Exposição na Suíça apresenta resumo da carreira de Kossoy

em Artigos e Entrevistas.

fotografia, (11) 3107 2219, focus,  Boris Kossoy, Brasileia Foundation, García Márquez, Julio Cortázar, Murilo Rubião, Estúdio Ampliart, Hercule Florence , fotogerafias arquitetonicas, fotografia publicitária, uma viagem ao fantástico, Pietro Maria Bardi, Edgar Allan Poe, filmes expressionistas alemães, expressão humana, Fotografe melhor,  focus fotografia, curso fotografia, cursos fotografia moema,   curso intensivo de fotografia sp, curso de fotografia online, curso de fotografia, curso fotografia, focus escola de fotografia, fotos eróticas, direito autoral, melhores escolas de fotografia do mundo, fotografia de sexo,  aula de fotografia sp,  Curso intensivo de fotorafia sp, aulas de fotografia, aula de fotografia sp, aula de fotografia sp, cursos de fotografia zona leste sp, cursos de fotografia zona sul sp, cursos de fotografia zona oeste sp, cursos de fotografia em Santos,  melhores escolas de fotografia para casamentos sp, curso de fotografia focus,  cursos de fotografia zona central sp, cursos de fotografia ABC sp,  fotografias, escola focus, cursos de fotografia Vila Mariana SP, Cursos de Fotografia Vila Madalena SP, focus escola de fotografia reclame aqui, escolas profissionalizantes de fotografia, escolas profissionalizantes de fotografia, cursos de fotografia grande ABC SP, Melhor curso fotografo profissional sp ,fotografia focus são Paulo,  cursos técnicos de fotografia, curso profissionalizante de fotografia em sp, cursos profissionalizantes de fotografia em sp,  fotografe melhor,  melhores aulas de fotografia online,  melhores escolas de fotografias sp, enio leite ,escola focus,  melhor curso de fotografia, focus fotografia, melhores cursos fotografias do Brasil, cursos de fotografia online ,focus escola de fotografia, curso de fotografia em sp, melhores cursos de fotografia em sp, cursos de fotografia zona sul, dicas de fotografia, notícias sobre fotografia cursos de fotografia sp, ,cursos de fotografia zona leste, curso de fotografia digital sp, cursos de fotografia sp,  melhores aulas de fotografia sp, aulas de fotografia em Santos, focus foto, melhores cursos de fotografia Brasil, focus foto, curso técnico de fotografia  sp, cursos de fotografia zona leste sp, cursos de fotografia zona sul sp, cursos de fotografia zona oeste sp, cursos de fotografia em Santos,  melhores escolas de fotografia para casamentos sp, curso de fotografia focus,       escola focus foto, cursos de fotografia, curso de fotografia em sp, aulas de fotografia profissional, aulas cursos online de fotografia,  aulas vips de fotografia, melhor escola de fotografia de São Paulo, cursos técnicos de fotografia, curso profissionalizante de fotografia em sp, cursos profissionalizantes de fotografia em sp,

“Uma Viagem pelo Fantástico”, Boris Kossoy, Ano 2000

Meio século de fotografia comemorado na Suíça confirma o historiador, ensaísta e fotógrafo Boris Kossoy, aos 74 anos, como um renovador da imagem finalmente reconhecido fora do Brasil.  

Pioneiro do realismo mágico na fotografia, Kossoy, raro seguidor brasileiro do movimento literário que projetou a América Latina nos anos 1960, abriu no último dia 10, na Brasilea Foundation, de Basel, uma exposição com 90 fotografias, Imago – Sobre o Aparente e o Oculto. Como indica o título, a mostra reúne imagens do mundo real que sugerem relações misteriosas, a exemplo da escola literária conhecida como realismo fantástico (ou mágico) – García Márquez, Julio Cortázar e Murilo Rubião – ao buscar uma correspondência entre o sobrenatural e a realidade.

