Blog Focus

Informações, artigos, aulas, tutoriais e novidades
sobre o mundo da fotografia

3 DICAS PARA FOTOGRAFAR MODELOS NA LUZ NATURAL

por em .

modelos, luz natural, escola focus, cursos de fotografia, focus escola de fotografia, aulas de fotografia, focus fotografia, focusfoto
Você já deve ter escutado (e muito) o quanto a luz natural é mais especial para a fotografia

Mas para os menos
experientes fotografar com luz natural pode ser um pouco complicado no começo.

Eliza Dorê/iPhotoChannel

 Os fotógrafos Miguel Quiles, Dan e Sally Watson criaram um vídeo que traz algumas dicas especiais sobre o assunto.

1) Encontre sombra:
evite a luz forte no rosto diretamente no rosto do modelo, ao fotografar em um
dia ensolarado procure por um ponto com sombra.

2) Luz de fundo
natural
: utilize a luz do sol para criar luz de fundo atrás do objeto.
Fotografar quando o sol está baixo (no nascer ou no pôr do sol) cria a famosa
golden hour.

3) Encontre um fundo
escuro
: quando o modelo estiver contra um fundo escuro, ele fará com que
ele se destaque e, portanto, adicione profundidade à imagem e a torne mais
dinâmica.

Confira vídeo do
YouTube
: https://youtu.be/iqxTk7uF1eI

Fonte: https://bit.ly/35JMeZw

Aproveite para rever outras
dicas no blog da Escola Focus.

PIONEIRISMO E
INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#fotografar_modelos   #dicas  #noticias  #dicas_fotografia #escola_focus #focus   focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia  #escolas_de_fotografia    #aulas_fotografia  #enio_leite   
#cursosdefotografia

FOTOGRAFIA PARA DECORAÇÃO

por em .

fotografia, decoração, focus escola de fotografia, focus fotografia, escola focus, aulas de fotografia, cursos de fotografia, workshop de fotografia
Namour entrevistou o grande fotógrafo Dorival Moreira para o Canal Eh Namour. Uma conversa sobre decoração com fotografia e bancos de imagens.

Fhox/Arlindo Namour Filho

Caros amigos, desta vez
compartilho a presença do amigo Dorival Moreira, fotógrafo experiente que se
especializou em fotografia para decoração e bancos de imagens.

Neste bate papo falamos
sobre sua história na fotografia e sua experiência nas áreas de fotografia para
decoração e bancos de imagens.

Fotógrafo com experiência
internacional e trabalho reconhecido em seu meio, esta entrevista será uma
excelente fonte de informações no assunto.

Veja vídeo por João
Candirales: https://www.youtube.com/watch?time_continue=5&v=Xg4qLbpy450
  

Dorival é colaborador da Focus Escola de Fotografia.

Fonte: https://bit.ly/2pwkyXk

Aproveite para rever
novas dicas no blog da Escola Focus.

PIONEIRISMO E
INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#decoração 
 #dicas  #noticias  #dicas_fotografia
#escola_focus #focus  
focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia  #escolas_de_fotografia
   #aulas_fotografia  #enio_leite   
#cursosdefotografia

PREPARAÇÃO DO NOIVO

por em .

preparação do noivo,  escola focus, cursos de fotografia, focus escola de fotografia, aulas de fotografia, focusfoto, enio leite
Caso o noivo aceite a presença do fotógrafo para registrar o making-of, utilize o mesmo roteiro da noiva.

Entretanto, com algumas ressalvas: os
noivos geralmente se preparam em casa, o que facilita o trabalho do fotógrafo.

Atualmente, vem crescendo o número de
homens que se arrumam em spas masculinos ou em hotéis.

Todavia, o percentual ainda é pequeno
comparado às noivas. Os homens possuem bem menos acessórios em relação às
noivas. Portanto, dê atenção às gravatas, abotoaduras, canetas, sapatos e
quaisquer outros elementos que forem relevantes para ele.

Seja rápido ao fotografar, pois,
diferente das noivas, os homens normalmente não possuem paciência e raramente
se sentem à vontade diante de uma câmera. Uma dica: converse muito com o noivo
e conte coma ajuda dos amigos presentes no local.

