“Tenho muito trabalho pela frente”, diz fotógrafo brasileiro deportado da Síria

em Dicas & Tutoriais.

fotografia, (11) 3107 2219,  fotógrafo brasileiro, Siria, Turquia, jihadistas, irarianos, islamismo, profissionais de imprensa, bombardeios, Egito, refugiada Siria, The Guardian, focus fotografia, curso fotografia portrait, curso de fotografia, vaga de fotografo, focus foto, cursos de fotografia, lola, focus escola de fotografia, fotografia, câmera,  vaga fotógrafo, Cursos de fotografia zona leste sp, cursos de fotografia zona sul sp, cursos de fotografia zona oeste sp, cursos de fotografia em santos, cursos de fotografia zona central sp, cursos de fotografia vila mariana sp, cursos de fotografia vila Madalena sp,  curso profissionalizante de fotografia em sp, cursos profissionalizantes de fotografia em sp, escola focus foto,   aulas de fotografia sp, aulas cursos online de fotografia, aulas cursos vips de fotografia, curso fotografia profissional,   cursos de fotografia profissional, fotografia focus são Paulo,  fotografe melhor, cursos de fotojornalismo, Escolas de fotografia sp, curso de fotografia sp, focus fotografia, escolas de fotografia sp, escola focus, focus escola de fotografia, cursos de fotografia sp, cursos de fotografia profissional , escola de fotografia sp, curso fotografia sp, cursos de fotografia online, cursos de photoshop, aulas de fotografia, cursos vips de fotografia, escolas de fotografia sp, cursos de fotografia online, cursos de photohop,   notícias sobre fotografia , fotografia curso sp, focus foto, curso de fotografia sp, curso de fotografia digital, aulas de fotografia sp, cursos de fotografia zona sul sp, melhor curso de fotografia do Brasil, melhor curso de fotografia Brasil, curso de fotografia São Paulo, focus foto, melhores cursos técnicos de fotografia sp, escola de fotografia profissional sp, melhores escolas de fotografia no Brasil, melhores cursos de fotografia no Brasil, Fotografia, vaga fotografo, curso de fotografia, curso fotografia portrait, focus fotografia, camera, focus foto,

Crianças na Síria, Gabriel Chaim, autor dessa foto pretende voltar à Síria mesmo após sua deportação

Alana Rodrigues Chaim foi detido no último dia 5 de maio na cidade de Sanliurfa, quando tentava cruzar ilegalmente a fronteira entre a Síria e a Turquia. Três dias depois foi levado para um prédio de um órgão ligado ao ministério do interior turco. Lá, dividiu a cela com cerca de 20 membros do grupo radical Estado Islâmico (EI).

“No primeiro momento, senti medo. Não sabia o que iria acontecer. Mas quando comecei a conversar com as pessoas que estavam lá, queria saber a história delas”, relata. Um sinal de ameaça dos jihadistas foi minimizado pelos iranianos, que comandavam a prisão. O fato de ser brasileiro também ajudou o profissional.

“Quando cheguei e eles souberam que eu era do Brasil e já havia ido ao Irã, logo simpatizaram comigo e me deram proteção. Acho que isso salvou minha vida”.

Por meio de uma interpretação radical do islamismo sunita, o EI tem buscado domínio sobre o Oriente Médio. O grupo fez diversos profissionais de imprensa como reféns e decapitou parte deles. Desde o ano passado, vídeos publicados por seus membros mostram a execução dos jornalistas.

Gabriel diz que a ação do EI inibe a imprensa estrangeira para cobrir os fatos que acontecem em diversas regiões em conflito. “Eu me orgulho muito de ter colegas que se arriscam para noticiar fatos nessas áreas”, reforça.

De frente para a morte

Para o fotógrafo, o principal desafio é lidar 24 horas com a morte. “A cada minuto você luta para se manter vivo”, diz. Entre coberturas no Irã, Iraque, Faixa de Gaza e Egito, ele cita a Síria como a mais difícil.  Em dezembro de 2013, Gabriel esteve em Aleppo, outro município sírio afetado pela guerra. A cidade, especialmente na metade leste, que é controlada pelos rebeldes, enfrenta bombardeios diários pelo regime.

“Para se defender é quase impossível. Você tem que saber muito bem os passos que vai dar, a hora que vai sair e destino”.

 No Egito, o fotógrafo acompanhou todas as etapas que levaram à queda do presidente Mohammed Morsi, em julho de 2013. Segundo ele, com a repressão policial nas ruas, havia o risco de ser preso a qualquer momento. “Vários colegas da imprensa estrangeira e local foram presos. Alguns ainda continuam”, lembra.

Histórias

Uma das histórias que marcaram o fotógrafo ocorreu durante cobertura na Síria em 2013, quando um bebê de seis meses foi encontrado dois dias depois após um prédio, atingido por um míssil, desabar. Todos os 50 moradores que estavam no local haviam morrido.  Cheia de feridas, hematomas e com manchas azuladas na pele decorrentes de fragmentos de bomba, a pequena

Mais, como foi batizada, ficou 15 dias na UTI. Ao deixar o hospital, os moradores procuraram uma família que aceitasse cuidar dela. O sírio Omar e sua esposa, Mariam, que não podiam ter filhos, adotaram a menina. Os registros de Chaim também mudaram a vida de Andri, uma refugiada Síria atingida por ácido no rosto.

Ela morava na região de Al-Hasaka, no norte do país, e veio para o Brasil em busca de tratamento. Após uma exposição do fotógrafo ser noticiada em reportagem especial no jornal britânico The Guardian, uma organização de cirurgia plástica americana se sensibilizou com a história e ofereceu ajuda médica.

“É um resultado positivo em meio a tanta tristeza”, diz. Gabriel Chaim ainda quer retornar à Síria. Os próximos planos também incluem o Iraque. “Tem muita caminhada ainda na minha trajetória. Enquanto essas guerras não acabarem eu tenho muito trabalho pela frente”, completa.

Fonte: http://bit.ly/1Pzh505

FOCUS Escola de Fotografia – Desde 1975: http://focusfoto.com.br 
Conheça os cursos da Focus: 
http://focusfoto.com.br/cursos/ 
Fale com a Focus: 
[email protected] 
Veja  Ultimas Noticias sobre Fotografia: 
http://focusfoto.com.br/blogs/  S

eja fotografo regulamentado. Obtenha seu registro Mtb de fotografo profissional.
Registro Profissional: Respeito & Cidadania
“Faça bem feito, faça Focus! – 1975 – 2015 = 40 anos”                

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)