TENDÊNCIAS DO MERCADO

em Artigos e Entrevistas, Notícias.

tendências do mercado, segmento de fotografia, momentos, memórias, vitórias, imagem, estúdios fotográficos, qualidade técnica, criatividade, empreendimento, necessidade do cliente, foto infantil, casamentos, fotografias, softwares de tratamento, gerenciamento,   curso fotografia são Paulo, dicas de fotografias, fotografia focus são Paulo,  fotografe melhor,  dicas fotografia curso de fotografia sao paulo, curso de fotografia sp, fotografia digital dicas, dicas de fotografias, cursos de extensão universitária, curso de fotografia publicitária, curso de fotojornalismo digital, dicas de foto, melhores escolas de fotografia sp, melhores cursos de fotografia sp, cursos de fotojornalismo, cursos de photoshop, curso de fotografia profissional, fotografia curso sp, fotografia focus são Paulo, curso de fotografia sp, curso de fotografia profissional, melhores escolas de fotografia no Brasil, melhores cursos de fotografia no Brasil,   melhores escolas de fotografia no Brasil, melhores cursos de fotografia no Brasil,  aulas de fotografia sp, aulas cursos online de fotografia, aulas cursos vips de fotografia,    curso de fotografia, focus, fotografia, focus fotografia,    Curso de fotografia, curso de fotografia sp, curso foto,  cursos de fotografia sp, Fotografia, escolas de fotografias sp, curso de fotografia sp, notícias sobre fotografia, curso fotografias, melhores curso de fotografia sp, melhores cursos de fotografias Brasil, melhores cursos de fotografia SP,  aulas de fotografia, escola de fotografia sp, melhor escola de fotografia, curso de fotografia, curso fotografia, melhor escola de fotografia no Brasil, melhor curso de fotografia no Brasil, enio leite, escola focus,

Manter um negócio no segmento de fotografia exige mais que técnica

O homem tem essa necessidade de fixar seus momentos, suas memórias e vitórias. Sua vida. Sim, disso já falamos nas colunas anteriores. Falamos que criar imagem é um negócio dos estúdios fotográficos. Falamos também que nessa atividade é necessária muita sensibilidade, especialmente para intuir o desejo do cliente, entender suas necessidades, oferecer um produto que tenha qualidade técnica e criativa.

Mas, como estamos falando de negócio, também é necessário entender que o fotógrafo precisa ter sensibilidade para gerenciar seu empreendimento. Isso mesmo, é um negócio e dele se pretende fazer dinheiro. Para isso, o fotógrafo empreendedor precisa conhecer o mercado, suas possibilidades e tendências. E saber onde quer chegar.

Nos idos tempos da fotografia analógica, de um modo geral ter um estúdio fotográfico representa fotografar toda e qualquer necessidade do cliente (o tipo faz-tudo: batizado, aniversário, foto infantil, comunhão, lembrancinhas, casamento, se duvidar até foto policial e enterro) Além disso, precisa agregar uma loja para vender produtos primários, como filmes, máquinas, e secundários, como porta-retratos, álbuns, entre outros. O conhecido estúdio loja. Tudo isso nem sempre era sinônimo de qualidade.

Hoje, esses estúdios ainda existem, especialmente em cidades menores, e nas cidades grandes atendendo ao público C e D. Sua estética apresenta fotografias que tendem a ter muitos elementos cênicos e efeitos em softwares de tratamento. Isso tudo para atender o gosto do seu cliente. Exemplos disso são as fotografias como cenários infantis que acompanham todo o primeiro ano de vida das crianças e que precisam ser diferentes a cada mês e coloridas. Para esses estúdios, a tecnologia digital trouxe muitas possibilidades, especialmente no acabamento de fotolivros, fotoprodutos e produtos digitais como trabalhos em pendrivers personalizados e/ou tablets.

Mas,a era digital trouxe uma mudança ainda maior para aqueles que pretendem ser estúdios especializados. O fato é que o digital familiarizou o público consumidor com a fotografia, gerando de um lado um desejo de consumo maior e ás vezes específico e, por outro lado, um cliente muito mais exigente. Daí a necessidade de um trabalho cada vez mais diferenciado e qualificado no estúdio loja também, mas, principalmente no estúdio especializado. Veja bem: as possibilidades de produtos e acabamentos são as mesmas para ambos os modelos, o que muda é que nas atividades especializadas o foco está restrito a um nicho de mercado, por exemplo estúdio pet, estúdio de casamento, estúdio de formaturas, estúdio de foto escolar. Esses estúdios têm lugar em áreas metropolitanas, atendendo aos públicos A e B. Sua estética atual tende ao clean e despojado.

O marketing para cada um desses modelos de estúdio vai ser diferente e é preciso ter isso em mente para não perder o foco, seja ele amplo ou restrito. Para isso, o fotógrafo empreendedor precisa saber onde quer chegar com o negócio.

Quando se planeja estrategicamente onde se quer chegar, é necessário primeiro avaliar o empreendimento, respondendo algumas perguntas importantes. Que empresa é essa (familiar, simples ou PP)? O que ela faz (estúdio loja ou estúdio especializado)? Que tipo de produtos e serviços oferece? Qual o seu tratamento? Qual o faturamento por produto (essa pergunta é relevante para que se estabeleça sua importância, seu preço e metas de venda)? Quem é meu cliente (a que nicho de mercado pertence)? Quais são os seus desejos e necessidades? E, especialmente, quais as dificuldades da empresa?

Tendo em mãos essa avaliação, é possível traçar um caminho até onde se quer chegar, ou seja, as intenções futuras para a empresa ( aumentar o número de funcionários, elevar os preços juntamente com a melhora do produto oferecido, aumentar a cartela de fornecedores, abrir a empresa para a sociedade, fazer dela uma empresa PP,PJ etc.)

É bom lembrar que um bom plano estratégico deve ter objetivos a curto (meio a um ano), médio (dois a três anos) e longos prazos (três a cinco anos.).

Além dos objetivos, o plano deve prever os processos de desenvolvimento e avaliação desses para um realinhamento, se for necessário. Essa é a etapa mais delicada, pois muitas vezes é no desenvolvimento que se perde o foco e, consequentemente, não se alcançam os objetivos traçados.

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)