O divino poder da Criatividade

em Artigos e Entrevistas, Dicas & Tutoriais, dicas de fotografia, Notícias.

criatividade, divino poder, fotografo, visão, avançados tecnológicos, artisticos, criatividade humana, talento, genialidade, capacidade de criar, imaginação, genio, artista, pintor, questionador, publicitários, diretores, roteiristas, escritores, fotógrafos, roteiristas, melhores cursos de fotojornalismo do Brasil, cursos de fotografia santos sp, cursos de fotografia zona leste sp,  melhores  escolas de fotografia sp,     aulas de fotografia sp, dicas de fotografia,  melhores escolas de fotografia do Brasil, enio leite, escola focus de fotografia,  melhor curso de fotografia de book sp,  melhores cursos de fotografia de estúdio sp, melhores cursos vips de fotografia sp,  melhor curso de fotografia para profissionais, cursos de photoshop, melhores cursos de fotografia do Brasil,  melhores aulas de fotografia online, fotografia aula sp, focus foto , curso de fotografia sp,  melhor curso de fotografia do mundo, aulas de fotografia sp,  melhores cursos de fotografia sp, melhores escolas de fotografia Brasil, cursos de fotografia zona sul sp, notícias sobre fotografia, focusfoto, curso técnico de fotografia sp, melhores cursos técnicos de fotografia sp,  melhores escolas de fotografia de moda sp, melhor curso de fotografia profissional sp,  curso foto,  cursos de fotografia sp, Fotografia, escolas de fotografias sp, curso de fotografia sp, notícias sobre fotografia, curso fotografias, melhores curso de fotografia sp, melhores cursos de fotografias Brasil, melhores cursos de fotografia SP,  aulas de fotografia, escola de fotografia sp, melhor escola de fotografia, curso de fotografia, curso de fotografia sp,

O que é criatividade?

Criatividade, quando foi que perdemos? 

Outro dia reparei que criatividade é uma das palavras que mais escrevo aqui no Blog, acho que possivelmente por dois motivos principais;

Primeiro por acreditar que a criatividade é o elemento principal de nosso produto, o fotógrafo vende sua visão e por sua vez, a criatividade compõem sua visão.

Segundo porque um mundo sem criatividade se torna um lugar chato sem graça e com certeza não seria o mesmo mundo que conhecemos, pois todos os avanços tecnológicos, artísticos, humanos, sociais que temos hoje se deve ao poder da criatividade humana.

Mas afinal o que é criatividade?

Parece incrível mas está é uma pergunta que nunca fiquei sem resposta, O que é Criatividade? Se você quiser experimente e pergunte para algum amigo, “O que é a criatividade?”, mas antes disto, responda você mesmo, o que é criatividade? Responda sem pensar muito, apenas escreva em um papel as primeiras palavras que vierem a sua mente.

Por um acaso as respostas são parecidas com algumas destas aqui? “É um talento, genialidade, amor, capacidade de criar, imaginação, Deus, um poder, um dom, um diferencial, a natureza, o saber, se comunicar, o mundo, o sagrado, uma benção, o humano, o visceral. Estas foram algumas das respostas que tive, quando perguntei isto para alguns amigos.

Também perguntei “O que é ser uma pessoa criativa?” As respostas foram algumas destas, “é ser talentoso, é ser um virtuoso, um gênio, um artista, um pintor, um questionador, é ser como publicitários, atores, diretores, roteiristas, escritores, fotógrafos, palhaços, humanos, pessoas felizes, é ser que nem criança e por ai vai.

Talento: Ser criativo não é ser um talento, ou ser um virtuoso, ou saber pintar, ou cantar. Pessoas talentosas em alguma arte, aqueles que tem o dom de fazer algo excepcionalmente bem utilizam da criatividade mas não se pode definir a criatividade assim, simplesmente porque, todos os seres humanos nascem criativos, faz parte da natureza humana. Toda criança é um ser criativo e sabem se expressar, e isto é um fato. Quem por ventura tem um talento, vai usar para expressar sua criatividade.

Fato que todos nascem com a criatividade e utilizamos dela durante toda nossa infância. Só que em algum momento do nossos desenvolvimento, deixamos nossa criatividade secar, enfraquecer, esquecemos de que ela existe.

Mesmo que você não seja um artista, um pintor, musico, ator, diretor, escritor etç, isto não quer dizer que você não seja criativo.

Uma boa prova disto são estas soluções que pessoas “comuns” acharam para problemas simples do dia a dia.

Ser criativo é uma qualidade humana, uma de nossas melhores qualidades.

Utilizamos ela para resolver desde problemas de matemática até coisas simples como andar de bicicleta na chuva.

Onde foi parar a criatividade?

Se é um fato que todos nascemos como seres criativos, então em qual momento nós perdemos esta bela capacidade?

