mas não por muito tempo.

Assim também aconteceu ao profissional da fotografia, alguns quantos, foram substituídos pelos “office boys” ou por estagiários, em uma movimento silencioso viraram fotógrafos na marra. A expressão “fundinho branco” nunca esteve tão em voga, afinal qualquer um poderia fotografar com uma câmera digital em um fundo branco no fundo do estoque, pois na teoria a câmera digital faz tudo, até telefona? Todos estavam em êxtase pela nova era digital. Vamos deixar claro que há duas maneiras de fotografar em um fundo branco, a ruim e a correta. O produto deve ser iluminado para ter as formas e as cores corretas.

“Enfim, a ficha caiu, as empresas começaram a entender que a tábua da salvação só tem a página um e ponto.” E que é preciso contratar um fotógrafo profissional.

O fotógrafo profissional sério, fotografa da forma mais fiel possível, não basta ter uma câmera, é preciso ter um monitor especialmente desenhado e calibrado para fotografia, e é calibrado através de um instrumento digital, como por exemplo um “Color Munk”, este é um dos mais conhecidos, mas não paramos por aí, o ambiente para o tratamento da imagem deve ter uma pintura especial cinza, e luzes brancas, para que não haja invasão ou alteração das cores no final do processo, a câmera deve ser precisa, pronta para aguentar o trabalho pesado do dia à dia, não dá para comprar uma câmera de U$ 1.000 dólares e dizer que é profissional, – a pior expressão é dizer que: Aaaa eu tenho uma câmera semi-profissional… – isso dói nos meus ouvidos. – continuando, a câmera deve ter um perfil de cores criado pelo fotógrafo através de um cartão “colorchecker”, ou seja calibrada, e posteriormente este cartão deve ser usado para calibrar cada nova imagem, ele será como um “fiel da balança” eliminando as cores indesejadas e tornando tudo mais parecido com o original.

“Quando um fotógrafo faz a escolha da lente, é como escolher uma jóia, porque é o que as lentes são. Jóias!” (Ricardo Beccari)

Uma lente de verdade, para ser concebida, recebe um processo sofisticado, a “areia” que forma o cristal deve ser de alta qualidade, uma lente não é cara pelo simples fato de ser, o processo é quase artesanal, os ajustes de foco e velocidades são feitos por máquinas, imagine a durabilidade de uma objetiva que foca e foca o dia todo e raramente dá problema, tudo isso a torna “cara”.

Enfim, o processo deve ser muito bem feito, mas há uma explicação para isto tudo que acabei de falar, quando um designer escolhe a forma e principalmente a cor de um produto, ele usa uma ferramenta de cores. São as cores PANTONE ©, mostradas em cartelas com cores catalogadas por um código “X” e que são fiéis ao resultado final desejado, isso significa dizer, que o profissional de designer quando cria por exemplo um sapato, um carro, um tênis, ele quer que sua obra seja concebida da forma e das cores corretas até o final do processo, que é a venda pelos meios de comunicação, TV, revistas e internet. Imagine-se comprando um tênis virtualmente, se tudo não for muito bem processado você poderá ter surpresas na cor por exemplo.

Agora vamos a burocracia, sua empresa vai fotografar o funcionário, usa lá um “profissional avançado” ou famoso amador como fotógrafo, escolhe a secretária escultural que não é modelo e muito menos está na função dela de secretária, tudo publicado e derrepente aquela secretária escultural é demitida, então vem a bomba!

“Putz grila” a “Deise” está nos processando, ai, ai, ai, ela quer ser ressarcida pelo uso de imagem”…

Pois é, isso acontece na vida real, aliás mais do que imaginamos. O fotógrafo profissional e responsável busca através de uma produtora a agência de modelos que fornecerá um catálogo com pessoas profissionais que por sua vez receberão um cachê para aquele fim e a imagem com determinado tempo de uso, garanto que sai mais barato que pagar um advogado e perder tempo com a lei.

Aproveitando o gancho que o fotógrafo e professor universitário Carlos William Ferreira de Lima me deu, vou usar aqui sua frase: “É cada vez mais difícil mostrar ao cliente que ele não está gastando e sim investindo em sua imagem”.

Espero que as dicas ajudem a escolher melhor o profissional na próxima vez que precisar de um.

(*) O Autor: Ricardo Beccari é ex-aluno da Focus Escola de Fotografia, fotógrafo publicitário desde 1982, também fotografa aviões em vôo. Tem dois prêmios internacionais de fotografia, e publicará o terceiro livro sobre seu trabalho.

Fonte: https://goo.gl/qejaUA

FOCUS – Escola de Fotografia – Desde 1975: https://focusfoto.com.br   

Momentos Instantâneos

por em .

