“Nunca estou 100% satisfeito”

em Uncategorized.

Jacques Dequeker escola focus enio leite curso de fotografia online curso de fotografia são paulo focus cursos de fotografia sp	focus fotografia melhor curso de fotografia sp curso fotografia sp curso de fotografia online focus escolas de fotografia sp cursos de photoshop drt fotografo profissional fotografia online curso fotografia sp focus foto cursos fotografia online cursos de fotografia sp livro enio leite focus focusfoto

Jacques Dequeker

Uma das características mais evidentes de suas fotografias é que, nelas, nenhuma mulher está sorrindo. Às vésperas de iniciar um projeto inovador na fotografia nacional, o gaúcho Jacques Dequeker conta pela pri­meira vez um pouco do dia-a-dia da carreira que o consagrou como um dos maiores fotógrafos de moda do país. Também para comemorar seus dez anos de carreira, está lançando uma revista eletrônica, projeto para o qual convidou vários artistas de diversas áreas, juntando fotografia 3D, filmes, grafite, ilustração e muito experimento. Da foto­grafia subaquática às famosas campanhas com supermodelos internacionais, Dequeker prova que pode fazer de tudo. Acompanhe a entrevista concedida pelo fotógrafo:

Antes de ser fotógrafo, você era professor de boxe. O que isso ajudou na sua relação com a fotografia?

Jacques –  Faço muita relação do boxe com meu dia-a-dia. Nunca desistir, ter paciência, velocidade para fotografar, persistência, determinação, não ter medo de errar, criatividade, objetividade e sempre manter a guarda alta são coisas que aprendi com o boxe.

Quais as dificuldades para entrar no ramo da fotografia de moda? É um mercado disputado ou tem lugar pra todo mundo?

Jacques –  Acho que é um mundo muito fecha­do, restrito e cada dia mais concorrido. Tem os “fotógrafos” que são amigos de pessoas influentes e facilitam o processo natural, mas depois é preciso talento para se manter no topo. Aí que o bicho pega. A moda é feita de novidades e você precisa se reinventar a cada estação. Meu conselho é tentar ser assistente de algum fotógrafo de moda e ver como as coisas funcionam. Vai conhecer as pessoas com quem você vai trabalhar, pois são sempre as mesmas. Mas acho que o maior segredo é a busca intensa pela originalidade.

O que significa para você ser um dos fotógrafos mais requisitados do país?

Jacques – Tudo aconteceu muito rápido e cada vez mais rápido. Hoje, faço uma projeção para o ano e em seis meses já realizei tudo. Está sendo assim com meus filmes de moda e trabalhos internacionais, mas não perco meu tempo pensando nisso, mesmo porque não tenho esse tempo. Fotografo muito, não dá para pensar em ego. Acho muito legal quando pessoas de todo Brasil me mandam e-mails querendo saber sobre mim para trabalhos na faculdade, fico muito feliz, mas ao mesmo tempo penso que estou no começo de minha carreira e quero chegar muito mais longe.

Apesar do pouco tempo como fotó­grafo, você já é consagrado no meio e seu trabalho inspira muitas pessoas. Para se manter não dá pra parar, tem que estar em evidência sempre?

Jacques –  Isso é fundamental, mas não me preocupo com os outros. Sempre olho para meu trabalho e penso em como evoluí-lo. Sou muito exigente comigo e nunca estou 100% satisfeito. Mas, essa busca constante em evoluir me faz ter sempre uma novidade para me reinventar. Sou como um fotógrafo começando que tem que mostrar algo novo para sobreviver.

Quando se fala no seu nome, o imaginá­rio remete à fotografia de moda e publicida­de. Isso te incomoda?

Jacques –  Não faço muita publicidade, pois não me sobra tempo, apesar dos valores serem bem maiores do que na moda. Mas eu prefiro fazer o que me dá prazer. Me considero um fotógrafo especializado em moda e beleza.

Você já fotografou as mulheres mais lindas da atualidade: Gisele Bündchen, Isabeli Fontana, Ana Hickmann, Agyness Deyn, além de personalidades como Marc Jacobs, Jesus Luz… O que isso representa para você?

Jacques –  São pessoas como todas as outras. O respeito é o mesmo, não me intimido com ninguém. Famosos ou desconhecidos, todos somos iguais.

Nenhuma das mulheres fotografadas por você está sorrindo. O que isso significa?

Jacques –  Sempre gostei de mulheres com personalidade fortes, quase bravas.  Acho que a imagem fica mais poderosa. Pode ser influência do boxe, quem sabe? Fiz pouquíssi­mas fotos de modelos sorrindo, mas uma vez fiz uma foto da modelo sorrindo e virou capa da Vogue. Enfim, mas como não tenho medo do novo, talvez um dia faça uma matéria de sorrisos. Quem sabe?

Ser um fotógrafo famoso ajuda na relação com os fotografados?

Jacques  –  No começo eu era muito tímido em relação a isso, mas descobri que, como ma­estro, se eu não tomasse conta da situação, a foto não seria o que eu sentia. Então, comecei a reagir e hoje fica tudo mais fácil, tanto no caso de uma top ou de uma new face. Ser um fotógrafo famoso às vezes ajuda, pois a modelo se entrega, mas às vezes isso assusta as meninas novas, que acham que não podem errar. Neste caso, é fundamental a conversa.

Fonte: http://goo.gl/eDWR2

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)