Blog Focus

Informações, artigos, aulas, tutoriais e novidades
sobre o mundo da fotografia

DEMONSTRE CONTROLE DA PROFUNDIDADE DE CAMPO

por em .

Controle, profundidade de campo, abertura, distância focal, controle quase perfeito, grande-angular, aula de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

Assim que tiver compreendido as forças que controlam a profundidade de campo: abertura, distância focal e distância do assunto, você terá um controle quase perfeito sobre o que está ou não na cena

Você já sabe, por exemplo, que ao usar uma lente grande-angular e uma abertura pequena é possível criar imagens totalmente em foco, continuamente nítidas, desde os seus pés até o horizonte.

Por outro lado, ao inverter tais fatores e alternar para uma lente de distância focal longa e de grande abertura, é possível restringir a profundidade de campo a poucos centímetros ou até menos.  Conforme já visto em nossas aulas.

Como você manipula a profundidade de campo é irrelevante para este desafio; você deve demonstrar que compreende os controles básicos e como eles devem ser combinados para que obtenha seu objetivo.

Mais do que você sabe combiná-la de forma coerente com o assunto: foco seletivo em um retrato, por exemplo, ou nitidez irrestrita em uma paisagem rural.

Aproveite para rever mais dicas sobre profundidade de campo nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

ÚLTIMO RECURSO: MUDAR O ISO

por em .

Último recurso, mudar o ISO, velocidade do obturador, abrir a lente, profundidade de campo, escola de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

ISO comparativo

O que acontecerá se você quiser aumentar a velocidade do obturador em, digamos, dois pontos completos, mas sem poder abrir a lente, pois quer manter o mesmo nível de profundidade de campo?

A única solução, neste caso, seria elevar a configuração de ISO em dois pontos. Ao elevar o ISO em dois pontos inteiros (por exemplo: de 200 para 400 até 800; ou seja, dois pontos), você poderia elevar a velocidade do obturador em dois pontos, mantendo a mesma abertura.

Alterar o ISO será sempre seu ultimo recurso. Além de aumentar o ruído e perder a resolução da imagem, as cores desbotam perdendo sua vivacidade. Vide ilustração acima.

Aproveite para rever mais dicas sobre técnica fotográfica nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

UM MÉTODO PRÁTICO!

por em .

Método prático, fotografias, imagens, método realista, estudo fotográfico, força motriz, curso de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

As maneiras que podem ser usadas para fazer fotografias ou imagens com base em fotografias são extremamente diversificadas

Uma forma de desenvolver um método realista e prático capaz de ajuda-lo a decidir sobre a melhor maneira de abordar seu trabalho criativo é dividir o processo em três questões- chave: o quê? Por quê? E como?

Em outras palavras:

  1. O quê – refere-se ao tema, ou à ideia que forma a base de seu estudo fotográfico, e aos objetivos do trabalho que você está desenvolvendo. Essa é a força motriz que existe por trás do processo de fazer imagens. É ela que orienta as decisões que deverão ser tomadas com relação ao conteúdo do trabalho.
  2. Por quê? – refere-se ao formato de seu trabalho, à sua aparência e às impressões visuais que ele transmite. Essa questão cria uma associação tangível entre sua ideia e a forma como você a expressa e a comunica para o público.
  3. Como? – refere-se aos processos práticos da produção de imagens usados para alcançar o estilo visual que você deseja. Esses métodos de produção consolidam o processo de fazer uma imagem.

O desenvolvimento de uma peça de arte fotográfica original está impregnado no processo progressivo e inventivo. O formato do trabalho final será regido pela maneira com que o tema for estilisticamente explorado em relação aos objetivos do projeto – e ganhará expressão artística por meio da aplicação de processos técnicos cuidadosamente pensados.

Aproveite para rever mais dicas sobre  desenvolvimento temático nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

VELOCIDADE DO OBTURADOR E MOVIMENTO

por em .

Velocidade do obturador, movimento, velocidade, efeito significativo, ação rápida, situação esportiva, aula de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

Efeito de velocidade

Além de controlar o tempo de exposição, a velocidade do obturador selecionado também tem um efeito significativo sobre como os assuntos em movimento são registrados.

Seja o seu objetivo congelar assuntos em ação rápida, de forma a revelar cada nuance e detalhe de uma situação esportiva, por exemplo seja transformar os assuntos em movimentos em abstrações surreais, existe uma velocidade de obturação disponível para que você o alcance.

Aprender a controlar, imobilizar ou exagerar o movimento é, de fato, uma das coisas mais divertidas de se ter uma câmera com a velocidade do obturador ajustável.

O registro do movimento, seja um borrão ou uma imagem congelada traz interesse e impacto.

