No MIS, um mês inteiro dedicado à fotografia

em Artigos e Entrevistas, Dicas & Tutoriais, Notícias.

Maio Fotografia no MIS 2014, MIS/SP, David Bowie , Stanley Kubrick, Josef Koudelka, Pacto de Varsóvia, Museum of Fine Arts, olhar do público, fotógrafos contemporâneos, cursos de fotografia  sp,   cursos de photoshop,  aulas de fotografia sp , cursos Vips de fotografia, melhores escolas de fotografia sp,  escolas de fotografia sp, Focus escola de Fotografia,  escola focus, enio leite,   cursos online de fotografia ,  melhores cursos de fotografia sp,   fotografia curso sp, melhor escola de fotografia sp,  cursos de fotojornalismo sp, curso fotografia são paulo, curso de fotografia digital, aulas de fotografia zona sul, aulas de fotografia zona leste, fotografia noticias, curso técnico de fotografia sp, melhores cursos de fotografia profissional sp, escola de fotografia profissional sp,cursos  profissionalizantes de fotografia, , curso fotografia profissional, fotografia focus são Paulo, fotografe melhor, fotografia curso focus,     Fotografia, escolas de fotografias sp, cursos de fotografia sp, curso de fotografias sp, notícias sobre fotografia, curso fotografias, melhores curso de fotografias sp, melhores cursos de fotografias sp, melhor curso de fotografia SP,

Cenas urbanas durante o Pacto de Varsóvia, 1968. Foto: Josef Koudelka

Mostra ocupa todos os espaços do museu e traz obras do checo Koudelka e dos brasileiros Valdir Cruz e Robério Braga.

Flavia Guerra – O Estado de S. Paulo

Depois de bater recorde de público com as mostras David Bowie e Stanley Kubrick, que juntas receberam mais de 160 mil pessoas nos últimos seis meses, o Museu da Imagem e do Som inaugura sua nova exposição: Maio Fotografia no MIS 2014.

MIS promove o “Maio Fotografia” com exposição em todos os espaços do museuFernanda Montenegro fala de sua vida e de teatro na série de depoimentos para a posteridade do MIS Mostra ‘David Bowie’ recebeu mais de 80 mil visitantesMostra ‘David Bowie’ bate recorde de público no MISGrand Palais, em Paris, exibe a maior retrospectiva do fotógrafo Mapplethorpe

A mostra totalmente dedicada à imagem já ocupa tradicionalmente todos os espaços da instituição em maio. Desta vez, serão ao todo sete exibições. Duas delas trazem obras de artistas internacionais: Gregory Crewdson (Estados Unidos) e do checo Josef Koudelka. Entre os brasileiros, estão os fotógrafos Valdir Cruz, com a série Guarapuava, e Robério Braga, que apresenta Luz Negra. “Sabemos que depois de eventos tão pops como Bowie e Kubrick é um desafio trazer o mesmo número de visitantes ao MIS, neste mês. Mas a qualidade desta nova programação é incrível. E este é o papel de um museu. Alternar atrações mais populares com outras que formam o olhar do público”, declarou André Sturm, diretor executivo do MIS. “Com as duas atrações anteriores trouxemos para o MIS pessoas que nunca tinham vindo ao museu. Até mesmo as que nem sequer têm o hábito de vir à instituição. E que acabam virando frequentadores. Isso é muito bom”, concluiu Sturm.

O diretor e curador destaca a variedade das temáticas abordadas pelos artistas escolhidos e ressalta os eventos paralelos, que têm sido uma marca de sucesso do museu. Haverá, entre outros, uma palestra com a curadora de fotografia do Museum of Fine Arts (Houston), Anne Tucker

Abrindo o mês, hoje, às 17 h, serão exibidos três documentários de Josef Koudelka: Invasion, Gypsies e Chaos. Após a sessão, o fotógrafo participa de um bate-papo com o público, no Auditório LABMIS, com entrada gratuita, basta retirar ingresso uma hora antes do início da sessão.

Koudelka ganhou fama mundial ao documentar a invasão de Praga em 1968, retratando os dias dramáticos, que se tornaram símbolo da luta pela liberdade. Em 2008, quando a data completou 40 anos, organizou um livro e a exposição Invasão Praga 68. É este trabalho que chega agora ao MIS. “É uma ótima chance de conhecer melhor a produção e o pensamento de um dos grandes fotógrafos da atualidade”, ressaltou Sturm, que decidiu trazer a obra de Koudelka durante uma viagem a Alles, na França.

“Há dois anos, neste que é um dos maiores eventos de fotografia do mundo, vi o trabalho que ele realizou com os ciganos. Eu já conhecia sua obra, mas nunca tinha observado sua obra com mais afinco. Foi então que pensei que é perfeita para o momento por que passamos. Ele é o fotógrafo que registrou a Primavera das Primaveras”, comentou o diretor executivo. “Estávamos vivendo a Primavera Árabe, a Primavera Turca, Líbia, no Brasil, era mais que necessário fazer uma mostra sobre a Primavera de Praga. E mostrar às pessoas o que foi este movimento tão importante”, contou ainda.

É o olhar de Josef Koudelka sobre a realidade que se comunica com a obra dos demais fotógrafos escolhidos. “Valorizamos uma mostra que mira o real, retratado em um momento único. O Valdir fotografa pessoas em ambientes reais. O Robério traz uma sofisticação de linguagem e luz impressionantes. Faltava uma exposição que causasse mais impacto em fotos maiores e aí conheci o trabalho do Crewdson (Por Baixo das Rosas). É como se ele flagrasse um instante, que, apesar de produzido, é muito realista”, acrescentou Sturm.

Fonte: http://goo.gl/sWFjcp

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: G1 - 12/03/2020)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)