Momentos instantâneas, fotografias instantâneas, imagem capturada, celulares, câmeras amadoras, câmeras amadoras, composição, flash, cursos de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, fotografia no Brasil

O instante fotográfico

Instantâneos são fotografias tiradas com pouco ou nenhum atraso entre o momento em que a câmera é apontada e a imagem capturada.

Eles registram momentos espontâneos Snaps, ou fotos instantâneas, são tiradas com câmera de mão – muitas vezes celulares, câmeras amadoras ou compactas – com pouca atenção dada à composição formal, sendo que o fotógrafo geralmente deixa a câmera fazer o foco e decidir se o flash deve ser usado automaticamente.

A palavra “snap” (“estalo”, em inglês) foi usada pela primeira vez associada à fotografia há cerca de 130 anos, quando o ato de tirar fotos era descrito como “estalo” por causa do barulho feito pelo obturador da câmera.

Aproveite para rever mais dicas nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

FILME “SUBMERSÃO” DE DESTACA PELA FOTOGRAFIA

por em .

Filme, submersão, fotografia, Wim Wenders, trama de romance, aventura, Asas do Desejo, Paris - Texas, festival de Toronto, abismo ártico, aulas de fotografia, Amazon, Aulas de fotografia, escola focus sp, Curso de fotografia, focus fotografia, registro Mtb fotógrafo profissional, escolas de fotografia, aula de fotografia, focus fotografia

Créditos: Reprodução/Internet. Cena do filme Submersão

Atuações regulares de Alicia Vikander e James McAvoy renderam elogios a ‘Submersão’

Correio Braziliense

Novo longa de Wim Wenders gira em torno de uma trama de romance e aventura

Diretor de clássicos como Asas do Desejo e Paris, Texas, o alemão Wim Wenders está de volta, com Submersão, longa que lhe rendeu aplausos no Festival de Toronto do ano passado e incensadas críticas na imprensa internacional. No elenco, Alicia Vikander e James McAvoy vivem Danielle e James, desconhecidos que se unem em torno do objetivo de explorar o abismo Ártico.

No roteiro, adaptação do livro do ex-correspondente de guerra J.M Ledegard, Danielle é uma renomada exploradora de oceanos e quer fazer parte da primeira expedição ao local. James é um empresário que, acusado de ser espião inglês, é interrogado por jihadistas africanos. Mais do que parceiros, os dois acabam tornando-se amantes.

Nem tudo é perfeito na relação de Danielle e James. A cientista se ressente porque o namorado viaja bastante, não retorna as ligações dela e ainda não se abre completamente sobre os projetos que estuda, já que pretende desbaratar um esquema secreto criado por terroristas. Recheado de flashbacks, o roteiro ainda contempla momentos felizes e tristes do casal.

A crítica internacional destacou que a fotografia de Submersão, assinada por Benôit Debie, ganha o status de personagem, tamanha a atenção dispensada por Wim Wenders ao quesito. Imagens submarinas, ora iluminadas, ora escuras, se alternam e dão o ritmo ao filme, dividido entre momentos plácidos e tensos.

Veja Trailler: https://youtu.be/FSedQMQ82Us

Fonte: https://goo.gl/JLf8Kj

FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA: https://focusfoto.com.br

Conheça os novos cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/
Confira opinião de Ex-Alunos: https://goo.gl/yRlkM9
Fale com a Focus: [email protected]
Veja TCC de Alunos: https://focusfoto.com.br/tag/tcc/   

ANÁLISE COMPOSITIVA

por em .

Análise compositiva, linhas condutivas, linhas longas, efeito geral, paisagem calma, tons neutros, formas repetitivas, linha do horizonte, escolas de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, fotografia no Brasil

Linhas condutivas

1 linhas condutivas

Linhas longas e ininterruptas cruzam a imagem em grupos paralelos que desvanecem até o rompimento na parte inferior da imagem. O efeito geral é de uma paisagem calma de tons neutros e formas repetitivas.

2 Contraste agitado

As inúmeras formas que cruzam a linha do horizonte são pequenas, irregulares e claramente estão em movimento. Elas contrastam nitidamente com a paisagem calma que atravessam; é um verdadeiro estouro visual em um local calmo.

3 Perspectiva aérea

Apesar da falta de referência visual, o senso de profundidade na cena é forte. O contraste aqui é reduzido, devido ao aumento da distância, e à combinação de pó e spray de água. Mudanças sutis no tamanho dos esportistas também transmitem profundidade.

4 Aproveitando o primeiro plano

Reflexos da luz sobre a água, dão brilho e vitalidade ao primeiro plano. Estes elementos ecoam e ocupam a imagem com outros que contrastam com as formas escuras no topo da imagem.