Na verdade perder não é a palavra certa, não perdemos, somente esquecemos dela vamos deixando de lado nossas brincadeiras, nossas armaduras, carros de corrida, nossos robôs vão aos poucos se transformando em apenas caixas de papelão, nossas brincadeiras vão sendo contidas por nossos pais. A criatividade é atropelada pelo desejo consumista que nos é imposto desde crianças.

Somos induzidos a acreditar que ser criativo não faz parte de crescer e para sermos adultos somos incentivados à não criar. Ainda bem que nem todos crescem desta maneira.

No auge da era industrial a sociedade parou de incentivar a criatividade humana, afinal pessoas criativas não eram boas para a linha de montagem, mas algumas pessoas souberam canalizar suas necessidades criativas e conseguiram quebrar alguns parâmetros sociais, isto porque a sensibilidade humana precisa de arte para viver, precisamos da criatividade para. Para isto a solução que os patrões encontraram foi supervalorizar a criatividade como um talento e fazer as pessoas acreditarem que não tem criatividade.

Sir Ken Robison, um renomado educador inglês, conta um pouco sobre como e do porque o sistema escolar favorece na desvalorização da criatividade.

Concordo com ele e acredito que o medo que desenvolvemos e a ideia de auto critica, que geralmente começa com a aqueles que mais buscamos aprovação, nossos pais que reforçam aquela ideia de que ser criativo não leva a nada e não ajuda na carreira de ninguém. Somos educados a fazer contas mas não a dançar, sendo que os dois são importantes, afinal todos nós temos corpos como diz Ken, porque a dança fica em segundo plano.

O Principal inimigo da criatividade é o MEDO

O Medo de ser julgado, este medo tão forte que as por muitas vezes motiva possíveis talentos a nunca perseguirem seus sonhos e vão na direção contraria de suas aptidões.

Seja para fazer contas ou para pintar quadros a criatividade é a característica humana que mais se aproxima com a ideia da divindade, é esta habilidade que temos em criar, em dar vida a algo novo, uma imagem, uma ideia, uma frase, um livro, um problema resolvido, uma equação matemática seja o que for, não incentivar a nossa capacidade criativa é ir contra toda a essência humana.

Nossos ancestrais tinham uma boa solução para lidar com a criatividade, tanto na Mitologia Romana assim como também na Grega, eles acreditavam que a criatividade era parte de uma intervenção divina, os gregos acreditavam na figura do Daemon ou Gênio para os Romanos, eram seres intermediários entre homens e Deuses e os responsáveis pela criatividade. A criatividade era um presente dos Deuses e deveria ser evocada através de seu Daemon, este seres místicos.

Pensadores como Sócrates acreditavam nisto e ao contrario de outros filósofos da época Sócrates acreditava tanto nisto que era o único que não cobrava por seus ensinos, pois era uma dadiva dos Deuses. O próprio Sócrates disse:

“O favor que os deuses me deram, um dom um presente maravilhoso, que nunca me deixou desde a minha infância. É uma voz que, quando se faz ouvir, me impede do que estou prestes a fazer e nunca me impele. “

4 Simples passos para ser mais criativo

Primeiro passo: Fale em voz alta, EU SOU UMA PESSOA CRIATIVA! EU SOU UM PROFISSIONAL CRIATIVO! É serio, fale mesmo, em bom tom não se importe com quem está por perto, levante a cabeça e diga com orgulho com firmeza e segurança.

Assumir a criatividade e nos auto afirmar como profissionais criativos é o primeiro passo para sermos mais criativos, pare de ficar esperando alguém um dia te elogiar dizer que você é criativo para então você sorrir meio sem graça. Afirme-se como um profissional criativo.

Segundo passo: Permita o erro, não tenha medo de errar, não valorize os seus erros e nem o dos outros, não pense antes de fazer, faça. Não deixe de fazer por medo de criticas ou avaliações.

Criticas sempre farão parte do processo criativo, elas vão vir em diversas formas e maneiras e cabe a você dar o peso que ela merece. Use as criticas para se aperfeiçoar e não para deixar de fazer algo. Quem defina o limite de sua criatividade é você, assim como será você quem deve definir o limite de seu talento.

Terceiro passo: Alimente-se de criatividade, quanto mais criatividade melhor, veja o que os outros estão criando, seja curioso, abra sua mente, admire a arte em seu apelo mais simples, observe o seu mundo.

Manter-se criativo é o principal combustível para ativar sua criatividade.

Uma boa dica é observar crianças, pintando, desenhando, dançando, simplesmente sendo criativas, são ótimos professores.