Aproveite para rever mais dicas sobre aberturas e velocidades nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

A IMPORTÂNCIA DO DETALHE

por em .

importância do detalhe, tema principal, informações, observador, miniaturizar o tema, ambiente, escola de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

Um detalhe pode tanto constituir o tema principal quanto um elemento secundário que contribui para destacar algo ou dar informações ao observador

No primeiro caso, ao “miniaturizar” o tema, o fotógrafo ressalta a fraqueza dele ou sua pequenez em relação ao ambiente no qual ele se situa.

No segundo caso, o detalhe pode contribuir para dar uma noção de tamanho do espaço, como uma silhueta humana minúscula na imensidão do deserto ou da cidade, ou pode trazer outro tipo de informação.

Por exemplo, uma pequena mosca voando em cima de um gato permite compreender o porquê do olhar tão focado dele.

O detalhe pode simplesmente ser um ponto de destaque na composição, permitindo atrair o olhar do observador em determinado ponto para guia-lo na leitura da imagem.

Na prática, sempre dedique um tempo à observação da cena fotografada a fim de perceber todas as oposições e semelhanças, cores, densidades, formas, linhas, texturas, que permitirão destacar o detalhe e compor a imagem.

Na segunda fase, acerte os parâmetros da câmera em função da composição escolhida e faça a foto. Não vacile em repetir a operação várias vezes, multiplicando as fotos para escolher depois a melhor, ainda mais se você não tem muita prática.

Aproveite para rever mais dicas nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

MOVIMENTO CONGELADO

por em .

Movimento congelado, revistas esportivas, fotografias excepcionais, atletas, splash de água, curso de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

Todos nós já folheamos revistas esportivas e nos maravilhamos com fotografias excepcionais de cavalos galopando como se levitassem, ou de atletas de salto ornamental imobilizados em meio ao splash de água no instante em que penetram a superfície da piscina

Essas fotos são o resultado de duas coisas: fotógrafos com timing impecável para captar o momento; velocidades de obturação muito altas.

Por incrível que pareça, a capacidade de capturar tais imagens está disponível em qualquer câmera com uma configuração de velocidade do obturador regulável. As altas velocidades de obturação padronizadas de I/2000 ou I/4000 segundo são mais do que o suficiente para imobilizar até mesmo os mais rápidos assuntos em sua trajetória.

A velocidade de obturação necessária para reter um assunto em movimento depende de inúmeros fatores, entre os quais a velocidade do assunto. Quanto mais rápido ele se move, maior será a velocidade de obturação necessária para congelar a ação.

Você pode obter uma ótima imagem congelada de uma criança pulando por cima de um cachorro usando uma velocidade de I/125 ou I/250 segundo, por exemplo; no entanto, para congelar um cavalo de corrida, talvez precise de uma configuração de I/2000 segundo ou mais alta. A capacidade de reter a ação com determinada velocidade do obturador (e determinado ISO), entretanto, também é dependente de outros fatores, incluindo a forma como o assunto e suas partes se movem, o espaço que ocupa no quadro e a direção do movimento – se ele cruza o campo de visão ou se move em sua direção .

Imagine, por exemplo, que um carro e uma bicicleta estejam se movendo na mesma velocidade; o carro se move como um objeto único, enquanto a bicicleta apresenta um movimento global maior quando consideramos as pernas do ciclista e a movimentação dos pedais, o que exige uma velocidade do obturador maior para atingir o congelamento.

Aproveite para rever mais dicas nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

FORMA E OPOSIÇÃO

por em .

Forma, oposição, semelhança, detalhes, ambiente, contraste, efeito silhueta, lagarto verde, aula de fotografa, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

A semelhança ou oposição das formas que compõem o detalhe e o cenário influem diretamente na maneira em que ele pode valorizar a imagem

Dessa forma, se torna muito mais difícil destacar um detalhe em adequação com o ambiente: por exemplo, um homem em pé em cima de um morro vertical pode passar despercebido, como se fosse o prolongamento do morro.

Neste caso, é preciso destacar os contornos do elemento optando por um fundo que contraste com ele, criando um efeito de silhueta, por exemplo.

Destacar o detalhe se torna mais fácil quando a forma dele se opõe ao cenário ambiente: uma forma humana no quadro geométrico da cidade, uma flor no meio da grama a assim por diante.

Do mesmo modo que um detalhe se destaca muito bem quando as cores dele e do ambiente são complementares, como um lagarto verde na terra ocre, um pássaro vermelho no céu turquesa ou ainda um barco amarelo no mar azul.

Também as cores frias (tons de verde, azul, violeta…) combinam muito bem com cores quentes (vermelho, amarelo, laranja…). Além disso, saiba que o vermelho, por ser a que mais excita o olho humano, sempre se destaca muito bem.

