Capto emoção da música em imagens, diz fotógrafo em mostra

em Dicas & Tutoriais, Notícias.

Bob Gruen escola focus enio leite focus curso de fotografia online focus fotografia cursos de fotografia online   escola de fotografia sp focus escola de fotografia escola de fotografia focus dicas canon 580ex ii   curso de fotografia sp focus foto faculdade de fotografia jacques dequeker cursos fotografia  cursos   de fotografia em sp focusfoto cursos de photoshop fotografia noticias agencias fotografia

O norte-americano Bob Gruen ao lado de famosa imagem que fez de John Lennon em NY

Bob Gruen é uma das maiores autoridades em rock do mundo. Nascido em 1945, nos EUA, o fotógrafo clicou algumas das principais figuras do gênero ao longo das últimas décadas, como Eric Clapton, Led Zeppelin e The Who. Em coletiva realizada na véspera do lançamento da exposição Let´s Rock, na Oca, em São Paulo, ele explicou o segredo para registrar ícones do gênero. “Rock é a forma de expressar os sentimentos de maneira audivel, e eu tento captar justamente isso com as imagens”, disse Gruen.

A proximidade com a cena musical também o tornou amigo de muitos de seus modelos, com destaque para a estreita relação com John Lennon (a amizade com músicos começou com Tina Turner, após cair nas graças do marido Ike). Mais velho que o próprio rock, Gruen garante que ainda considera o estilo como “sua vida”, apesar de ter ampliado sua coleção de ídolos com o passar do tempo. “Ainda ouço de tudo, mas atualmente tenho escutado mais Green Day e o brasileiro Supla.”

Durante o evento, Gruen disse ter feito uma cuidadosa seleção de fotos para levar à exposição, que, afirmou, contém apenas os trabalhos que realmente o deixam orgulhoso. “Meu trabalho é uma maneira de oferecer às pessoas que não foram aos shows uma sensação do que aconteceu. É isso o que faço”, explicou.

Let´s Rock

Dezenas de guitarras, baixos e violões que podem ser tocados pelo público através de amplificadores e headphones; o porco inflável do disco Animals, do Pink Floyd, adornando o ambiente; contêiners e mais contêiners representando cada uma das décadas do rock por meio de pôsteres e canções de cada uma das épocas; cartazes a perder de vista com imagens de shows que vão do Sex Pistols e John Lennon a Pitty e RPM.

Foram essas algumas das formas utilizadas para representar as seis décadas de rock´n´roll na exposição Let´s Rock, que abre as portas para o público nesta quarta-feira (4), em São Paulo. Há ainda capas da revista Rolling Stone e peças usadas por ídolos dos palcos, como um tênis assinado por Mark Ramone e figurino de Wanderléa. O gênero musical, os festivais, as mudanças influenciadas pela posição geográfica e a influência do som em gerações inteiras são abordados através de pocket shows, workshops, fotos e documentários espalhados em mais de 10 mil m² da Oca, no Parque do Ibirapuera.

Em uma parceria com museus como o Rock and Roll Hall of Fame and Museum, de Cleveland, nos EUA, e colecionadores nacionais e internacionais, o evento foca em alguns dos principais fatos do rock, dos longínquos anos 1950 até a primeira década do século XXI.

Como não poderia deixar de ser, grandes nomes do rock internacional e brasileiro ganham espaço privilegiado no local. Entre eles, Led Zeppelin, Pink Floyd e Jimi Hendrix, e, claro, os nacionais dos Secos & Molhados e dos Mutantes.

Por enquanto, a exposição se limitará a São Paulo, mas, de acordo com a organização do evento, já há interesse de levá-la a outras cidades brasileiras – e até ao exterior.

Confira a programação parcial – sujeita a alteração

4 de abril – 15h – Palestra Bob Gruen

5 de abril – 15h – Exibição do documentário Guidable, sobre o Ratos de Porão

6 de abril – 15h – Palestra Bob Gruen

7 de abril – 15h – workshop com o guitarrista Faíska

8 de abril – 15h – 6 h de Austin City Limits – documentário sobre o importante festival americano

10 de abril – 15h – Workshop de guitarra com Mozart Mello, um dos guitarristas mais respeitados do Brasil

11 de abril – 15h – Botinada – documentário sobre o punk brasileiro dirigido por Gastão Moreira

12 de abril – 15h – mesa redonda sobre TVs musicais com representantes da MTV, Mix Tv, Play tv e VH1

13 de abril – 15h – LoudQUIETLloud – documentário sobre a reunião do Pixies, uma das bandas mais importantes do rock alternativo

14 de abril – 15h – Documentário Chico Science: 15 anos depois

15 de abril – 15h – 6 horas de documentário do Rock1n roll Hall of Fame

17 de abril – 15h – John & Yoko – Year of Peace

Serviço

Let’s Rock: A Exposição – de 4 de abril a 27 de maio

Oca – Parque do Ibirapuera

Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, S/Nº, portão 3

Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia para idosos e estudantes)

Dias e horário: de terça a domingo, das 10h às 22h

A Secretaria Municipal de Transportes credenciou 70 táxis para atender ao público, que ficarão situados na área interna do Parque Ibirapuera

Veja fotos: http://goo.gl/k9yLG

Fonte: http://goo.gl/fLwZ8

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)