Quarto Passo: Crie, produza sempre, mantenha-se ativo. Fotografe muito. Lembro que uma vez a filha de um amigo meu uma vez me perguntou o que eu fazia, respondi que era fotógrafo, na mesmo era ela colocou as mãos na sua cintura e me questionou com toda sua autoridade de 7 anos; “Onde está a sua câmera?” Eu respondi que não estava comigo. E na mesma hora ela levou suas mãos para o ar e me perguntou “Porque?” e já emendou com uma bronca, “Se eu fosse fotógrafa eu tiraria fotos o tempo todo e de um monte de coisas”. Na hora eu ri, achei bonitinho e não pensei muito sobre esta conversa, mas ao chegar em casa me dei conta que ela estava certa, eu precisava fotografar mais afinal eu sou um fotógrafo. Em resumo, criatividade sem ação é só imaginação.

Colocando a Criatividade para trabalhar

Somos profissionais criativos, isto é um fato certo, então temos que profissionalizar nossa criatividade, utilizar ela como uma ferramenta para desenvolver nossa principal atividade que é gerar imagens.

Criar um processo criativo é fundamental e saber usar desta fonte para suprir as necessidades de seus clientes é importante. Pense assim sua arte, tem importância e você é o divulgador dela. Você que vai dar vida as suas criações.

Além dos 4 passos que sugiro acima e das 33 maneiras de manter-se criativo ter um processo de trabalho é importante para o nosso desenvolvimento criativo tenha fluência.

Ideias, do nascimento a incubação

Anote suas ideias, principalmente sobre temas recorrente ao seu trabalho, organize elas de forma logica para que você possa sempre revisar quando necessário.

Amadureça sua ideias, não tenha presa, converse com outros criativos, vá adicionando corpo a sua ideia. Entre a ideia e o produto final existe um processo de amadurecimento. O que pode ter sido taxado de uma ideia ruim num certo momento pode se tornar uma ótima ideia com um pouco de trabalho. Abandone a ideia de que existe ideia ruim, ruim mesmo é não ter ideia.

Quando somos contratados para um trabalho, entenda o proposito e as ideias que seu cliente tem, tente visualizar isto junto com seus clientes, quanto mais você compreender a ideia e o proposit, mais fácil vai ser para você poder adicionar suas sugestões e ajudar para estas ideias se tornem realidade. Se for um projeto teu pense da mesma forma, procure pessoas para colaborar e tornar aquele projeto em realidade.

O Ambiente Criativo

Um ambiente criativo ajuda a desenvolver suas ideias, por isto tenha um espaço que colabore com o seu processo criativo que tenha a sua cara, mas não limite-se a este espaço somente. O ambiente ajuda, mas não é o que vai limitar sua criatividade, a prova disto é que presos criam planos de fuga tão mirabolantes que inspiram qualquer roteirista de cinema e são planos criados em ambientes muito estressantes na verdade presos tendem a desenvolver seu lado criativo em diversas formas.

Em certos momentos você vai se ver obrigado a criar em ambientes estressantes, e com curto tempo e o seu cliente vai estar lá pressionando você para ser criativo. Muita calma nesta hora, faz parte de nosso trabalho é por isto que somos pagos. Nesta hora a melhor saída é manter o foco no proposito principal da ideia, simplificar as soluções e deixar fluir.

Uma boa forma para se treinar isto é buscar ambientes estressante e se por a criar algo, desenhe, escreva, tricote faça o que quiser contanto que seja algo que utilize sua criatividade e precise de seu foco. Eu gosto de desenhar e muitas vezes quando estou em um aeroporto ou em uma rodoviária, esperando puxo o meu caderno e começo a desenhar, ou escrever algo, a única regra que me proponho é de conseguir acabar antes de chamarem para embarque. 

O Processo

Aprenda como outros profissionais trabalham. Uma das melhores formas para desenvolver o seu processo criativo é observar e conhecer como outros profissionais desenvolvem o seu processo criativo, tirar ideias e achar a forma que funcione para você.

Apesar de serem similares Fluxo de trabalho e processo criativo não são a mesma coisa. Fluxo de trabalho é todo o processo de produção, do momento que o cliente te contrata até a entrega do produto final. O processo criativo deve sim fazer parte do seu fluxo de trabalho mas o seu processo criativo não pode atrapalhar o seu fluxo de trabalho, deve sim, ajudar. O Fluxo de trabalho precisa funcionar obedecendo regras, já o processo criativo funciona justamente quebrando algumas regras.

O Diferencial da criatividade

Nada impressiona mais um cliente do que a criatividade, não importa o quanto você investiu em equipamentos, na hora de mostrar suas fotos o que vai valer mais é a capacidade de encantar o seu cliente com sua criatividade, afinal é por isto que ele te contratou ou pelo menos deveria ser.

Traga algo novo, recicle o que já foi feito, roube como um artista, esta é uma ótima sugestão de Austin Kleon autor do livro Roube como um artista,  que realmente importa é você dar vazão a sua capacidade criativa e criar sua marca neste planeta. Então mãos a obra e comece a criar e encantar agora mesmo.
Fonte: http://goo.gl/bj2UJ4

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)