Fotógrafo: inovar para prosperar

em Artigos e Entrevistas, Dicas & Tutoriais, Notícias.

fotografia, inovar, preparar, segredos da fotografia, a mágica da revelação, reaprendemos a aprender,  poder de fogo,  cursos de fotografia zona zul sp, focus curso fotografia, cursos de fotografia em sp, focus fotografia, focus escola de fotografia, escola focus, enio leite, curso de fotografia online, curso de photoshop, aulas de fotografia sp,  melhores cursos de fotografia Brasil, notícias sobre fotografia, cursos de photoshop sp, curso de curso de cinema digital Full HD, aulas de fotografia online, dicas de fotografia, melhores escolas de fotografia sp, focus foto, melhores escolas de fotografia sp

Atuamos num mercado historicamente estável. Durante dezenas de anos, surfamos a onda criada por George Eastman. Empresas foram criadas e se desenvolveram, foram passadas de pais para filhos, de filhos para netos. Exercemos com maestria o papel de guardiões do segredo da fotografia, da mágica da revelação. Em diversos casos, também dominamos o marketing, o atendimento, a técnica e a arte, mas muitas vezes ficamos mesmo restritos e focados no segredo e na mágica. De qualquer maneira, por falta de incentivo ou outro motivo, fizemos (com qualidade, é verdade) apenas o básico e o óbvio por muito tempo… e isso de fato era suficiente. Nos últimos anos, vários sucumbiram às mudanças do mercado. Tecnológicas sim, mas também demográficas econômicas e sociológicas, entre outras. Fomos obrigados a reaprender a observar, conversar, escutar e analisar, enfim… reaprendemos a aprender. Por isso, estamos aqui ao contrário de tantos que ficaram pelo caminho.

O problema é que as mudanças não acabaram. Vivemos agora na era da fotografia digital, mas não estamos num novo momento de equilíbrio. Não podemos de forma alguma nos acomodar e respirar aliviados pensando que a tormenta já passou. Ao contrário. A nova constante é a mudança. Cada vez mais rápida. Nos cliques, passamos do filme ao digital, das câmeras aos smartphones… qual será a próxima novidade que vai virar a captura de cabeça para baixo? Na armazenagem, mudanças ainda mais freqüentes… HDs externos, zip discs, CDs, DVDs, pen drives, nuvem… o que mais vem por aí? Na impressão, do químico para o térmico, a tinta, a sublimação. Será que a impressão 3D faz parte do futuro da indústria fotográfica?

Nossa indústria é grande, movimenta muito dinheiro e mais importante, envolve e toca milhões de pessoas. Pelo mundo afora, há empreendedores de outras indústrias pensando em como abocanhar um pedaço do nosso mundinho, um pouco da atenção de nossos clientes, uma parte do dinheiro que eles nos trazem. Esses forasteiros não têm o nosso conhecimento, nossa experiência, nossos relacionamentos com clientes, nossa técnica… mas têm criatividade, vontade de aprender e muita energia. Em muitos casos, mais criatividade, vontade e energia do que nós mesmos.

Se ficarmos parados esperando, passaremos o resto de nossas vidas nos defendendo. Essa estratégia tem boa chance de dar certo e pode, portanto, ser a decisão correta para muitos de nós. Mas temos, no mínimo, de considerar seriamente a hipótese de sermos nós mesmos os pilotos da próxima fase do nosso mercado. Afinal, temos vários ativos que os forasteiros não possuem e nenhuma razão para não agregarmos aquelas características que teoricamente os diferenciam de nós.

Competição – Temos vários exemplos em outras indústrias de empresas que assumiram o papel de liderança inovadora necessária para não apenas defender, mas até mesmo expandir seu território. O Starbucks é uma dessas empresas e considero a pergunta central que eles usam para gerar inovação bastante inspiradora. “Se estivéssemos concorrendo com o Starbucks, o que faríamos?” A oportunidade de atacar nossas próprias fragilidades é mais do que uma preparação contra inimigos potenciais, é a maneira mais certeira de criar resistência e poder de fogo nas nossas práticas empresariais. Sobreviventes que somos, já aprendemos a nos defender. Já sabemos inclusive nos manter. Mas a grande oportunidade que temos é a de inovar para prosperar. Se conhecermos nosso mercado melhor do que forasteiros, como podemos nós mesmos desenvolvê-lo para que ele se torne cada vez mais interessante e valioso?

Focus Escola de Fotografia – Desde 1975
Veja mais notícias:
http://focusfoto.com.br/blogs
Conheça os cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/
Fale com a Focus:
 [email protected]

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: G1 - 12/03/2020)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)