Aproveite para rever mais dicas nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

COERÊNCIA NO ÁLBUM!

por em .

Coerência no álbum, nível de qualidade, álbuns de casamentos, imagens emocionantes, preparação da noiva, cerimônia, fotos do casal, cursos de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, fotografia no Brasil

Saiba apresentar um nível de qualidade constante

Produza álbuns de casamento que se destaquem, seja originais e com imagens emocionantes do início ao fim, desde a etapa de preparação da noiva, passando pela cerimônia, festa e as sessões de fotos do casal.

O álbum de casamento é sem dúvida, sua melhor ferramenta de marketing.  Ele irá passar de mão em mão, vai ser visto e apreciado por todos, inclusive para os seus futuros clientes.

Pense nisso!

E aproveite para rever mais dicas nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

IMAGENS E TEXTO – IMAGENS COM TEXTOS

por em .

Imagens e texto, imagens com textos, fotografia, legenda, abordagem semiótica, conjunto de significantes, denotar, palavras e imagens, escola focus, aulas de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, fotografia no Brasil

É relativamente difícil encontrar uma fotografia sem algumas palavras que a acompanhem, mesmo que seja apenas uma legenda

A abordagem semiótica propõe que tratemos as fotografias como textos, ou seja, como um conjunto de significantes que pode ser lido e interpretado. Mas, como a palavra “texto” é mais usada para denotar as palavras que podem acompanhar uma imagem, em vez da própria imagem, isso pode parecer um pouco confuso à primeira vista.

Entretanto a relação entre palavras e imagens é extremamente importante.

Devido à natureza icônica de uma fotografia (sua semelhança ao que ela representa), o que a fotografia mostra é muitas vezes auto evidente. No entanto, esse reconhecimento instantâneo é imediatamente articulado em termos de nomes, rótulos e descrições. Mas o que a fotografia significa continua sendo altamente ambíguo e pode ser desmembrado em várias direções.

Roland Barthes deu o nome de “polissemia” à capacidade que a fotografia tem em gerar múltiplos significados.

Em Retórica da imagem (1964), Roland Barthes explica como o potencial que a imagem tem de produzir significados à deriva podem ser “ancorado” por palavras; legendas, textos publicitários, artigos, rótulos- todas essas funções para que o espectador receba mais informações sobre aquilo que ele está olhando. Pessoas e lugares são nomeados, os contextos são identificados – o espectador é direcionado a receber uma mensagem específica.

No entanto, as palavras também são significantes – e não denotam simplesmente o que está na foto, mas conotam um outro conjunto de associações. Pode acontecer também que as palavras não sejam apenas uma legenda da fotografia, e sim parte da imagem- como parte do tema fotografado ou gravadas/escritas na superfície da fotografia impressa. Neste ultimo caso o efeito pode ser o de chamar atenção para a fotografia como um objeto material, como um signo em si mesmo.

Aproveite para rever mais dicas sobre fotografia e linguagem nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

UM BOM SITE

por em .

Bom site, Tiago Ornellas, características fundamentais, boa navegabilidade, portfolio específico, fotógrafo, fotografia profissional, aulas de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, fotografia no Brasil

Site de Tiago Ornellas, fotógrafo de moda e beleza, ex-aluno da Escola Focus

Para ser eficaz, seu site deve contar com algumas características fundamentais, tais como: uma boa navegabilidade, ou seja, as informações devem ser facilmente encontradas; um portfólio específico.

Não há mais espaço para o fotógrafo que tem vários portfólios e que não é um especialista em fotografia profissional; deve ser leve para a navegação, até mesmo para quem tem conexões mais lentas; contar com um design limpo, valorizando as imagens.

E deve também ser facilmente encontrado pelos sistemas de busca, principalmente o Google – neste caso vale a pena contratar uma empresa que otimiza Websites diante dos sistemas de busca.

O que adianta ter um site que ninguém encontra?

Além de ter um site de fácil acesso, as fotos devem ser boas, impressionar o espectador, fazer com que ele se apaixone pelo site, que acesse todas as páginas e que tenha prazer para recomendar aos seus amigos e clientes.

Ao contrário do que todos pensam, o site do fotógrafo deve ser construído de dentro para fora. Primeiro escolha as categorias que pretende atuar, depois suas melhores fotos para cada uma delas.

As fotos devem ser inéditas, excelentesm impactantes e você deve troca-las periodicamente, a medida que a sua qualidade técnica e estética for melhorando, ok?

Aproveite para rever mais dicas nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

OPORTUNIDADE PARA ALUNOS DA FOCUS

por em .

