UM ESTÚDIO COM APELO “INSTAGRAM” PARA INFLUENCIADORES DIGITAIS

em Notícias.

Fotos: Village Studio

Leo Saldanha/Fhox

Village Studio começou em
2018 em Nova York. Com enfoque em influenciadores e marcas que precisam de
“espaços instagramáveis” para anúncios em posts e conteúdos promocionais nas
redes sociais.

Claramente inspirado no negócio do WeWork, só que em uma versão exclusiva para os instagrammers e afins. A empresa está expandindo o negócio que terá dois novos espaços: um novo estúdio (uma casa) em Los Angeles e mais um ponto na região de Nova York, no bairro do Brooklyn.

Nesse último será um loft espaçoso. O modelo de negócio segue a mesma linha do WeWork. A marca ou influenciador pode locar o espaço on-line e definir o tempo e de que local precisa dentro do estúdio.

Trata-se de mais um exemplo desses novos negócios que crescem com o avanço do Instagram e do poder das redes sociais. O Village Studio garante manter os locais modernos, sempre renovados e com a manutenção sempre em dia.

O fundador da empresa, Vickie Segar, disse em uma matéria recente para a Business Insider que o objetivo foi criar uma realidade alternativa instagramável. Village Studio surgiu de uma agência de influenciadores do próprio Segar.

O que é conhecido como
estratégia de marketing lateral. Já que se a agência cuidava de negociar com
influenciadores digitais, porque não ter um local que pudesse ser locado para
eles. E assim, além de atender os próprios clientes, ter também uma forma de
atrair novos contatos e gerar mais relacionamento e, portanto, mais negócios.

Segar disse para a BI que os influenciadores muitas vezes sofrem para encontrar pontos com estética atraente ou com itens que funcionem bem para a criação de conteúdo. Como alternativa, os influenciadores são obrigados muitas vezes a locar espaços caros e até quartos de hotel para conseguir uma localização perfeita para gravar ou fotografar.

Logo, essa ideia do Village Studio parece surgir como uma resposta para uma demanda latente. A previsão é que esse mercado da influência gere até 2022 15 bilhões de dólares em faturamento (nos EUA).

O primeiro estúdio foi
inaugurado no sofisticado e moderninho bairro do SoHo em NY. De lá para cá o
ponto faz grande sucesso. Em três meses aberto já estava dando lucro e com
agenda lotada. Os novos estúdios terão um design aprimorado e com estética
variada para ajudar nas campanhas e gravações dos clientes.

O que faz um espaço instagramável? Segundo Segar é fundamental uma janela grande com luz natural. Paredes limpas e claras, espaços abertos que permitem fotografar dos mais variados ângulos. E claro, acessórios e apetrechos de decoração que combinem com o ambiente. E que sejam trocados com frequência.

“Tudo tem que estar perfeito o tempo todo” diz Segar sobre o negócio. Ele disse para o artigo da BI que a inspiração visual dos estúdios é feminina. Com detalhes em branco e paredes sem elementos para distrair. Nos últimos tempos os estúdios têm servido também para sessões para fotografar capas de revistas com celebridades de Hollywood.

O fato é que a influência
do Instagram e das redes sociais parece avançar com ainda mais força nos
negócios do mundo real. E o Village Studios é mais uma prova disso. Um
empreendimento bem-sucedido que parte de uma premissa: a de que o negócio dos
influenciadores e das marcas nas redes sociais precisa ser profissionalizado.

Hoje 80% dos clientes da Village Studios são empresas que pagam entre 3 e 15 mil dólares dependendo do perfil do trabalho. Já os influenciadores digitais que representam os outros 20% dos agendamentos não pagam nada pelo espaço.

Justamente pelo real poder de influenciar as marcas que acabam sendo atraídas no próprio trabalho feitos pelos instagrammers, YouTubers e outros. Deve ser por isso que a lista de espera para esses profissionais é enorme com mails de mil clientes esperando sua vez.

Saiba mais: https://villagestudio.com/
Fonte: https://bit.ly/2NQApJB

 Aproveite para conferir
outras notícias no blog da Escola Focus.

PIONEIRISMO E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

BOLSA DE EMPREGOS PARA ALUNOS DA FOCUS
https://focusfoto.com.br/categoria/empregos/

Opinião de Ex- Alunos que
estudaram na FOCUS!
https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

#estúdio #dicas   #noticias #dicas_fotografia  #escola_focus #focus   focus_escola_de_fotografia  #focusfoto  #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia  #escolas_de_fotografia    #aulas_fotografia  #enio_leite  #cursosdefotografia

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)