Mostra reúne imagens do fotógrafo Walter Firmo

em Dicas & Tutoriais, Notícias.

fotógrafo, Walter Firmo, exposição fotográfica, Pixinguinha,  cadeira de balanço, Pelé. Ari Barroso, Tom Jobim, grupo Paulo Bagunça,Tropa Maldita, fotografia documental, boemia brasileira, momento épico, corintianos,Pacaembu, , arte, intimista, o, carnaval, Juvenal Pereira, galeria de fotografia

Foto: Walter Firmo

É de Walter Firmo a famosa foto de Pixinguinha na cadeira de balanço, assim como a de Pelé numa perna só, como um saci do futebol. Conheceu Ari Barroso, Tom Jobim e outsiders da MPB, como o grupo Paulo Bagunça e a Tropa Maldita. Atravessou três gerações de boemia brasileira, mas é só ele farejar um momento épico para os corintianos no Pacaembu que ele desce do táxi que o traz de Congonhas e sai fotografando a procissão de torcedores.

Aos 74 anos, condecorado com a Ordem do Mérito Cultural pelo então ministro Gilberto Gil, Walter Firmo é um dos mais importantes fotógrafos brasileiros do último século – e continua sendo neste. Sua arte mais intimista, mais focada na história pessoal, a família e as paixões, foi objeto de uma seleção do curador Egberto Nogueira reunida na mostra “Luz em Corpo e Alma”, que será aberta domingo, às 14 h, na Ímã Foto Galeria. Carioca de Irajá, Firmo também foi objeto de um pequeno documentário de Nogueira, com depoimentos sobre a sua trajetória.

“Eu sou um mulatinho de Irajá”, conta Firmo, para quem há duas maneiras de entrar no Rio de Janeiro, sua terra natal: uma, pelo Galeão, para ir ao Leblon, a Copacabana, a Ipanema. A outra é pelo subúrbio, pelo trem, para encontrar o samba, a música, a alegria. É a esse segundo território que ele credita sua grande motivação artística. Chama a Floresta da Tijuca de “meu Éden”. Foi assim que começou, tentando “trabalhar essas engendrações de criança”, e assim se tornou um monstro da fotografia nacional.

Os pais foram rigorosamente contra sua opção. Mas ele insistiu. “Quero ser político, quero transmitir pensamentos, idealizar, quero politizar”, berrou. As 26 imagens dessa coleção mostram Walter inventariando esse universo particular, sambistas embarcando no trem de subúrbio para o carnaval, retratos familiares, negros, brancos, mestiços. “Tem uma pedra, tem uma fantasia, tem um céu azul, eu tenho interesse”, diz Firmo, sobre suas motivações estéticas.

“Ele é amoroso com o Brasil, acredita na beleza da vida e é orgulhoso da própria produção, não tem falsa modéstia. É um dos grandes fotógrafos brasileiros”, afirma o colega Juvenal Pereira, amigo de Firmo. Pereira acha particularmente heroica também a forma como Firmo, mesmo veterano na profissão, não para de produzir e transmitir seus conhecimentos. “Vai a Cuba, vai a Paris, vive dando workshops. É um poeta da luz, meu parceiro”, afirma.

Cada uma das 26 imagens de Firmo expostas na Ímã Galeria (cuja abertura, na Feira da Vila, no domingo, terá uma big band para animar, a Zerró Santos Big Band Project) terá tiragem de 20 cópias impressas na galeria, limitada e exclusiva à venda. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LUZ EM CORPO E ALMA

Ímã Foto Galeria (Rua Fradique Coutinho, 1.239). Tel. (011) 3816-1290. 2ª a 6ª, 10 h/ 19 h; sáb., 10 h/ 17 h. Grátis. Abertura domingo, 14 h.

Fonte: http://bit.ly/P9dC3v

Visite o site da Focus Escola de Fotografia
http://www.focusfoto.com.br

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)