Blog Focus

Informações, artigos, aulas, tutoriais e novidades
sobre o mundo da fotografia

CUIDADOS COM A EXPOSIÇÃO!

por em .

cuidado, exposição, enio leite, focus escola de fotografia, focus aulas de fotografia, focus cursos de fotografia, focus fotografia
Entenda por que a experiência é tão importante quando se trata de exposição

Com tantos métodos de
fotometria disponíveis, incluindo excelente 3D Color Matrix e outros que comparam
o padrão de brilho da foto com um banco de dados de mais de 30.000 imagens)
praticamente não há mais obstáculos para exposições perfeitas em todas as
fotos.

Lembrando sempre, é claro, que o
mais importante é como se quer que fique a aparência da imagem final.

Muitos profissionais evitam novos
desafios, e acabam presos a um modo de exposição, porque conhecem seus
defeitos, sabem quando confiar nele, e quando substituí-lo. Uma pesquisa entre
fotógrafos editoriais revelou, sem surpresa, que a maioria usa o modo de
prioridade de Abertura.

Essencialmente, a exposição,
conforme nossas aulas pode ser resumida em 12 situações básicas, divididas em
três grupos principais. O ponto de partida é simples, e se baseia no alcance
dinâmico da cena, na capacidade do sensor da câmera para captar os tons, do
mais escuro até o mais brilhante.

Uma cena típica, iluminada de
maneira uniforme, que se ajusta perfeitamente ao alcance dinâmico do sensor, é
o grupo um. Ou então a cena é plana, com pouco contraste, mas também se ajusta
ao alcance dinâmico, é o grupo dois. O terceiro grupo, onde acontece à maioria dos
problemas, é quando a cena é tão contrastante que fica fora do alcance e seu
sensor não é capaz de captar as diferenças de tom.

Se você expuser mais, haverá
riqueza de detalhes nas sombras mais escuras, mas as altas luzes vão queimar
(pense em uma paisagem ao pôr do sol); exponha para altas luzes e as sombras
ficarão escuras demais. Há uma estratégia de exposição para cada grupo, e é
preciso identificar o tom mais importante da cena.

Este é o “Key tone”, e mostra que
parte do tema é relevante para você. Pode ser um rosto, por exemplo, mas a pele
da modelo é pálida ou é morena? A parte mais importante do edifício é que está
ensolarada ou a que está na sombra? São as decisões sobre esses detalhes que
dão o toque pessoal a sua fotografia.

Aproveite a sua experiência fotográfica e trilhe seu próprio caminho para ajustar a exposição.

Aproveite para rever mais dicas sobre métodos de fotometria nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#exposição #fotometria #dicas_fotografia #escola_focus #focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite    #cursosdefotografia    

CORREÇÃO NA CÂMERA: CAPTAÇÃO LINEAR E CURVA GAMA

por em .

olho fotográfico, enio leite,
Câmeras não funcionam como nossos olhos, por isso é mais fácil recuperar detalhes das sombras em arquivos RAW

Geralmente, a forma como o ser
humano vê o mundo é encarada como simples e natural, mas até mesmo a resposta
básica para níveis diferente de brilho é complexa.

O ser humano vê o dobro do
brilho, por exemplo, como apenas um ligeiro aumento, que se nota muito mais as
mudanças nos tons escuros, do que nos mais brilhantes. Em outras palavras, a
resposta dos olhos a luz, não é linear.

O dobro do brilho é registrado
por ele como o dobro do sinal. Sendo assim, a captação de imagem linear,
registrada quando você acaba de fazer a foto, ficaria muito escura, e a câmera
aplica automaticamente uma correção, para fazê-la parecer normal. Para
coincidir com a forma como nossos olhos funcionam, não há um aumento global no
brilho, mas sim, um aumento que favorece os tons escuros.

Graficamente, esse processo é representado por uma linha acentuada, conhecida como curva gama padrão 2,2. Veja no histograma de sua câmera, como  intervalo de tons do preto para o branco, a correção espalha os tons de maneira uniforme e confira também suas anotações de aula.

