Faça books e retratos com poucos recursos

em Dicas & Tutoriais.

retratos com poucos recursos, luz natural, retratos de alta qualidade, fotógrafo, ar livre, retratos ao ar livre, luz refletida, flash rebatido, luz de janela, velocidades de obturação baixa, curso fotografia de retratos, curso fotografia de books, curso de fotografia de moda e beleza,  Escola Focus Escolas de fotografia sp, curso de fotografia em sp , escola focus,      focus fotografia, focus foto,  focus escola de fotografia,  facebook, curso de fotografia sp, escola focus, enio leite, melhores escolas de fotografia brasil, melhores cursos de fotografia brasil, cursos de photoshop, cursos de fotografia online, melhores escolas de fotografia sp, curso técnico de fotografia sp  , cursos de photoshop, melhores cursos de fotografia  sp ,  melhores  escolas de fotografia digital sp, aulas de fotografia, cursos profissionalizantes de fotografia, curso de fotografia sp, cursos fotografia São Paulo, escola de fotografia sp,   fotografia focus são Paulo, aprenda fotografar,  curso de fotografias sp,   curso de fotografia,  escola de fotografia, curso técnico de fotografia em sp,

Esquema de iluminação para books externos. Foto e ilustração: Mauro Marques, aluno Escola Focus

O uso da luz natural, tanto ao ar livre como dentro de casa, proporciona retratos de alta qualidade. É claro que, nesse caso, o fotógrafo não consegue exercer mesmo controle que teria se trabalhasse num estúdio. Entretanto, isso é mais do que compensado pelas características peculiares da luz natural.

Ao fotografar ao ar livre posicione a pessoa fotografada de modo que a luz não produza sombras deformantes ou provoque caretas de desconforto. Se a pessoa tiver o rosto voltado para luz certamente apertará os olhos;  por outro lado, se a câmera estiver  a pontada diretamente para o sol, a objetiva será atingida diretamente por seus raios.  Preencher o máximo possível o quadro com o motivo ajuda a contornar o problema, mas o melhor é usar um parasol.

Os melhores retratos ao ar livre são obtidos com o modelo protegido da incidência direta da luz do sol, como quando, por exemplo, está sobre abrigo de uma arvore ou edificação.

Dentro de casa

Ao faze retratos dentro de casa usando luz natural, posicione a pessoa perto de uma janela ou porta. Com isso, parte do motivo fica na luz e o restante na sombra. A conveniência de bater a foto nessas condições depende  do clima  que se pretende atribuir a imagem e do tipo de informação a ser transmitido. Talvez você queira enfatizar  alguma característica favorável. Jogando com as áreas claras e de sombra sobre o motivo, você obtém o efeito que desejar.

A maneira mais simples de aumentar o detalhamento nas regiões  de sombra em retratos desse tipo, sem mover o motivo é iluminá-lo com a luz refletida por uma chapa de isopor branca. Para isso, fixe a cartolina ( ou peça para alguém segurar) de modo que fique voltada para a janela e rebata a luz sobre a área de sombra do motivo.

Sombras

O único modo de aprender a trabalhar com sombras é fazer experiências. Peça para um amigo assumir posições diferentes em relação a uma fonte de luz de extensão média ou pequena, e observe cuidadosamente os resultados no visor de sua câmera. Aproxime e afaste o motivo da fonte de luz e veja o que acontece. Depois o fotografe em todas essas situações. Assim você aprende a contornar problemas comuns de sombras profundas nas reentrâncias do rosto, brilhos indesejáveis em superfícies como a testa e o nariz, ênfase em característica negativas, com rugas,  etc.

Um estúdio simples

Com pequenas improvisações, você pode transformar a sala de sua casa num estúdio fotográfico para retratos. O problema da iluminação, um dos mais complexos de solucionar, mesmo em estúdios profissionais, pode ser resolvido pelo uso hábil da luz que entra por uma janela. Para iluminação adicional use flash, apontado diretamente para o motivo ou rebatido no teto ou numa parede.  O flash rebatido produz iluminação mais uniforme, útil quando se incluem objetos no fundo; o flash direto por sua vez, concentra toda a atenção na pessoa.

Cortinas eventualmente presentes na janela pode ser usada para compor um fundo para o retrato. Para isso prenda-as na parede, atrás da pessoa. Se não for possível, improvise um fundo neutro com um lençol ou uma toalha.

Quando estiver fazendo retratos, procure deixar a pessoa fotografada no maior conforto possível: se puder, peça-lhe que se sente numa cadeira de braços ou num sofá. O fato de o modelo estar relaxado  é muito importante, na medida em que, assim, seus movimentos se tornam menos bruscos e frequentes. Essa situação permite que se empreguem velocidades de obturação baixa, que se tornam necessárias quando as condições de iluminação não são muito satisfatórias.

FOCUS Escola de Fotografia – Desde 1975: http://focusfoto.com.br
Conheça os cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/
Fale com a Focus: [email protected]
Veja  Ultimas Noticias sobre Fotografia: http://focusfoto.com.br/blogs/  
“Não faça fotografia meia boca, faça Focus! – 40 anos”

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: G1 - 12/03/2020)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)