Emprego de fotografia, emprego para fotografo, oportunidade para fotógrafo, vaga para fotografo, procura fotografo profissional, Mtb fotografo profissional, cursos de fotografia, Amazon, Aulas de fotografia, Focus escola de fotografia, curso de fotografia, aula de fotografia, focus fotografia, escola focus, escola de fotografia, focus fotografia

TRABALHO MEIO PERÍODO

O jornal ESTAÇÃO oferece oportunidade aos alunos recém-formados pela Focus, que já tenham seu registro MTB de fotógrafo profissional, emitido pelo Ministério do Trabalho, para execução de projetos com foco no mercado publicitário.

Os interessados deverão enviar currículo para Robson Moares, e-mail: [email protected]ção.com.br 

VOCÊ OU SUA EMPRESA PRECISAM DE FOTÓGRAFOS PROFISSIONAIS? ANUNCIE GRATUITAMENTE!
E-mail:
 [email protected]

 

FOCUS – Escola de Fotografia – Desde 1975: https://focusfoto.com.br   

REVISTA DE FOTOGRAFIA ZOOM EDIÇÃO N.11

por em .

Revista de fotografia, revistas de fotografia, revista de fotografia zoom, zoom fotografia prática, publicação fotografia, fotografia revista, dicas de fotografia, escola de fotografia, Amazon, Aulas de fotografia, escola focus sp, Curso de fotografia, focus fotografia, registro Mtb fotógrafo profissional, escolas de fotografia, aula de fotografia, focus fotografia

Zoom – Fotografia Prática – Edição n.11

EDITORIAL

A fotografia digital não para de evoluir. As máquinas atuais são capazes de coisas extraordinárias. Têm capacidades impensáveis há alguns anos. Contudo, o objetivo continua a ser o mesmo: tirar ou fazer fotografias.

Não sei se por vivermos numa época em que as coisas de época estão na moda, principalmente o que diga respeito aos anos 80, o certo é que há muita gente a usar, ou a continuar a usar, máquinas fotográficas analógicas.

E há os que começam a usar. Uns porque está na moda, outros porque encontram nas analógicas algo que as digitais não lhes oferecem, ou transmitem.

Embora, julgo, menos importante, há ainda o fator preço. Pelo valor de uma digital de gama média, pode-se adquirir uma excelente máquina analógica e, eventualmente, até algumas objetivas.

Existe ainda o ritual de tirar a fotografia e só passados dias, às vezes meses, poder-se ver o resultado. Os mais conhecedores optam mesmo por revelar em casa o filme, não ficando dependente do que fazem os laboratórios.

Mesmo que a grande maioria das pessoas nem pense sequer trocar a sua máquina digital, ou venha a comprar uma analógica, não quer dizer que não se interesse em saber mais.

Com isto em mente, a zOOm oferece aos seus leitores, um especial sobre fotografia analógica, tendo como base a ideia “Para perceber o presente, convém conhecer o passado”. São vinte páginas em que viajamos no tempo.

Depois, há os habituais artigos de inspiração fotográfica. Viajámos até à Costa Rica para testar duas Leica, entrevistámos dois excelentes fotógrafos, apresentamos mais dois interessantes guias passo a passo para praticar em casa, mostramos o trabalho de alguns dos nossos leitores e ainda desvendamos alguns segredos do Flash.

Inspire-se e… boas fotografias.

BAIXE AQUI SEU EXEMPLAR EM FORMATO PDF: ” Revista-de-fotografia-zOOm 11- PDF  “

FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA: https://focusfoto.com.br

Conheça os novos cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/
Confira opinião de Ex-Alunos: https://goo.gl/yRlkM9
Fale com a Focus: [email protected]
Veja TCC de Alunos: https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

FOTOGRAFANDO COM LENSBABY

por em .

Fotografando, lensbaby, câmeras DSLR, elementos eletrônicos, ausência, autofoco, sweet spot, imagem melhor definida, ferramenta, brinquedo, escola de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, editor de fotos

Padrão de desfoque típico da lensbaby

Os modelos Lensbaby se encontram disponíveis para a maioria das câmeras DSLR, seja full-frame ou APS-C.

Utilizando uma Lensbaby com uma DSLR, você poderá ficar restrito apenas á exposição no Manual, devido à ausência de elementos eletrônicos na lente.

Confira os diferentes modelos das Lensbabies, para verificar aquele que funciona melhor para você. Devido à ausência de autofoco, a área superficial do sweet spot, se torna difícil obter uma imagem melhor definida.

Para os fotógrafos que tentam fazer imagens coloridas mais abstratas e impressionistas com suas DSLR., a Lensbaby constitui uma ótima ferramenta e um grande brinquedo.

O preço ainda a torna mais atraente, criando mais oportunidade de obter imagens divertidas. E. aproveite para rever mais dicas nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.