É por isso que um arquivo RAW
permite recuperar detalhes em uma imagem, principalmente nas sombras. Aplicar uma
curva gama mais forte realça os detalhes das áreas de sombra. Em outras
palavras, a maior parte da informação de uma imagem recém-capturada fica
concentrada nas áreas escuras, e precisa ser extraída na edição da imagem RAW.

Aproveite para rever mais dicas sobre as vantagens do arquivo RAW nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#arquivoRAW  #dicas_fotografia #escola_focus #focus
#focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia
 #enio_leite    #cursosdefotografia    

AS VANTAGENS DO RAW

por em .

arquivos RAW, enio leite, focus escola de fotografia, focusfoto, focus cursos de fotografia, aulas de fotografia
Descubra como aproveitar ao máximo os dados de seus arquivos RAW

Alguns chamam de
processamento, outros chamam de edição, e outros ainda chamam de pós-
processamento ou pós-produção, mas seja qual for à terminologia utilizada, esta
atividade é essencialmente realizada em arquivo RAW.

É possível trabalhar em JPEG TIFF
de formas bem semelhantes, muitas vezes com as mesmas ferramentas de software,
mas somente um arquivo RAW tem profundidade de informação que permite
interpretações diferentes de uma imagem, sem perda de qualidade.

Não importa se você fotografar em
RAW ou em JPEG, a imagem sempre terá que passar por um processamento básico. A
diferença é que, com o RAW, você mesmo pode fazer isso, e usar um software
ainda mais poderoso que sua câmera.

Aprenda as técnicas essenciais
para tirar o máximo proveito de um arquivo de imagem RAW.

Controle Criativo

Os softwares de processamento de
RAW evoluíram muito nos últimos anos. Estes avanços aumentaram o número de
ferramentas disponíveis, e incrementaram a qualidade da imagem editada.

Grande parte do que acontece
durante este processamento permanece um mistério, porque o maior objetivo das
empresas de software é fazer com que os programas sejam tão amigáveis quanto
possível. Melhor assim, todos esses processos são muito complexos e afinal,
tudo o que a maioria quer é continuar apenas fazendo suas fotos.

Mas a variedade de opções acaba
gerando um pouco de confusão. Com tantos controles deslizantes fazendo coisas
aparentemente tão parecidas, qual você usar e em que ordem?

Provavelmente, o software de
processamento RAW mais utilizado é o Adobe Camera RAW, ou ACR, que é usado pelo
Lightroom e Photoshop, e o que foi mostrado aqui, para facilitar as coisas. Há
outras boas opções; porque atualmente, o padrão dos softwares de processamento
RAW é bem elevado de forma geral.

Aproveite para rever mais dicas sobre arquivos RAW nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na
FOCUS!
https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#arquivoRAW  #dicas_fotografia #escola_focus #focus
#focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia
 #enio_leite    #cursosdefotografia    

EQUILÍBRIO DE BRANCO AUTOMÁTICO

por em .

balanço de cor automático, escola focus, enio leite, escolas de fotografia, cursos de fotografia, focusfoto
O equilíbrio de branco padrão na maioria das DSLRs é o ajuste automático em que a câmera analisa a cor da imagem e ajusta a temperatura de cor adequada.

Este ajuste é bom para várias
condições de luz, mas, como todo sistema automático, algumas condições de luz
ou tema podem causar resultados inconsistentes.

Por exemplo, o sistema de
equilíbrio de branco automático pode ter dificuldade em diferenciar entre as
cores que incidem no tema e a cor do tema propriamente dita. Isto é
especialmente difícil se o tema tem uma simples e forte cor, pois isso pode
enganar a câmera, fazendo a ajustar o equilíbrio para compensar o que ela julga
ser uma invasão de cor.

EQUILÍBRIO DE BRANCO MANUAL

Para significar a tarefa de
adequar o ajuste do equilíbrio de branco às condições de luz, muitas câmeras
possuem várias opções predefinidas para s fontes de luz mais comuns. Embora
elas não sejam a forma mais precisa ajustar o equilíbrio de branco, são
suficientes para a maioria das condições de luz fornecem um resultado mais
próximo do real do que a opção automática.

O equilíbrio de branco exato pode
variar entre as diferentes câmeras e fabricantes, mas, confira algumas opções
típicas que poderão ajuda-lo.

