O mesmo problema que matou a antiga ‘Playboy’ pode vitimar a nova

em Artigos e Entrevistas, Dicas & Tutoriais, dicas de fotografia.

Aulas de fotografia profissional, aulas de fotografia para iniciantes, curso fotografia principiantes, curso de fotografia para iniciantes, focus foto, focus, maiores fotógrafos da história, Google My Business,     aula particular de fotografia sp,  problema, antiga playboy, nova playboy, Gobo, atriz brasileira, Kim Bassinger, Lindsay Lohan, Elba Ramalho, Hortência, pornografia grátis, BBB, panicats, nudez total, Editora Abril, Estúdio Abril, revista Caras,   (11) 3107 2219, melhores aulas particulares de fotografia do Brasil,   melhores escolas de fotografia de sp, focus fotografia, curso fotografia, cursos fotografia moema,   curso intensivo de fotografia sp, curso de fotografia online, curso de fotografia, curso fotografia, melhores escolas de fotografia do mundo,, focus foto, focus escola de fotografia,  aulas de fotografias,   fotografia escolar, curso intensivo de fotografia, sp, diane arbus, curso intensivo de fotografia sp,aulas de fotografia sp, aula de fotografia,  aulas de fotografia online, curso intensivo de fotografia sp, vaga fotografo,  camera, escola focus de fotografia, cursos de fotografia, focus fotografia,  curso de fotografia, vaga de fotografo, focus foto, cursos de fotografia, focus escola de fotografia, cursos de fotojornalismo, cursos de fotografia online, vaga fotografo, curso de fotografia,   Cursos de fotografia zona leste sp, cursos de fotografia zona sul sp, cursos de fotografia zona oeste sp, cursos de fotografia em santos, cursos de fotografia zona central sp, cursos de fotografia vila mariana sp, cursos de fotografia vila Madalena sp, escolas profissionalizantes de fotografia, cursos de fotografia ABC paulista, cursos de fotografia Cotia, curso fotografia sp, cursos de fotografia grande abc paulista, cursos de fotografia em São Paulo,    focus fotografia, , escola de fotografia, fotografia, curso profissional de jornalismo, cursos técnicos de fotografia, curso profissionalizante de fotografia em sp, cursos profissionalizantes de fotografia em sp,, curso de fotografia sp, curso de fotografia, focus, fotografia, escola focus,   aulas de fotografia sp, aulas cursos online de fotografia, aulas cursos vips de fotografia, cursos de fotografia online,

Capa da revista Playboy Norte-Americana, edição de aniversário 60 anos. Janeiro/Fevereiro 2014. Na foto: Kate Moss

Desde o final da década de 1970 até alguns anos atrás, praticamente todas as estrelas do primeiro escalão da Globo se despiram nas páginas da “Playboy”.

Nenhuma prejudicou a própria carreira por causa disto. Ao contrário: posar nua era encarado como algo perfeitamente normal. Um trabalho como outro qualquer, como um filme ou uma peça de teatro.

Quer dizer, como outro qualquer, não. Porque dificilmente uma atriz brasileira ganharia atuando o mesmo que a revista costumava pagar em seus dias de glória. As cifras sempre foram contestadas, mas dizia-se que os melhores cachês eram suficientes para a aquisição de um bom apartamento.

Desnudar famosas tornou-se a especialidade da edição tupiniquim da “Playboy”, muito mais do que em outros países. Nos Estados Unidos, era bastante raro que uma celebridade posasse nua para a revista: geralmente o faziam no começo da carreira, como Kim Basinger, ou então evitavam a nudez frontal, como Lindsay Lohan.

No Brasil, durante algum tempo, a fama pesou bem mais do que os atributos físicos. Foi o que fez com que Elba Ramalho ou Hortência, não exatamente celebradas pela beleza, enfeitassem as páginas da “Playboy”. Mas pelo menos três fatores concorreram para que essa festa acabasse. O maior deles, claro, foi a internet. Um novo número chegava às bancas, e no minuto seguinte os ensaios fotográficos já eram disponibilizados na rede por leitores.

Além do mais, a farta oferta de pornografia grátis online fez com que muitos pensassem várias vezes antes de gastar dinheiro com a publicação. Os outros dois fatores são simétricos. Um deles foi a súbita inflação do número de mulheres “playboyzáveis”: ex-BBBs, panicats, assistentes de palco de Luciano Huck.

A princípio os leitores responderam bem, mas logo essa mulherada semi-anônima perdeu o encanto.  O outro fator foi levantado pelo fotógrafo J. R. Duran: ele acha que foi o advento de revistas como “Caras” e similares que fez com que as famosas de verdade evitassem a “Playboy”. Afinal, elas não precisavam mais ficar nuas para aparecer: bastava estacionar o carro no Leblon ou meditar no Arpoador.

Tudo isto levou a editora Abril, que publicou a “Playboy” por mais de 40 anos, a encerrar a revista em dezembro do ano passado. Logo em seguida foi anunciado que a versão nacional da criação de Hugh Hefner ressurgiria em março de 2016, pelas mãos da recém-fundada editora PBB. Agora saiu a notícia de que os novos editores estão tendo dificuldades para encontrar uma estrela digna de estampar a capa do primeiro número dessa segunda fase.

Nenhuma está topando. Ou seja: o mesmíssimo problema que vitimou a “Playboy” da Abril já está afligindo a nova encarnação da revista, antes mesmo dela ser lançada. A “Playboy” americana eliminou a nudez total para conseguir sobreviver. É difícil crer que a mesma estratégia desse certo por aqui. Mas, mesmo com peladonas e tudo, a “Playboy” brasileira está tendo dificuldades para renascer.

 Fonte: http://goo.gl/r2q9Ti  

FOCUS Escola de Fotografia – Desde 1975: http://focusfoto.com.br 
Conheça os cursos da Focus: 
http://focusfoto.com.br/cursos/

Fale com a Focus: 
[email protected] 
Veja  Ultimas Noticias sobre Fotografia: 
http://focusfoto.com.br/blogs/  

Seja fotografo regulamentado. Obtenha seu registro Mtb de fotografo profissional
Registro Profissional: Respeito & Cidadania
“Faça bem feito, faça Focus! – 1975 – 2016 = 41 anos”

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)