Aproveite para rever mais dicas sobre fotografia de casamento nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

PIONEIRISMO
E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#casamentos  #dicas_fotografia #escola_focus
#focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia
#alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite  
 #cursosdefotografia    

PREPARE UM DOCE ARCO-ÍRIS!

por em .

arco-iris, focus escola de fotografia, cursos de fotografia, focus fotografia, escola focus, aulas de fotografia, fotografia workshops
Separe os canais de cores e crie fantásticas imagens de movimento. Foto: Robert Harris – Kodak

Nos tempos dos filmes, Robert
Harris, o renomado fotógrafo da Kodak, inventou está técnica de exposição.

É um efeito interessante e
complexo, que a tecnologia digital tornou incrivelmente acessível. Basta fazer
fotos quase idênticas de uma cena e, em seguida, combinar o carnaval vermelho
de uma, o canal azul de outra, e o canal verde da última.

A única parte um pouco mais
complicada é que você vai precisar usar o Photoshop para acessar os canais de
cores das fotos e produzir a imagem final.

ANÁLISE DA IMAGEM

.1 Enquanto cai, o açúcar é captado pela luz do flash.

2. São utilizados três imagens, com um único canal de cor
(vermelho, verde, azul), retirados de cada um para criar, uma imagem final.

3. Áreas diferentes em cada canal aparecem em uma única cor,
enquanto os objetos estáticos aparecem em cores porque eles estão no mesmo
lugar em todos os canais.

PASSO A PASSO – TORTINHAS AÇUCARADAS COM EFEITO, “HARRIS SHUTTER”

1. MONTE UM CENÁRIO

Coloque sua câmera em um tripé e,
em seguida, crie e componha a imagem, garantindo que haja espaço suficiente
para captar o açúcar caindo. Ajuste a câmera para o modo Prioridade de Abertura
(A) e ligue o flash.

2. ACRESCENTAR AÇUCAR

Ajuste o temporizador da câmera
para dois segundos e comece a polvilhar o açúcar. Após o disparo, confira a
exposição e veja se precisa de algum ajuste. Repita o processo para obter três
fotos brancas, com bastante açúcar caindo.

3.  VERMELHO É O CANAL

Abra as imagens no Photoshop. Na
primeira, clique em canais (Channels), depois clique no canal vermelho e use
Cmd/Ctrl + A. Use Cmd/Ctrl + C para selecionar e copiar. Crie um novo
documento, clique em canais e, com Cmd/Ctrl + V, colo no canal vermelho.

4. FINALIZE

Clique na próxima imagem e copie
o Canal Verde; em seguida, cole-o no Canal Verde do novo documento. Repita o
processo com uma última foto e o Canal Azul. Clique RGB no n ovo documento para
ver a imagem final.

FLASH MANUAL

É melhor usar um flash para “congelar” o açúcar em cada foto, conforme fazemos nas aulas de splash.

Neste caso, ajuste para o modo
manual, que oferece maior flexibilidade quanto à exposição.

Aproveite para rever mais dicas sobre fotografia e efeitos especiais nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

PIONEIRISMO E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#arco-iris  #dicas_fotografia #escola_focus #focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite    #cursosdefotografia  

A ESCOLHA DA ABERTURA

por em .

escolha  da abertura, escola focus, focus fotografia, focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia, enio leite
A abertura das objetivas, calibradas com números f/ (também conhecida diafragma ou ponto), não só afeta a exposição como também controla a profundidade de campo

Toda vez que uma objetiva é
focada manual ou automaticamente num ponto, há sempre uma zona de foco nítido
aceitável tanto na frente quanto atrás desse ponto. Essa zona é conhecida como
profundidade de campo
.

Essa zona de foco nítido
aceitável e uma característica de todas as objetivas, mas sua amplitude varia
de acordo com o tipo de objetiva e da abertura.

Objetivas grande angulares, por
exemplo, tem um a generosa profundidade de campo, e quanto maior for a grande
angular mais isso é verdade.

Com as ultras grande angulares,
focar a objetiva é, na verdade, redundante no sentido prático, já que a
profundidade de campo assegura que tudo na foto ficará nítido. Por outro lado,
as teleobjetivas tem uma profundidade de campo inerentemente reduzida. Quando
se usam essas objetivas (e as tele zoom), é preciso prestar especial atenção ao
foco, já que há pouca margem de erro.