Incandescente: use uma opção para fotografar interiores iluminados por lâmpadas domésticas, com temperatura de cor precisa, esse ajuste usa em torno de 4.000 K para se adequar ao mais diferentes tipos dessa fonte de luz.

Luz do Sol direta: equivalente digital ao filme Luz do Dia, este ajuste usa uma temperatura de cor em torno de 5.500 k.

Flash: embora o flash eletrônico tenha quase a mesma temperatura de cor que a luz do dia, algumas câmeras tem um ajuste próprio cm uma temperatura de cor em torno de 6000 k para compensar a luz ligeiramente mais fria dada por muitos flashes.

Nublado: Para fotografar sob céus nublados. Ajusta uma temperatura de cor em torno de 6000k.

Sombreado: para compensar para invasão de azul criado ao se fotografar à sombra da luz, a câmera ajusta uma temperatura de cor em torno de 7.000k.

Aproveite para rever mais dicas sobre balaços de branco nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na
FOCUS!
https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#equilibriodobranco #ajusteWB #dicas_fotografia #escola_focus #focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite    #cursosdefotografia    

ATENÇÃO AO BALANÇO DE BRANCO!

por em .

balanço de braco, focus escola de fotografia, cursos de fotografia, aulas de fotografia, enio leite, focus fotografia
Diferencie as temperaturas de cor de vários tipos de luz

Embora os olhos raramente notem, os diferentes tipos de cor produzem luzes diferentemente coloridas. Algumas geram um azul claro gelado, outras, uma aparência mais quente, avermelhada ou amarelada.

A luz do dia pode produzir
diferentes cores em horas diferentes do dia. A visão humana ajusta-se
automaticamente para ver apenas os tons neutros de vários tipos de luz. Há uma
tendência a se notar somente as cores quando a fonte de luz se altera
rapidamente de uma para outra ou, quando há dois tipos diferentes de luz
visíveis ao mesmo tempo.

No entanto, quando se trata de
fotografia, a fonte de luz usada para iluminar o tema pode fazer uma grande
diferença no resultado.

Temperatura de cor. Quanto mais baixa a temperatura de cor mais avermelhada ela se mostra e mais quente a luz parecerá.

Quanto mais alto o valor, mais
azulada, tornando a luz mais gelada. A temperatura de luz de velas à 10.000 k
iluminadas apenas pelo azul do céu.

EQUILÍBRIO DE BRANCO PREDEFINIDO OU PERSONALIZADO.

Juntamente com outros ajustes
manuais e automáticos, as DSLRs também permitem customizar o ajuste do
equilíbrio de branco para obter cores muito precisas. Isso implica em fazer uma
foto, preenchendo o quadro, com o tema cinza na mesma luz do tema principal.
Essa imagem neutra pode ser usada para o celular o ajuste de branco predefinido
e, enquanto a luz não mudar, as cores serão precisas em cada foto.

DICA: COMO PERSONALIZAR O EQUILÍBRIO

1. Tema Neutro

Posicione uma cinza (uma
cartolina ou cartão cinza 18%), na mesma luz que estiver o tema, preenchendo o
quadro com este objeto neutro. Alterne para foco manual caso o foco automático
tenha dificuldade em foca um tema liso com o quadro preenchido.

2. Meça o Equilíbrio de Branco

No menu Custom Settings, encontre
a opção Pre-set ou Custom White Balance, depois navegue até achar a opção onde
poderá usar a imagem que acabou de clicar para atualizar o equilíbrio de
branco. Algumas câmeras podem fazer isso diretamente de um papel (cheque o
manual).

3. Aplique o Equilíbrio Custom

Com o ajuste Custom carregado na
memória, agora é preciso informar à câmera para usar essa imagem como novo
equilíbrio de branco. Vá à lista de pre-sets e selecione. Custom Setting.
Agora, enquanto a luz continuar a mesma, as cores serão confiáveis neste local.

QUAL AJUSTE?

O equilíbrio de branco é o
sistema que a câmera usa para compensar as diferentes temperaturas d cores.
Este sistema pode ser ajustado para trabalhar em diferentes formas, dependendo
do efeito que estiver procurando e as condições predominantes.

