SP-Foto reúne 44 galerias com trabalhos de nomes como Sebastião Salgado, Luiz Braga, Luciana Magno e Germán Lorca

em Exposições, Notícias.

sp-foto-luciana magno, focus escola de fotografia, enio leite, focus cursos de fotografia, focus fotografia
A fotógrafa Luciana Magno se mistura à natureza no Pará Foto: Divulgação/Luciana Magno / Divulgação/Luciana Magno

Em sua décima terceira edição, feira
retrata o Brasil através da fotografia

Nelson Gobbi/O Globo/Cultura

Das imagens em preto e branco de Pierre Verger e Jean
Manzon ao colorido da produção contemporânea de nomes como as premiadas Bárbara
Wagner e Cinthia Marcelle, é possível contar a história de quase 100 anos do
Brasil por meio de sua iconografia .

Essa multiplicidade de narrativas está distribuída
pelas 44 galerias da 13ª SP-Foto, feira aberta ao público anteontem no Shopping
JK Iguatemi, e, como não poderia deixar de ser, tudo é devidamente registrado
pelos visitantes, celulares em mãos.

— A fotografia é uma linguagem contemporânea por
excelência, que atrai um público jovem e familiarizado com o universo da imagem
— destaca Fernanda Feitosa, idealizadora e diretora da SP-Foto e da SP-Arte. —
É da essência da foto essa capacidade de responder a questões urgentes de forma
rápida, e as redes sociais potencializaram este imediatismo.

Dentre estas questões prementes, a que permeia toda a
feira é a ambiental. Mesmo com as galerias selecionadas meses antes, é
impossível não pensar no noticiário dos últimos dias diante de obras de
Sebastião Salgado ; Luciana Magno, que integra o próprio corpo à natureza do
Pará; Jean Manzon (1915- 1990) e Luiz Braga, com registros históricos da
população indígena e ribeirinha da região amazônica; e Caio Reisewitz, com uma
série feita em Altamira (PA), antes e após a construção da usina de Belo Monte.

— Algumas fotos são de uma floresta que existia e hoje
está submersa. E outras são de uma área que ainda resiste, mas que imprimi como
um negativo, para que as imagens desaparecessem, como acontece com a natureza
na região — comenta Reisewitz. — A forma de um fotógrafo gritar contra tudo o que
está acontecendo é com o silêncio das imagens.

Além de conectar fotógrafos, galerias e o público, a
SP-Foto também traz, há 11 anos, curadores e pesquisadores estrangeiros para
estabelecer um diálogo com instituições internacionais. Entre os convidados da
13ª edição, estão Margot Norton, curadora do New Museum, de Nova York; Barbara
Tannenbaum, do Cleveland Museum; Tanya Barson, do Museu de Arte Contemporânea
de Barcelona (MACBA); Sophie Hackett, da Art Gallery of Ontario, no Canadá: e
Julieta González, do Jumex, da Cidade do México.

— Já tinha pesquisado muita coisa, mas é diferente ver
as obras dentro de um contexto — observa Sophie Hackett. — Estamos em meio a
uma revolução digital, onde mais gente está produzindo imagens.

Hoje, vemos curadores buscando artistas no Instagram,
ou galerias fechando negócios ali. Como historiadora, acho que ainda é cedo
para conseguirmos entender todo este impacto.

Tanto a emergência das possibilidades criadas pelos
meios digitais quanto uma feira voltada à fotografia eram realidades
inimagináveis quando Germán Lorca fez suas primeiras imagens, há 60 anos. Aos
97, o veterano fotógrafo mantém a rotina artística com o mesmo entusiasmo com
que recebe colecionadores e admiradores na galeria Utópica, que o representa.

— Tenho duas Leicas digitais e sete analógicas, e fotografo sempre que posso — diz Lorca. — Hoje ficou mais fácil fazer uma foto boa, com todos os recursos. O difícil é criar algo novo, que ninguém tenha pensado.

Fonte: https://glo.bo/2KX7NvS

Aproveite para conferir mais dicas sobre exposições de fotografia no blog da Escola Focus.

#sp-foto   #sebastiaosalgado #fotografia  #noticias  #dicas  #blogs   #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)