GIMBAL: CONHEÇA A FERRAMENTA USADA NA PRODUÇÃO DE FILMES E FOTOGRAFIAS

em Equipamentos.

gimbal, focus escola de fotografia, focus fotografia, escola focus, focus cursos de fotografia, enio leite, aulas de fotografia
Saiba mais sobre os melhores estabilizadores da DJI para smartphones e câmeras

FHOX

Existem algumas
características que são necessárias conhecer a respeito dos gimbals antes que
começar a filmar utilizando o dispositivo.

A escolha do objeto deve
ser baseada na câmera e cada um tem um tamanho para a câmera que ele suporta.
Existem pequenas diferenças entre os gimbals, mas a maioria deles tem motor nos
três eixos e são projetados para serem utilizados com duas mãos, apesar de
alguns terem modelos portáteis.

Utilizado como uma
ferramenta poderosa na produção de filmes, o gimbal permite que o cinegrafista
ou fotógrafo controle e estabilize suas fotos e vídeos mesmo em situações
instáveis e de movimento rápido. Além disso, também permite que se mova
independente, sem a necessidade de configurações grandes e complicadas ao mesmo
tempo em que alcança a aparência profissional de produções de Hollywood com
tomadas suaves e controladas – tornando as imagens atraentes para o espectador
quando comparadas a uma foto estática e parada produzidas com a estabilidade de
um tripé.

COMO FUNCIONA UM
GIMBAL?

Um gimbal não é nada mais
do que um sistema de pequenos motores trabalhando juntos para manter a câmera
apontando na direção da imagem a ser capturada. O estabilizador de câmera
oferece capacidade de movimento e reconhecimento espacial, permitindo que o
espectador se conecte melhor a um local ao visualizar imagens em uma tela plana
e bidimensional. Quando configurado e usado corretamente, um gimbal pode se
tornar uma das ferramentas mais valiosas em uma filmagem.

As capturas são, na
verdade, produzidas por um sistema de pequenos motores sem escovas em que cada
um executa a função de corrigir um movimento da câmera em um determinado eixo.
Cada eixo do movimento do gimbal é classificado pela direção da posição da
câmera, em movimentos conhecidos como roll, pitch e yaw, que são guiados pela
direção que a câmera pode mover. Por exemplo, o movimento de um lado para o
outro é conhecido como yaw, o movimento de subida e descida da inclinação da
câmera é conhecido como pitch e a rotação da câmera para alterar o horizonte do
disparo é conhecida como roll.

Estes motores atuam
empurrando contra a direção que a câmera quer mover, amortecendo e reduzindo o
tremor. A melhor maneira de exemplificar é a seguinte: imagine que uma câmera
estivesse pendurada em um elástico ou uma mola. Se você soltar a câmera, em vez
de cair em direção ao chão, o elástico diminuiria o movimento até que ela
parasse. Os motores sem escova ou brushless fazem a mesma coisa, de uma maneira
mais controlada e refinada. Quando esses motores são conectados por software, o
usuário obtém o controle total de quanto a câmera se moverá e resistindo aos
movimentos bruscos do objetos.

TIPOS DE GIMBAL

Há diferentes tipos de
estabilizadores. Uma das marcas que trabalha com esse tipo de equipamento é a
DJI, que possui versões de duas mãos, como o Ronin-M, o Ronin-MX e o Ronin 2,
até dispositivos de uma mão, como o Ronin-S. Independente do tamanho, a função
mecânica é idêntica. Os motores realizam o mesmo efeito; no entanto, eles são
construídos e projetados para diferentes arranjos e pesos de câmera.

É necessário prestar
atenção ao número de eixos para os quais o gimbal fornece estabilização, pois
isso afeta a eficácia do gimbal no ambiente de filmagem. Por exemplo, alguns
gimbals menores oferecem apenas estabilização de 1 eixo, corrigindo o movimento
de inclinação para frente e para trás. Outros gimbais oferecem estabilização de
3 eixos que corrige os movimentos de roll, pitch e yaw descritos acima.

Dependendo do modelo
câmera, um gimbal de mão mais compacto pode ser uma opção melhor para uma
câmera mais leve pois reduz o peso total da configuração. No entanto, ao
utilizar uma câmera maior com lentes maiores e mais pesadas, um modelo maior
como o Ronin 2 da DJI pode ser uma opção melhor. Mais detalhes sobre os modelos
que a marca oferece podem ser encontrados no site oficial da empresa.

CONFIGURANDO E
BALANCEANDO UM GIMBAL DE MÃO

Antes de usar um gimbal de mão é importante configurar e equilibrar o equipamento primeiro, certificar-se de que a câmera esteja em uma posição neutra quando a plataforma do gimbal não estiver em movimento, reduzindo a tensão nos motores e permitindo que ela funcione com mais eficiência. Se o gimbal tem que lutar contra o peso de uma câmera desequilibrada, ele não é capaz de corrigir o tremor e o movimento de forma tão eficaz.

Para nivelar a câmera, coloque o gimbal em um suporte enquanto utiliza as placas ajustadoras para deslizar a câmera para trás e para frente, bem como de um lado para outro até que a câmera fique plana e nivelada sem se inclinar. Repita as etapas de balanceamento, deslizando as placas de ajuste até que a câmera esteja bem nivelada.

GIMBALS PEQUENOS E
PORTÁTEIS

Alguns estabilizadores menores, como o Osmo Pocket, possuem câmeras integradas que não exigem balanceamento. Estas podem ser uma ótima opção para configurações rápidas e compactas que podem ser retiradas de uma bolsa e usadas imediatamente sem ajustes.

O Osmo Mobile 2 permite conectar o smartphone, possibilitando a captura rápida e vídeos suaves para compartilhar instantaneamente nas mídias sociais. Esses gimbals de mão são inteligentes e contêm software que sabe o tamanho e o peso da câmera e tem a capacidade de se corrigir. Além disso, são ideais para consumidores que procuram uma opção de configuração rápida e fácil e que, ainda, seja portátil.

Fontehttps://bit.ly/2BlZMw8

Aproveite para rever novas
dicas sobre gimbal no blog da Escola Focus.

PIONEIRISMO E
INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#gimbal 
 #dicas  #noticias  #dicas_fotografia
#escola_focus #focus  
focus_escola_de_fotografia  #focusfoto
#focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia  #escolas_de_fotografia
   #aulas_fotografia  #enio_leite   
#cursosdefotografia

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)