Aproveite para rever mais dicas sobre ajustes de balanço de branco nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#balancodebranco
#temperaturadecor  #dicas_fotografia #escola_focus
#focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia
#alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite  
 #cursosdefotografia    

SP-Foto reúne 44 galerias com trabalhos de nomes como Sebastião Salgado, Luiz Braga, Luciana Magno e Germán Lorca

por em .

sp-foto-luciana magno, focus escola de fotografia, enio leite, focus cursos de fotografia, focus fotografia
A fotógrafa Luciana Magno se mistura à natureza no Pará Foto: Divulgação/Luciana Magno / Divulgação/Luciana Magno

Em sua décima terceira edição, feira
retrata o Brasil através da fotografia

Nelson Gobbi/O Globo/Cultura

Das imagens em preto e branco de Pierre Verger e Jean
Manzon ao colorido da produção contemporânea de nomes como as premiadas Bárbara
Wagner e Cinthia Marcelle, é possível contar a história de quase 100 anos do
Brasil por meio de sua iconografia .

Essa multiplicidade de narrativas está distribuída
pelas 44 galerias da 13ª SP-Foto, feira aberta ao público anteontem no Shopping
JK Iguatemi, e, como não poderia deixar de ser, tudo é devidamente registrado
pelos visitantes, celulares em mãos.

— A fotografia é uma linguagem contemporânea por
excelência, que atrai um público jovem e familiarizado com o universo da imagem
— destaca Fernanda Feitosa, idealizadora e diretora da SP-Foto e da SP-Arte. —
É da essência da foto essa capacidade de responder a questões urgentes de forma
rápida, e as redes sociais potencializaram este imediatismo.

Dentre estas questões prementes, a que permeia toda a
feira é a ambiental. Mesmo com as galerias selecionadas meses antes, é
impossível não pensar no noticiário dos últimos dias diante de obras de
Sebastião Salgado ; Luciana Magno, que integra o próprio corpo à natureza do
Pará; Jean Manzon (1915- 1990) e Luiz Braga, com registros históricos da
população indígena e ribeirinha da região amazônica; e Caio Reisewitz, com uma
série feita em Altamira (PA), antes e após a construção da usina de Belo Monte.

— Algumas fotos são de uma floresta que existia e hoje
está submersa. E outras são de uma área que ainda resiste, mas que imprimi como
um negativo, para que as imagens desaparecessem, como acontece com a natureza
na região — comenta Reisewitz. — A forma de um fotógrafo gritar contra tudo o que
está acontecendo é com o silêncio das imagens.

Além de conectar fotógrafos, galerias e o público, a
SP-Foto também traz, há 11 anos, curadores e pesquisadores estrangeiros para
estabelecer um diálogo com instituições internacionais. Entre os convidados da
13ª edição, estão Margot Norton, curadora do New Museum, de Nova York; Barbara
Tannenbaum, do Cleveland Museum; Tanya Barson, do Museu de Arte Contemporânea
de Barcelona (MACBA); Sophie Hackett, da Art Gallery of Ontario, no Canadá: e
Julieta González, do Jumex, da Cidade do México.

— Já tinha pesquisado muita coisa, mas é diferente ver
as obras dentro de um contexto — observa Sophie Hackett. — Estamos em meio a
uma revolução digital, onde mais gente está produzindo imagens.

Hoje, vemos curadores buscando artistas no Instagram,
ou galerias fechando negócios ali. Como historiadora, acho que ainda é cedo
para conseguirmos entender todo este impacto.

Tanto a emergência das possibilidades criadas pelos
meios digitais quanto uma feira voltada à fotografia eram realidades
inimagináveis quando Germán Lorca fez suas primeiras imagens, há 60 anos. Aos
97, o veterano fotógrafo mantém a rotina artística com o mesmo entusiasmo com
que recebe colecionadores e admiradores na galeria Utópica, que o representa.

— Tenho duas Leicas digitais e sete analógicas, e fotografo sempre que posso — diz Lorca. — Hoje ficou mais fácil fazer uma foto boa, com todos os recursos. O difícil é criar algo novo, que ninguém tenha pensado.

Fonte: https://glo.bo/2KX7NvS

Aproveite para conferir mais dicas sobre exposições de fotografia no blog da Escola Focus.