Abertura e Profundidade de Campo

Um dado básico a ser lembrado;
quanto maior a abertura (indicada pela menor dos pontos f), menor a
profundidade de campo. Desse modo, a abertura modifica a profundidade de campo
de todas as objetivas.

Controle Criativo

Quando for bater uma fotografia, o fato de selecionar a abertura (e, por conseguinte, a profundidade de campo) lhe dá a chance de escolher onde colocar a ênfase. Já vimos como a abertura e a velocidade se relacionam em termos de exposição.

Portanto, se seu objeto (a foto de um rosto, por exemplo) tiver um fundo capaz de interferir, você pode diluir o fundo e torna-lo menos invasivo focando nos olhos de quem você vai fotografar e usando um diafragma bem aberto (talvez f/2.8); você irá descobrir que precisa de um a velocidade alta para compensar a exposição.

Aumentando a abertura, você
obterá o efeito de desfocalizar o fundo e salientar o seu tema. Se, por outro
lado, você sentir que o fundo é um elemento importante pata a foto, diminua a
abertura, digamos, apara f/16, e traga de volta o fundo o objeto principal da
foto para a zona da foto nítido (para diminuir a abertura, selecione um
diafragma menor, indicado por um alto número f) Ajuste então a velocidade do
obturador de modo a corrigir o nível de exposição.

Se, no entanto, você quiser um
meio termo, como objeto principal da foto nitidamente definido e insinuando um
fundo identificável, deverá selecionar uma abertura por volta de f/8 (e, mais
uma vez, ajustar a velocidade).

Aproveite para rever mais dicas sobre abertura do diafragma e seus efeitos nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

PIONEIRISMO
E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#abertura #diafragma  #dicas_fotografia #escola_focus #focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite    #cursosdefotografia 

ABERTURA: A PUPILA DA SUA OBJETIVA

por em .

abertura, objetiva, focus fotografia, focus escola de fotografia, escola focus, cursos de fotografia, aulas de fotografia, workshop  fotografia,
As primeiras lentes fotográficas eram fornecidas com um conjunto de placas de metal com furos de diferentes tamanhos

Essas placas podiam ser encaixadas atrás da objetiva depois
de selecionados de acordo com a intensidade da luz.

A abertura é controlada nas objetivas atuais por um diafragma
feito de um conjunto de lâminas finas de metal.

É possível ajustar a abertura girando o anel da objetiva que
clica, sendo cada clique uma alteração no tamanho do diafragma.

A abertura do diafragma além de controlar a intensidade da
luz que chega até o sensor, controla também o efeito da profundidade de campo,
essencial para melhor compreensão da linguagem fotográfica e estética visual.

Aproveite para rever mais dicas sobre técnica fotográfica nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

PIONEIRISMO E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#abertura #dicas_fotografia
#escola_focus #focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia
#alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite   
#cursosdefotografia   

PRINCÍPIOS EM QUE SE BASEIA O OBTURADOR

por em .

obturador, DSLR, escola focus, focus escola de fotografia, focus fotografia, cursos de fotografia, aulas de fotografia, workshop de fotografia
A finalidade do obturador consiste em proteger o sensor da luz ao momento escolhido e, a seguir, abrir-se durante um tempo calculado com exatidão, antes de voltar a fechar-se. Ilustração: movimento da cortina do obturador

Em certo sentido, pois, o obturador é como uma persiana
enrolável de ação rápida e completamente opaca, que se abre e fecha para a luz
durável um curto intervalo de tempo.

Todos os obturadores (exceto os das DSLRs mais rudimentares) dispõem de diversas velocidades, em geral, segundo uma sucessão cujos valores vão duplicando por forma progressiva desde 1 segundo a ½ segundo, a seguir, até ¼ segundo, e sucessivamente, até chegar a 1/1000 segundo.

Na verdade, a sequencia não duplica rigorosamente (em vez de 1/1000 deveria ser 1/1056 s), mas os erros são mínimos. Muitas das modernas DSLRs possuem velocidades de obturação que vão além destes valores – tão rápidos como 1/8000 s, e tão lentas como 8 s.

Esta sucessão duplicadora das velocidades de obturação é
importante porque coincide com a sequência de duplicação e divisão das
aberturas e simplifica os cálculos de exposição. Na escala decrescente, a
velocidade reduz para metade o tempo, de valor para valor.