Curador da própria exposição, que rejeita a ordem cronológica para relacionar imagens “surrealistas” dos anos 1970 com as atuais, Boris Kossoy comemora os 50 anos de sua primeira foto duplamente. Seu livro sobre o pioneiro da fotografia franco-brasileiro Hercule Florence (1804-1879) acaba de ser publicado em alemão e brevemente deve ganhar edição americana, o que pode coroar os esforços de Kossoy para provar ao mundo que Florence foi o real inventor da fotografia.

Voltando à exposição suíça, Kossoy justifica a ausência da ordem cronológica da mostra como uma tentativa de compor um roteiro em que as imagens de ontem convivam sem trauma com as de hoje. E esse roteiro começa com a abertura de seu estúdio Ampliart, em 1965, época turbulenta em que arquitetos como ele sobreviviam fotografando celebridades para capas de revistas ou pôsteres, muito populares na época. Fotos publicitárias também ajudavam a manter o estúdio, no centro de São Paulo. Foi graças a essa experiência profissional que a fotografia entrou definitivamente em sua vida.

Em 1971, Kossoy publicou o livro Uma Viagem pelo Fantástico, que mudou seu rumo e foi recebido com entusiasmo pelo criador e diretor do Masp, Pietro Maria Bardi. O professor italiano chegou a comparar sua primeira série “fantástica” aos traços de Blake e Rossetti.

Embora não fosse místico como Blake, Kossoy tinha, de fato, a ambição do pré-rafaelita Rossetti ao transformar a realidade ordinária num cenário mágico. O livro trazia as imagens que até hoje identificam a “marca” de Kossoy: o arlequim na curva de uma estrada sob neblina, a noiva abandonada numa desoladora estação de trem e o maestro regendo túmulos em Caieiras, entre outras.

“O arlequim era um assistente meu no estúdio, que me acompanhou às 5 da manhã de um dia chuvoso de 1970, assustando motoristas que passavam pela estrada”, lembra Kossoy. A simples introdução de uma figura fantasiada, o arlequim estático, em meio à bruma provocou um efeito desestabilizador na tradição documental, apontando um novo caminho para a fotografia: a possibilidade de uma narrativa poética ligada aos sonhos, e bem próxima da literatura. “Naquela época, minhas referências eram todas literárias ou cinematográficas”, revela Kossoy, citando entre elas Edgar Allan Poe e os filmes expressionistas alemães.

Em 1971, logo após o lançamento de sua série “fantástica”, Kossoy foi para Nova York e seguiu por um caminho mais realista, documental, fotografando bêbados e desocupados do Bowery, manifestações políticas contra a guerra do Vietnã e cenas urbanas de Nova York, então ponto de convergência de autoexilados brasileiros. Nos anos 1980 e 1990, seus exercícios formais nas grandes cidades europeias evidenciam sua relação íntima com o cinema.

Uma série inteira (Hommage) evoca clássicos de Hitchcock (Janela Indiscreta) e Kubrick (O Iluminado). A presença de manequins com expressão humana (que acompanham o fotógrafo desde os anos 1970) continua em séries mais recentes, reforçando sua ligação com a pintura metafísica e o surrealismo.

E como o teórico e pesquisador avalia essa sua experiência como fotógrafo, dedicado à “desmontar” o signo fotográfico e impregnar a realidade de ficção? “A teoria, no caso, serve para compreender melhor o que faço em fotografia”, responde Kossoy que, entre outras atividades, foi colaborador do Suplemento Literário do jornal O Estado de S.Paulo.

Fonte: http://bit.ly/1MzM9Wn   

FOCUS Escola de Fotografia – Desde 1975: http://focusfoto.com.br 
Conheça os cursos da Focus: 
http://focusfoto.com.br/cursos/ 
Fale com a Focus: 
cursos@focusfoto.com.br 
Veja Ultimas Noticias sobre Fotografia: 
http://focusfoto.com.br/blogs/  Seja fotografo regulamentado. Obtenha seu registro Mtb de fotografo profissional.Registro Profissional: Respeito & Cidadania“Faça bem feito, faça Focus! – 1975 – 2015 = 40 anos”     

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)