#sp-foto   #sebastiaosalgado #fotografia  #noticias  #dicas  #blogs   #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia

STJ NÃO RECONHECEU RECURSO ESPECIAL DA CVC QUE QUESTIONAVA A CONDENAÇÃO POR CONTRAFAÇÃO

por em .

CVC, direito autoral, enio leite, escola focus, aulas de fotografia, escolas de fotografia cursos de fotografia, focusfoto,
O ministro João Otávio de Noronha, presidente do STJ, conheceu do agravo para não conhecer do recurso especial interposto por CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens contra Clio Robispierre Camargo Luconi que pleiteava a reforma do acórdão do TJ-PB que condenou a empresa pela prática de contrafação

Flavia Costa/Juristas

De acordo com a corte paraibana,
Clio, fotógrafo profissional, representado por Wilson Furtado Roberto, fundador
do escritório de advocacia Wilson Roberto Consultoria e Assessoria Jurídica,
comprovou que uma obra de sua autoria foi utilizada sem autorização por parte
da agravante, fazendo nascer o dever de reparação moral diante da violação dos
direitos autorais, assegurados pela Lei 9.610/98.”

Para a empresa turística, não há provas do registro da
fotografia, muito menos comprovação de sua autoria, não existindo, portanto,
ato ilícito. No caso de entender pela responsabilização, pediu a minoração da
indenização, que se “mostra demasiadamente elevada, conquanto não foi observado
os princípios da razoabilidade de proporcionalidade”.

O relator trouxe à tona a manifestação do tribunal de
origem, que entendeu que “a alegação de inexistência de provas de ser o
promovente o autor da fotografia não merece guarida, porquanto a documentação
acostada aos autos é suficiente a embasar o direito perseguido.

Outrossim, verifica-se que o promovido não nega a
utilização da foto do demandante. Assim, provada a autoria intelectual da obra
em comento, bem como o seu uso, sem autorização, a reparação moral é medida que
se impõe”.

Ele também pontuou que a Súmula nº 7 do STJ impede a
avaliação do quantum indenizatório: “A pretensão de simples reexame de prova
não enseja recurso especial”. E destacou: ”muito embora possa o STJ atuar na
revisão das verbas fixadas a título de danos morais, esta restringe-se aos
casos em que arbitrados na origem em valores irrisórios ou excessivos, o que
não se verifica no caso concreto.

 Diante disso,
conheceu do agravo para não conhecer do recurso especial e majorou os
honorários de advogado em desfavor da parte recorrente em 15% sobre o valor já
arbitrado nas instâncias de origem.

Fonte: https://bit.ly/31XZCGy

Aproveite para conferir mais dicas sobre
direitos autorais no blog da Escola Focus.

#direitoautoral
 #legislação  #fotógrafo #fotografia  #noticias 
#dicas  #blogs   #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia
#alunos_fotografia #cursos_fotografia

7 DICAS PARA COMEÇAR SUA CARREIRA COMO FOTÓGRAFO

por em .

dicas, carreira, fotografo, enio leite, focus escola de fotografia, focus cursos de fotografia, focus fotografia
Diferente do que muitos pensam, trabalhar com fotografia não é fácil

Quem sonha em ter uma carreira como
fotógrafo precisa se preparar muito, e não estou falando apenas em aprender
todas as funções da sua câmera!

Eliane Terrataca/Fósgrafê

É preciso descobrir seu estilo visual, utilizar
ferramentas de comunicação e marketing, construir uma boa rede de contatos,
melhorar suas técnicas e habilidade em negócios e dominar todos os conceitos e
as técnicas essenciais da fotografia (iluminação, equipamentos, edição etc.).

Apontando as necessidades assim até parece simples,
mas é só começar a colocar tudo em prática para entender como todo esse
processo é contínuo e trabalhoso.

Antes de qualquer coisa, antes de escolher sua câmera,
antes de procurar seu primeiro cliente, saiba que seu sucesso e sua carreira
dependem única e exclusivamente da sua dedicação e vontade de melhorar sempre.

Você acredita que está pronto para começar uma
carreira como fotógrafo? Então aqui estão algumas dicas iniciais para você
refletir e começar seu planejamento. Leia tudo com atenção e boa sorte no seu
projeto!

Desenvolva seu estilo visual!