O tempo durante o qual se mantém aberto o obturador pode ser
controlado mecanicamente por mecanismos de relógio ou eletromecanicamente. Os
obturadores eletromecânicos, que se designam em geral em geral por obturadores
eletrônicos, funcionam com pilhas e regulam a exposição por meio de um
mecanismo de relógio de quartzo. Estes obturadores podem ajustar velocidades
muito precisas e dão velocidades graduais de obturação em exposições
programadas ou automáticas.

As velocidades são indicadas de forma recíproca no controlo
que se utiliza para modificar a velocidade de obturação: em vez de ½, está 2.
Os segundos inteiros estão gravados com uma cor diferente.

Além desta série de números, a escala que indica a
velocidade de obturação tem por vezes outros símbolos. A letra B aparece em
muitas escalas e significa “bulb” (lâmpada). Nesta posição, o obturador fica
aberto no máximo enquanto se prime o obturador, e data da época em que eram
correntes as lâmpadas descartáveis. Os fotógrafos regulavam a DSLR na posição
B, pressionavam o disparador, produziam a ignição da lâmpada fechando um
interruptor e libertavam de novo o disparador.

Atualmente o mesmo mecanismo de obturação fecha o circuito
que dispara o flash eletrônico do tipo lanterna, mas o obturador pode não estar
sincronizado com o flash a qualquer velocidade. Com frequência, a velocidade
máxima que é possível utilizar com flash está marcada no manual de instruções
de sua câmera.

Esta velocidade é usualmente controlada e forma mecânica,
até nos obturadores eletrônicos.

Aproveite para rever mais dicas sobre fotografia nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

PIONEIRISMO
E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#obturador   #dicas_fotografia #escola_focus
#focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia
 #enio_leite    #cursosdefotografia   

GENTE: RETRATOS COM LUZ NATURAL

por em .

retratos, luz natural, focus escola de fotografia, cursos de fotografia, escola focus, aulas de fotografia, focus fotografia
Os retratos requerem de maneira especial uma iluminação cuidadosa, e a luz do dia é em geral a fonte e luz mais fácil e mais atraente para trabalhar

Os fotógrafos pioneiros do
século XIX dependiam quase exclusivamente da luz do dia, e os melhores
produziram estudos poderosos considerados belíssimos ainda hoje em dia.

Embora isso talvez não seja
imediatamente óbvio, há mais de um tipo de luz natural. A luz do sol, com um
céu claro ao meio dia, ao entrar em um quarto por uma pequena janela, por
exemplo, age como um spotlight, iluminando intensamente um lado do seu tema.

Inversamente, uma luz indireta
que entra por uma janela larga (ou uma pequena janela coberta com papel
transparente) dá um efeito mais suave. Ainda assim haverá luz e sombra sobre
seu modelo, mas o contraste será menos extremado.

Este projeto tem como objetivo
fundamental permitir que você descubra os diversos efeitos possíveis de
iluminação ao usar a luz natural do9 sol. Você terá de fazer uma série de fotos
com diferentes qualidades de luz: a luz do sol, difundida pelas nuvens (ou
através de materiais difusores de luz colocados na janela); a luz do sol,
rebatida por rebatedores feitos de vários materiais.

Também, para compreender melhor
como iluminações diferentes se ajustam a pessoas diferentes, pratique com
vários modelos. Jovens e velhos, homens e mulheres. Use diversas poses, tanto
sob a iluminação dura, contrastada, como uma iluminação suave, para ver qual
delas funciona melhor.

Resumo Técnico

O tipo de rebatedor usado faz uma grande diferença em relação à qualidade
da luz. Por exemplo, um rebatedor feito com cartolina branca fosca dá um efeito
suave difuso, enquanto um feito com papel alumínio dá uma luz mais brilhante,
mais aguda. Pode se usar também um espelho para refletir a luz; um espelho de
boa qualidade deve refletir, de maneira razoavelmente apurada, a mesma
qualidade de luz que recebe.

