Denso aglomerado de galáxias luminosas pode ser explosão estelar

em Dicas & Tutoriais, Notícias.

aglomerado de galáxias, explosão estelar, universo, núcleo azul,SPT-CLJ2344-4243, aglomerado Fênix,constelação,pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts,MIT, Michael McDonald , pesuisa espacial, fotografia astronômica, fotografia do espaço

Um novo aglomerado de galáxias foi descoberto que é um dos maiores e mais brilhantes em nosso universo e tem um núcleo azul excepcionalmente brilhante

Denso aglomerado de galáxias luminosas pode ser explosão estelar

Oficialmente conhecido como SPT-CLJ2344-4243, ele está a 7 bilhões de anos-luz de distância e foi apelidado de aglomerado Fênix, devido a constelação em que está localizado.

A maioria dos aglomerados de galáxias têm núcleos vermelhos, porque as estrelas que contêm são velhas. O núcleo azul deste aglomerado sugere que o gás em torno dele está esfriando rapidamente.

Uma equipe de pesquisadores liderados pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) estudou o aglomerado Fênix de perto depois que ele foi detectado com o Telescópio do Polo Sul.

“Galáxias centrais têm sido tipicamente referidas como ‘vermelhas e mortas’, apenas um monte de estrelas velhas orbitando um maciço buraco negro em que não há nada de novo acontecendo”, explicou o líder da pesquisa Michael McDonald no Instituto Kavli de Astrofísica e Pesquisa Espacial do MIT num comunicado de imprensa.

“Mas a galáxia central nesse grupo de alguma forma ganhou vida e está originando um número prodigioso de novas estrelas.”

Baseado na teoria popular, o gás num núcleo do aglomerado deve esfriar ao longo do tempo, criando um fluxo frio que se condensa em novas estrelas. Mas nenhum aglomerado tem sido observado esfriando a taxas precisas.

“O que é interessante sobre o aglomerado Fênix é o que vemos quase todo o esfriamento que foi previsto”, disse McDonald. “Pode ser que isto ocorra mais cedo na evolução, em que não há nada para detê-la, então, ela esfria e se torna explosão estelar […] de fato, há poucas coisas no universo formando estrelas mais rápido do que esta galáxia.”

A equipe fotografou o aglomerado com 10 telescópios diferentes baseados em terra e no espaço e em vários comprimentos de onda para obter uma visão completa de suas características.

“O buraco negro central é muito brilhante em Raios-X, mas a formação de estrelas é muito brilhante na óptica e ultravioleta”, disse McDonald.

Os pesquisadores calcularam sua massa e luminosidade e, em seguida, investigaram a formação de estrelas, descobrindo que ele cria 740 novas estrelas por ano, provavelmente devido ao rápido resfriamento.

McDonald espera continuar estudando o aglomerado Fênix usando o Telescópio Espacial Hubble. “Você veria esses filamentos azuis fantásticos onde as estrelas estão se formando fora dos fluxos de esfriamento”, disse ele. “Deveria parecer bastante notável, ao invés de nossas imagens terrestres que mostram uma mancha de luz azul.”

No entanto, o resfriamento extremo observado pode não ser tão incomum quanto parece.

“Pode ser uma questão de tempo, em que em 1% do tempo você percebe essa formação estelar vigorosa e um resfriamento rápido”, concluiu McDonald. “Pode ser que cada aglomerado que vemos passe por esta fase, mas é tão rápido que este é o único que encontramos. E estávamos no lugar certo na hora certa.”

Fonte: http://bit.ly/P08n7o

Visite o site da Focus Escola de Fotografia
http://www.focusfoto.com.br

 

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: G1 - 12/03/2020)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)