Talvez esta seja uma das tarefas mais difíceis, porque
envolve muita criatividade para descobrir qual é o seu talento. Mas há uma
maneira de tentar desvendar seu estilo visual: fotografe muito!

Para começar, você pode escolher alguns temas que te
atraem (vale de tudo!) e fotografá-los, constantemente e obsessivamente. Você
acha que estou exagerando? Pois saiba que a maior parte dos profissionais que
você admira fazem boas fotos porque já fizeram milhares de fotos ruins. Enfim,
não tenha medo de errar! Pegue a câmera, escolha um tema e fotografe de todas
as maneiras que puder imaginar!

Improvise!

Nem sempre conseguimos ter acesso a todos os equipamentos
que desejamos. Sendo assim é preciso improvisar! Na falta de um tripé, apoie a
câmera em superfícies seguras, encoste-se na parede para não tremer etc. Use
cabos de vassoura como stands para apoiar flashes e câmeras. Faça uma coleção
de lâmpadas ou aproveite a luz da janela, caso não tenha flashes. Nossa, dá pra
improvisar tanta coisa! Seja criativo e faça de tudo para registrar a foto que
desejar.

Estude sempre!

Não seja arrogante achando que já sabe de tudo só
porque acabou de completar sua faculdade de fotografia. Ninguém nunca sabe
tudo. As pessoas mais inteligentes são as que assumem suas falhas e estão
sempre em busca de aprimoramento!

Faça cursos de reciclagem e profissionalização, acompanhe as notícias do mercado fotográfico, leia livros e revistas, converse e troque ideias e dicas com outros profissionais etc. A informação e a experiência são a base para uma carreira de sucesso. Lembre-se: não é o equipamento que representa a qualidade e conhecimento do profissional.

Construa uma rede de conexões
profissionais

Converse com outros fotógrafos e faça amizade com
eles. Se puder, trabalhe com quem tem experiência no ramo e aproveite para
criar sua agenda de contatos. Bons relacionamentos podem alavancar sua
carreira. Bons profissionais podem lhe ajudar a desenvolver suas habilidades.

Seus amigos podem lhe apresentar possíveis clientes.
Não fique apenas trocando e-mails, saia e faça contatos reais, conversando
pessoalmente e estreitando os laços. Participe de eventos no setor e dê atenção
a todos que puder. Desenvolva suas habilidades de comunicação e confiabilidade,
e nunca deixe de apresentar uma aparência profissional em todos os seus
contatos (e-mails, telefonemas, notas fiscais, reuniões etc.).

Aproveite os benefícios da internet

Crie um site ou blog e certifique-se de que ele estará
sempre funcionando corretamente. Utilize as mídias sociais para divulgar o seu
trabalho, mas sempre de maneira ética e profissional.

Se você fotografa retratos ou eventos, peça
autorização ao seu cliente antes de publicar as fotos e escolha apenas algumas.
Não demore para responder os contatos que receber, seja por onde for, a
agilidade poderá ser um grande diferencial. Você também poderá investir em anúncios
on-line para melhorar a divulgação do seu trabalho. Mas seja criterioso, não
faça nada além do que você possa dar conta, manter canais desatualizados na
internet pode dar a impressão de desinteresse.

Ofereça excelência em seus serviços!

Acho este item não precisa de muita explicação. Mas
para ficar bem claro, tomarei emprestada uma frase de Ayrton Senna: “No que diz
respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe
meio-termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.”

Compartilhe seu conhecimento!

Como todos sabem, uma informação só é verdadeiramente
boa se for compartilhada com outras pessoas. Quando você começar a dividir tudo
o que já aprendeu com outras pessoas descobrirá que poderá aprender muito mais
do que imagina. Ensinar é a melhor ferramenta para o aprendizado, de todos os
envolvidos! Quando você ensina, aprende em dobro.

Fonte: https://bit.ly/343rjQm
   

Aproveite para conferir mais dicas
profissionais no blog da Escola Focus.

#mercado  #fotógrafo #fotografia  #noticias 
#dicas  #blogs   #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia
#alunos_fotografia #cursos_fotografia

UM FORMATO PARA TUDO!

por em .

adobe, formato dng, escola focus, cursos de fotografia, escolas de fotografia, enio leite, aulas de fotografia, focusfoto
DNG, UM FORMATO DE ARQUIVO UNIVERSAL?