Aproveite para rever mais dicas sobre fotografia e retratos nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

PIONEIRISMO
E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#retratos  #dicas_fotografia #escola_focus
#focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia
#alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite   
#cursosdefotografia   

GIMBAL: CONHEÇA A FERRAMENTA USADA NA PRODUÇÃO DE FILMES E FOTOGRAFIAS

por em .

gimbal, focus escola de fotografia, focus fotografia, escola focus, focus cursos de fotografia, enio leite, aulas de fotografia
Saiba mais sobre os melhores estabilizadores da DJI para smartphones e câmeras

FHOX

Existem algumas
características que são necessárias conhecer a respeito dos gimbals antes que
começar a filmar utilizando o dispositivo.

A escolha do objeto deve
ser baseada na câmera e cada um tem um tamanho para a câmera que ele suporta.
Existem pequenas diferenças entre os gimbals, mas a maioria deles tem motor nos
três eixos e são projetados para serem utilizados com duas mãos, apesar de
alguns terem modelos portáteis.

Utilizado como uma
ferramenta poderosa na produção de filmes, o gimbal permite que o cinegrafista
ou fotógrafo controle e estabilize suas fotos e vídeos mesmo em situações
instáveis e de movimento rápido. Além disso, também permite que se mova
independente, sem a necessidade de configurações grandes e complicadas ao mesmo
tempo em que alcança a aparência profissional de produções de Hollywood com
tomadas suaves e controladas – tornando as imagens atraentes para o espectador
quando comparadas a uma foto estática e parada produzidas com a estabilidade de
um tripé.

COMO FUNCIONA UM
GIMBAL?

Um gimbal não é nada mais
do que um sistema de pequenos motores trabalhando juntos para manter a câmera
apontando na direção da imagem a ser capturada. O estabilizador de câmera
oferece capacidade de movimento e reconhecimento espacial, permitindo que o
espectador se conecte melhor a um local ao visualizar imagens em uma tela plana
e bidimensional. Quando configurado e usado corretamente, um gimbal pode se
tornar uma das ferramentas mais valiosas em uma filmagem.

As capturas são, na
verdade, produzidas por um sistema de pequenos motores sem escovas em que cada
um executa a função de corrigir um movimento da câmera em um determinado eixo.
Cada eixo do movimento do gimbal é classificado pela direção da posição da
câmera, em movimentos conhecidos como roll, pitch e yaw, que são guiados pela
direção que a câmera pode mover. Por exemplo, o movimento de um lado para o
outro é conhecido como yaw, o movimento de subida e descida da inclinação da
câmera é conhecido como pitch e a rotação da câmera para alterar o horizonte do
disparo é conhecida como roll.

Estes motores atuam
empurrando contra a direção que a câmera quer mover, amortecendo e reduzindo o
tremor. A melhor maneira de exemplificar é a seguinte: imagine que uma câmera
estivesse pendurada em um elástico ou uma mola. Se você soltar a câmera, em vez
de cair em direção ao chão, o elástico diminuiria o movimento até que ela
parasse. Os motores sem escova ou brushless fazem a mesma coisa, de uma maneira
mais controlada e refinada. Quando esses motores são conectados por software, o
usuário obtém o controle total de quanto a câmera se moverá e resistindo aos
movimentos bruscos do objetos.

TIPOS DE GIMBAL

Há diferentes tipos de
estabilizadores. Uma das marcas que trabalha com esse tipo de equipamento é a
DJI, que possui versões de duas mãos, como o Ronin-M, o Ronin-MX e o Ronin 2,
até dispositivos de uma mão, como o Ronin-S. Independente do tamanho, a função
mecânica é idêntica. Os motores realizam o mesmo efeito; no entanto, eles são
construídos e projetados para diferentes arranjos e pesos de câmera.

É necessário prestar
atenção ao número de eixos para os quais o gimbal fornece estabilização, pois
isso afeta a eficácia do gimbal no ambiente de filmagem. Por exemplo, alguns
gimbals menores oferecem apenas estabilização de 1 eixo, corrigindo o movimento
de inclinação para frente e para trás. Outros gimbais oferecem estabilização de
3 eixos que corrige os movimentos de roll, pitch e yaw descritos acima.

Dependendo do modelo
câmera, um gimbal de mão mais compacto pode ser uma opção melhor para uma
câmera mais leve pois reduz o peso total da configuração. No entanto, ao
utilizar uma câmera maior com lentes maiores e mais pesadas, um modelo maior
como o Ronin 2 da DJI pode ser uma opção melhor. Mais detalhes sobre os modelos
que a marca oferece podem ser encontrados no site oficial da empresa.