Aproveite para rever mais dicas sobre composição e estética fotográfica nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

CORRIGINDO OFUSCAÇÕES E BORRÕES

por em .

Ofuscações, borrões. efeitos, resultados estéticos, sensor, reenquadrar, cenas, altas-luzes, curso de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

Esses efeitos podem causar resultados estéticos interessantes

Se você estiver com problemas de ofuscações ou borrões, também poderá ser necessário trocar de câmera, evitar alguns tipos de cena, bloquear as fontes de luz ou mesmo impedi-las de atingir o sensor ou ainda reenquadrar as cenas.

A ofuscação, ou blooming, ocorre quando luzes claras e circulares, como halos, aparecem em torno do seu motivo, produzindo pouca ou nenhuma informação naquelas áreas. Os borrões, ou smear, surgem quando feixes de luz começam a aparecer, geralmente nas altas-luzes.

Ambos aparecem com mais frequência com fontes de luzes claras ou imagens em contraluz. Estranhamente, ambos os efeitos são mais comuns com sensores CCD, então esta é uma área na qual o sensor CMO, típicos das DSLRs, apresenta vantagem.

A maioria desses problemas podem ser resolvidas com parasol, ao ar livre ou com tapadeiras , em estúdio.

Caso não seja possível, troque a lente ou escolha outro ângulo de tomada.

Aproveite para rever mais dicas sobre manueio de câmeras nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

ENTENDA O CONTRASTE

por em .

Contraste, ênfase, sentimentos, imagem, preto e branco, tamanho, luxuoso, cores opostas, curso de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

O contraste dá ênfase aos sentimentos que uma imagem transmite, tornando-a dramática

Quando nos referimos ao contraste, não mencionamos apenas o preto e o branco, e sim as cores opostas, ideias, sentimentos, formatos antagônicos, tamanhos (pequeno x grande), o luxuoso e o simples.

Ou seja, tudo aquilo que seja contrastante e salte aos olhos

FORMAS SIMPLES

Geralmente identificamos os objetos pelas formas. Formas simples estão associadas àquelas que lidamos frequentemente, como as geométricas: círculos, quadrados, triângulos e retângulos.

Essas formas dão vida e movimento as nossas imagens e as tornam interessantes.

Aproveite para rever mais dicas sobre técnicas de composição nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

ALEGRIA AO AR LIVRE

por em .

Alegria, ar livrem parques, praças públicas, crianças, bel gramado, lago, parquinho, profundidade de campo, aula de fotografia, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de fotografia, escola focus, melhor escola de fotografia, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia

Parques urbanos, praças públicas, praias e até o clube da sua cidade podem ser ótimas opções para levar as crianças para fotografar

Ali elas interagem com o ambiente ao redor: um belo gramado, por exemplo, poderá valorizar a cena, destacando os pequenos modelos.

A dica é pedir para a criança deitar-se na grama, e tanto faz se ela fizer pose ou assumir um estilo mais descontraído. Folhas secas também poderão dar um efeito interessante em casos assim.

Encoraje os pequenos a correr ao redor de um lago, a se divertir no parquinho, a fazer brincadeiras no tanque de areia ou a subir em árvores (com a devida segurança). Aproveite para incluir fotos dos familiares. O ideal é deixar a criança à vontade. As brincadeiras surgem naturalmente, assim como os cliques.

Gostamos de dar ênfase à criança, deixando-a longe do fundo e fotografando com uma profundidade de campo reduzida (usando aberturas como f/2.8 ou f/4). Porém, em alguns casos, vale a pena incluir o fundo (aumentando a profundidade de campo) para completar a composição da cena, principalmente onde há interação entre a criança e o espaço.

Para dar um visual mais atraente ao trabalho, a dica da fotografa é levar alguns adereços de produção. Tapetes coloridos, brinquedos educativos e até mobiles para pendurar nas árvores. Outra boa pedida são as fantasias: a maioria das crianças as adora e elas dão um certo charme ao ensaio. Bolinhas de sabão também vão ajudar a fazer a festa das crianças de qualquer idade.

Outra ideia é montar um pequeno cenário usando cestos de piquenique ou fazê-lo com os próprios brinquedos da criança – essa pode ser uma boa maneira de registrar uma bela lembrança da infância. Só não se esqueça de pedir previamente para os pais os brinquedos preferidos da criança.

Realizar fotos do ensaio “smash the cake” também pode ser uma boa pedida ao ar livre. Lembre-se de levar bandeirinhas, uma bela toalha e um bolo caprichado. Na bolsa, não devem faltar lenços umedecidos para limpar o bebe após o ensaio – e tome cuidado com as formigas.

Aproveite para rever mais dicas  sobre fotografia infantil nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.