MINHA EQUIPE?

em Artigos e Entrevistas.

Equipe, tamanho, ramo fotográfico, profissionais, assistente de fotógrafo, era digital, clientes, equipamentos de iluminação, cursos de fotografia, amazon, Focus escola de fotografia, aulas de fotografia, cursos de fotografia sp, escolas de fotografia, escola focus, CURSOS DE FOTOGRAFIA PRESENCIAIS EM SP, curso de fotografia profissional, aula de fotografia, escola de fotografia profissional, focus fotografia, anatel focus

O tamanho da sua equipe e as pessoas que formam parte dela são fatores que dependerão do ramo fotográfico em que você decidiu se especializar

No entanto, é possível relacionar alguns profissionais que poderão ajuda-lo a desenvolver seu trabalho e que eventualmente farão parte de sua equipe.

. Assistente. Tradicionalmente, o posto de assistente de fotógrafo é ocupado por um fotógrafo em início de carreira que, antes de começar a atuar como profissional e ter seus próprios clientes deseja aprender como as coisas funcionam.

A era digital, porém, trouxe uma mudança drástica a esse cenário. Hoje em dia, inúmeros fotógrafos trabalham sem a ajuda de um assistente.

Como muitos clientes se recusam a pagar por uma pessoa extra os fotógrafos ficam impossibilitados de contratar um assistente, pois, o contrário deverá pagar essa despesa do próprio bolso.

No entanto, ainda há  fotógrafos que preferem contar com o trabalho de um assistente fica encarregado de configurar e ajustar os equipamentos de iluminação, checar se há espaço no cartão de memória da câmera e se a bateria foi carregada, além de várias outras tarefas que podem se tornar necessários durante uma sessão de fotos: desde providenciar um cafezinho até segurar.

Os fotógrafos esperam ainda que o assistente seja capaz de descarregar as imagens de forma segura e organizada do cartão de memória para o computador e que passa abri-las em softwares como o Photoshop, o Lightroom ou capture One, entre outros.

O assistente pode ser encarregado também do transporte do fotógrafo entre diferentes locações de subir as imagens a plataformas de redes sociais durante as sessões e de criar imagens dos bastidores de uma sessão de forma que o fotógrafo, ou o cliente, possa usá-las posteriormente em algum site.

Um bom assistente é aquele que está sempre passo á frente do que o fotógrafo precisa.

. Estilista. Na fotografia para editoriais de moda, o estilista é o encarregado de fornecer as roupas que serão usadas na sessão. Ele também ajudará na escolha dos modelos, da locação e todos os outros matérias necessários.

Essas funções também podem desenvolvidas por um estilista júnior, por um editor de moda ou por um diretor de moda. Em outros ramos da fotografia, o estilista costuma se encarregar apenas dos figurinos, da locação e dos demais materiais listados no briefing de criação. No entanto como em todas as áreas da fotografia profissional, não existem regras fixas para determinar as responsabilidades de cada um.

.Cabelereiro e maquiador. Se você tiver de fotografar pessoas para um cliente comercial, muito provavelmente você precisará da ajuda de profissionais que trabalhem com cabelo e maquiagem.

Maquiadores e cabelereiros são fundamentais quando queremos obter bons resultados em nossas fotos – exijam elas visuais mais pesados, fortes, ou mais limpos.

Por esse motivo, é importante que os fotógrafos desenvolvem uma relação de respeito e de compreensão criativa com esses profissionais.

Alguns maquiadores até são capazes de trabalhar como cabelereiros. Mas, caso você precise de diferentes abordagens criativas para uma foto, a melhor opção é contratar os serviços de um hair stylist.

. Técnico de pós-produção. Desde o surgimento da fotografia digital, a importância da pós-produção na criação de imagens tem sido cada vez maior. Como consequência, essa área acabou se tornando uma forma de arte em si mesma, que exige bastante habilidade.

Nesse sentido, a menos que você seja altamente capacitado para trabalhar em todas as etapas desse processo, desde a implementação até a entrega da imagem ao cliente, o melhor a fazer é não se encarregar desse serviço pessoalmente. Como fotógrafos não têm essa capacidade, eles preferem trabalhar com técnicos e artistas de pós-produção antes de enviar as imagens finais ao cliente.

Se antes você achava que o trabalho de um fotógrafo se limitava a tirar fotos, já deve ter percebido, em nossas aulas, que tirar fotos é apenas uma pequena parte das suas funções.

Hoje em dia, o papel de um fotógrafo profissional exige boas habilidades sociais, autoconfiança nos contatos pessoais e um interesse pelas pessoas e pelo mundo que está a seu redor.

Aproveite para rever mais dicas sobre como montar sua equipe nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos profissionalizante da Escola Focus.

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO SELECIONADOS PRODUZIDOS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO MTB DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 300 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO MTB DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo NOS CURSOS DA FOCUS, em menos de 4 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 17/09/2018)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)