CONFIGURANDO E
BALANCEANDO UM GIMBAL DE MÃO

Antes de usar um gimbal de mão é importante configurar e equilibrar o equipamento primeiro, certificar-se de que a câmera esteja em uma posição neutra quando a plataforma do gimbal não estiver em movimento, reduzindo a tensão nos motores e permitindo que ela funcione com mais eficiência. Se o gimbal tem que lutar contra o peso de uma câmera desequilibrada, ele não é capaz de corrigir o tremor e o movimento de forma tão eficaz.

Para nivelar a câmera, coloque o gimbal em um suporte enquanto utiliza as placas ajustadoras para deslizar a câmera para trás e para frente, bem como de um lado para outro até que a câmera fique plana e nivelada sem se inclinar. Repita as etapas de balanceamento, deslizando as placas de ajuste até que a câmera esteja bem nivelada.

GIMBALS PEQUENOS E
PORTÁTEIS

Alguns estabilizadores menores, como o Osmo Pocket, possuem câmeras integradas que não exigem balanceamento. Estas podem ser uma ótima opção para configurações rápidas e compactas que podem ser retiradas de uma bolsa e usadas imediatamente sem ajustes.

O Osmo Mobile 2 permite conectar o smartphone, possibilitando a captura rápida e vídeos suaves para compartilhar instantaneamente nas mídias sociais. Esses gimbals de mão são inteligentes e contêm software que sabe o tamanho e o peso da câmera e tem a capacidade de se corrigir. Além disso, são ideais para consumidores que procuram uma opção de configuração rápida e fácil e que, ainda, seja portátil.

Fontehttps://bit.ly/2BlZMw8

Aproveite para rever novas
dicas sobre gimbal no blog da Escola Focus.

PIONEIRISMO E
INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#gimbal 
 #dicas  #noticias  #dicas_fotografia
#escola_focus #focus  
focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia  #escolas_de_fotografia
   #aulas_fotografia  #enio_leite   
#cursosdefotografia

COMO FAZER DIFUSORES DE FLASH PARA MACROFOTOGRAFIA

por em .

difusores, macrofotografia, escola focus, focus fotografia, focus escola de fotografia, aulas de fotografia, focus cursos de fotografia
A fotografia macro é uma das paixões de inúmeros fotógrafos profissionais e um hobby para tantos outros.

Eliza Dorê/IphotoChannel

Este pequeno universo
pode nos mostrar detalhes que a olho nu passam despercebidos. Mas a iluminação
é extremamente necessária para criar uma imagem perfeita de fotografia macro.

Luz dura

Uma boa fotografia macro
precisa ser agradável aos olhos, afinal estamos lidando com pequenos detalhes.
Por isso a importância de uma luz bem direcionada e trabalhada ao motivo da
fotografia, mas é preciso tomar cuidado ou caso contrário a iluminação pode
trazer detalhes não muito agradáveis, já a luz difusa parece mais natural e
destaca-se aos olhos.

Luz suave

Utilizar o flash na
fotografia macro é útil, porém pode ser um pouco complicado. É preciso que haja
uma medida perfeita entre a distância da luz e a lente da câmera, e para isso o
estudo prático pode ajudar muito. Um bom difusor vai fazer a diferença,
trazendo uma qualidade de luz onde a quantidade de fusão será determinada pelo
material, além disso um bom difusor evita que você perca luz.

Como nem todo equipamento
é de fácil acesso, pelos seus valores, produzir o próprio difusor pode ser uma
boa saída. O exemplo de difusor baixo trabalha com elementos com garrafa PET,
espuma de embalagem e um elástico para juntá-los. É uma boa saída para os
flashes pop-up, já o uso do plástico bolha traz uma cobertura refletiva.

Outro material que pode
ser utilizados são as latas de batata Pringles, elas são acopladas no flash e
criam uma forma de um tubo que direciona a luz e a concentrar na área em que
você precisa fotografar,como um tradicional snoot.

Fonte: https://bit.ly/2VR628x

Aproveite para rever novas dicas de macrofotografia no blog da Escola Focus.

PIONEIRISMO E
INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#macrofotografia  #dicas  #noticias  #dicas_fotografia
#escola_focus #focus  
focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia  #escolas_de_fotografia
   #aulas_fotografia  #enio_leite   
#cursosdefotografia