“Sal da Terra” – Sebastião Salgado por Win Wenders

em Uncategorized.

sal da terra, Sebastião Salgado, Win Wenders, linguagem cinematográfica, ambientalismo, viés humanístico, ações humanas, meio ambiente, vida profissional, Instituto Terra, Serra Pelada, seca na África, consumo de alimentos orgânicos, natureza, imagem, perfeita,  Melhores escolas de fotografia sp, melhores curso de fotografia sp,  fotografia focus são Paulo,  fotografe melhor, curso de fotografia, escola focus, focus fotografia, focus, focus escola de fotografia, cursos de fotografia sp, cursos de fotografia zona sul sp, focus foto, curso de fotografia sp, escola de fotografia focus,  melhores escolas de fotografia do Brasil,  melhores cursos de fotografia online, escola focus, enio leite, cursos de photoshop, melhores escolas de fotografia São Paulo, melhores cursos de fotografia do Brasil, curso de fotografia zona leste sp, notícias sobre fotografia, melhor curso de fotografia Brasil,  focus foto,  melhores aulas de fotografia, curso técnico de fotografia sp, melhores cursos técnicos de fotografia sp, escola de fotografia profissional sp, aulas de fotografia sp, cursos profissionalizantes de fotografia,  melhor curso de fotografia sp, curso fotografia em são Paulo, aulas de fotografia sp, aulas cursos online de fotografia, aulas cursos vips de fotografia, melhores escolas de fotografia no Brasil, melhores cursos de fotografia no Brasil,   curso de fotografia sp, curso de fotografia, focus, fotografia, focus fotografia, melhor curso de fotografia no Brasil, melhor escola de fotografia no Brasil,  Curso de fotografia, curso de fotografia sp, curso foto,  cursos de fotografia sp, Fotografia, escolas de fotografias sp, curso de fotografia sp, notícias sobre fotografia, curso fotografias, melhores curso de fotografia sp, melhores cursos de fotografias Brasil, melhores cursos de fotografia SP,  aulas de fotografia, escola de fotografia sp, melhor escola de fotografia, curso de fotografia, curso fotografia, melhor escola de fotografia no Brasil, melhor curso de fotografia no Brasil, enio leite, escola focus, cursos profissionalizantes de fotografia sp, curso profissionalizante de fotografia sp,

“Genesis” (Rio Negro – Amazonas 2009), de Sebastião Salgado

A junção entre linguagem cinematográfica, ambientalismo e o viés humanístico diversificado, que é a vivência do fotógrafo Sebastião Salgado, é o novo objeto de documentário do diretor alemão Wim Wenders. Dentre muitas reflexões possíveis o filme nos sensibiliza uma análise sobre as ações humanas em prol do meio ambiente e a capacidade da natureza de responder positivamente sempre que é tratada com respeito.

O Sal da Terra” aborda os 40 anos de vida profissional de Sebastião, que ao longo da sua experiência coleciona prêmios e polêmicas, mas o que proponho com o texto é percebermos a sua prática ambiental como o legado mais importante do que qualquer outro assunto.

 Diretor e idealizador do Instituto Terra, Sebastião Salgado conseguiu comprovar a eficácia do reflorestamento, de uma área degrada que durante muitos anos ficou esquecida, através de simples plantio e cultivo de tipos endêmicos daquele lugar. O instituto é reflexo da experiência que o fotógrafo acumulou de anos e anos de contato direto com a natureza em suas viagens.

Ele fotografou o cotidiano de Serra Pelada, a vida dos camponeses, a seca no norte da África, os povos indígenas, a natureza em diversos olhares, e, tantos outros aspectos socioculturais que são importantíssimos ser repensados atualmente. Assim sua obra artística é o próprio espelho do tempo mostrando como a relação do homem com a natureza foi extremamente errônea resultando no desastre que é hoje, mas, como todas as possibilidades de mudança existem para todos as ações, o trabalho do Instituto Terra aponta soluções que à longo prazo são capazes de reverter o caos ecológico que passamos.

Entre alguns apontamentos é importante ressaltar:

 • O plantio de mudas e o cultivo de jardins em todos os espaços possíveis;

• A consciência do consumo e o não desperdício de alimentos;

• O uso racional da água;

• O hábito de separar e destinar corretamente o lixo;

• O cuidado com os recursos naturais à sua volta;

• A adoção da carona solidária para diminuição do número de carros nas grandes metrópoles, isso vale também para o uso da bicicleta para quem mora relativamente perto do trabalho;

• O consumo de alimentos orgânicos e produtos ecologicamente corretos.

 E o mais bacana de tudo é poder descobrir o prazer de caminhar na praia, nas praças alternativas, nos espaços que estão sendo revitalizados para a criação de uma nova relação com a natureza, experimente, quem sabe nesse caminho você descubra sua imagem perfeita, afinal segundo Sebastião: “Você não fotografa com sua máquina. Você fotografa com toda a sua cultura”.

Fonte: http://goo.gl/KeCqLv

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: G1 - 12/03/2020)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)