Morreu o fotógrafo da Magnum, René Burri

em Artigos e Entrevistas, Dicas & Tutoriais, dicas de fotografia, Notícias.

fotógrafo da Agência Magnum, René Burri,fotógrafos,  charuto Che Guevara, fotógrafos do pós-guerra, fotógrafo britico, Martin Parr, fotografia, escola de Artes e Ofícios de Zurique, rigor da composição, câmera Leica, reportagens, ensaios, imagens de violência gratuita,   melhores escolas de fotografia sp, fotografia focus são Paulo,  fotografe melhor,  aulas de fotografias sp ,curso de fotografias sp, focus escola focus, enio leite, notícias sobre fotografia,  melhor curso fotografia online, cursos de fotografia sp, escola focus fotografia, cursos de photoshop sp, melhores escolas de fotografia Brasil, cursos de fotografia focus , cursos de fotografia online, focus foto, cursos de cinematografia digital Full HD, cursos de fotografias são paulo,  melhor curso de fotografia no Brasil, cursos de fotografia zona sul sp, dicas de fotografia, focus foto, melhores escolas de fotografia sp, curso técnico de fotografias sp, melhores cursos técnicos de fotografia sp, escola de fotografias digital sp,  melhores aulas de fotografia sp, curso de fotografia para profissionais sp, fotografia focus são Paulo,  fotografe melhor, melhor escola de fotografia do mundo,  focus curso de fotografia,      aulas de fotografia profissional, aulas cursos online de fotografia, aulas vips de fotografia,  melhores escolas de fotografia no Brasil, melhores cursos de fotografia no Brasil,   Curso de fotografia, curso de fotografia sp, curso foto,  cursos de fotografia sp, Fotografia, escolas de fotografias sp, curso de fotografia sp, notícias sobre fotografia, curso fotografias, melhores curso de fotografia sp, melhores cursos de fotografias Brasil, melhores cursos de fotografia SP,  aulas de fotografia, escola de fotografia sp, melhor escola de fotografia, curso de fotografia, curso fotografia, melhor escola de fotografia no Brasil, melhor curso de fotografia no Brasil, enio leite, escola focus, cursos profissionalizantes de fotografia sp, curso profissionalizante de fotografia sp,

Um dos mais marcantes fotógrafos da segunda metade do século XX, autor de um dos mais icónicos retratos de Che Guevara.

O fotógrafo suíço René Burri morreu esta segunda-feira, aos 81 anos, anunciou a agência Magnum, da qual fazia parte desde 1959. 

Burri testemunhou alguns dos acontecimentos mais marcantes da segunda metade do século XX e captou os rostos de muitos dos seus principais protagonistas, desde a cultura à política. Um retrato de Che Guevara a olhar de soslaio com um charuto ao canto da boca é uma das suas fotografias mais icónicas.

“Não era apenas um dos maiores fotógrafos do pós-guerra, era também uma das pessoas mais generosas que alguma vez tive o privilégio de conhecer”, afirmou o fotógrafo britânico Martin Parr, actual presidente da cooperativa. O comunicado da Magnum não refere qualquer causa da morte de René Burri, adiantou apenas que a sua família divulgará um comunicado.

Apesar de ter estudado fotografia na escola de Artes e Ofícios de Zurique, onde aprendeu o rigor da composição, o percurso profissional de René Burri começou com o cinema (foi documentarista e operador de câmara da Disney), em 1953. Essa ligação haveria de o pôr em contato com a câmera fotográfica Leica, que se tornou sua fiel companheira ao longo de toda a carreira (a exposição do centenário da Leica, que será inaugurada esta quinta-feira em Hamburgo, na Alemanha, conta com várias fotografias da sua autoria). Com ela captou reportagens e ensaios que, desde 1955, foram publicados em inúmeras publicações em todo mundo.

René Burri (Zurique, 1933) deixa um importante corpo de trabalho ligado a assuntos de atualidade que começou a ganhar forma logo que se tornou correspondente da agência Magnum, em 1956 (só se tornaria membro efetivo em 1959). Ao serviço desta cooperativa, o fotógrafo suíço captou praticamente todos os conflitos da segunda metade do século XX. As guerras tornaram-se um dos seus principais sujeitos e a ética com que as fotografou (evitava imagens de violência gratuita) foram um dos seus principais legados. Ao longo de mais de 50 anos de fotografia, Burri procurou os rostos que tinham o poder de mudar o rumo da história (Guevara, Churchill), as expressões dos que tinham talento reconhecido (Picasso, Maria Callas, Le Corbusier) mas também dos que fazem o frenesi das ruas, numa tentativa de demonstrar que, afinal, vivemos todos “num único mundo”, um dos seus lemas de vida. “Enquanto não se conseguir captar a vibração da vida, não se pode falar de uma boa fotografia”, costuma dizer.

Algumas das mais marcantes reportagens de Burri foram publicadas na prestigiada revista suíça “Du” (“Gauchos”, “Bahias”…). Entre os inúmeros fotolivros da sua autoria, “Die Deutschen” (“Os Alemães”), de 1962, é dos mais celebrados, pela forma intensa com que capta a Alemanha do pós-guerra.

Em 1982, René Burri foi eleito presidente da delegação da Magnum em Paris. A primeira exposição retrospectiva do seu trabalho, “One World/Thirty years of photographs”, foi apresentada em 1984, em Paris, Zurique e Lausanne. Na comemoração dos 50 anos de carreira, a Maison Européenne de la Photographie”, Paris, dedicou-lhe a derradeira revisão da sua obra.

Fonte: http://goo.gl/BtbBd1

  Escola de Fotografia – Desde 1975: http://focusfoto.com.br
Conheça os cursos da Focus:
http://focusfoto.com.br/cursos/
Fale com a Focus: 
[email protected]
Veja  Ultimas Noticias sobre Fotografia:
http://focusfoto.com.br/blogs/

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 15/08/2020)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)