O Digital Negative, da Adobe, é um formato de arquivo que pode ser lido
por qualquer aplicativo de processamento RAW.

DNG (ou Digital Negative) é uma
iniciativa Adobe para conhecer um arquivo de imagem RAW “universal, que pode
ser aberto em qualquer software RAW”. Com um software Adobe, como o Photoshop
ou o Lightroom, você pode salva um arquivo RAW com um DGN e reter todos dados
brutos.

Atualmente, a maioria dos
fabricantes de câmeras projeta seus próprios formatos de arquivo RAW, e os
aperfeiçoa continuamente, por isso não há um padrão.

A preocupação é que, no futuro,
seja impossível ler os velhos arquivos RAW. Mas isso é pouco provável, se um
formato de arquivo RAW foi aberto, não há razão para que essa habilidade se
perca; e além do mais, a engenharia reversa de todos os arquivos RAW é mais
simples de atualizar (o Dcraw faz isso).

Na prática, DNG polariza opiniões,
mas escolha entre ele e o RAW (NEF, nesse exemplo) depende do fluxo de trabalho
e não de qualidade, e, nesse caso, isso não faz diferença.

Aproveite para rever mais dicas sobre fotografia nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#adobe  #DNG  #dicas_fotografia
#escola_focus #focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia
#alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite  
 #cursosdefotografia    

LENTES FIXAS OU ZOOMS?

por em .

lentes fixas, zoom, enio leite, focus cursos de fotografia,focus escola de fotografia, focus aulas de fotografia, focus fotografia
Decida sobre as distâncias focais fixas de uma lente mais luminosa ou a flexibilidade de uma zoom

Lentes zoom são uma conveniência e uma complicação. Já vai longe o tempo em que espremer uma gama de distâncias focais em uma lente era sinônimo de qualidade ótica inferior, e que o conjunto profissional de 14-850 mm, 24-70 mm e 75—300 mm, permita atender às necessidades mais básicas com apenas três lentes; embora elas fossem reconhecidamente pesadas.

Atualmente, a impossibilidade de
corrigir a distorção pelo design óptico importa muito pouco, pois a maioria dos
softwares de processamentos faz isso automaticamente.

De qualquer forma, as lentes prime de distância focal fixa, estão de volta, graças ao apelo da excelente qualidade óptica, ao tamanho e a leveza. A distância focal fixa exige que o fotógrafo pense mais sobre a composição, e se aproxime para muda-la.

Na verdade, com tantas outras coisas acontecendo no momento de fotografar, ajustar a distância focal com um anel de zoom pode ser uma opção muito distante.

As lentes zoom, exigem mais atenção do fotógrafo que as lentes fixas (prime), porque girar o anel de zoom muda apenas o ângulo de visão, também altera o estilo da imagem. Alguns acham esse desafio estimulante, mas é uma consideração necessária.

LENTES FIXAS – VANTAGENS

As melhores tem qualidade óptica
superior

Estrutura mais simples, menos
chances de dar problema.

Menor e mais leve que uma zoom.

Comparativamente, é mais barata
que uma zoom.

Aberturas máximas mais amplas e mais luminosas.

DESVANTAGENS

É preciso se movimentar mais para
enquadrar (mas isso pode ser bom) Mais lentes são necessárias para cobrir a
gama de distâncias focais.

As faixas de alta qualidade são
realmente caras (isso é inevitável).

LENTES ZOOM- VANTAGENS

Escolha suave e contínua de opções de enquadramento em uma ampla gama de lentes, de 14 até 400 mm.

Oferece variedade de distâncias
focais em uma lente.

A qualidade ótica das boas zooms é excelente.

DESVANTAGENS

Normalmente, causa mais distorção
e aberrações do que a prime.

Às vezes, o preço muito barato, compromete a qualidade ótica.

Individualmente, são mais pesadas
do que as equivalentes prime.

Zooms de boa qualidade são caras.

Aproveite para rever mais dicas sobre fotografia e lentes nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#objetivas #zoom  #dicas_fotografia #escola_focus #focus
#focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia
 #enio_leite    #cursosdefotografia