Wagner Moura luta contra estereótipos: “Nego um monte de coisa que Hollywood me chama para fazer”

em (11) 3104 6951, Artigos e Entrevistas, aulas de fotografia, aulas de fotografia online, curso de fotografia, curso de fotografia para profissionais, curso de fotografia profissional sp, curso de fotografia sp, curso fotografias, cursos de fotografia online, cursos de fotografia sp, cursos de photoshop, cursos vips de fotografia, escola de fotografia sp, escola focus, escola focus de fotografia, escolas de fotografia, escolas de fotografia sp, focus curso de fotografia, focus escola de fotografia, fotografia aula sp, fotografia cursos, fotografia escolas sp, melhores cursos de fotografia Brasil, melhores cursos de fotografia SP, melhores cursos técnicos de fotografia sp, melhores escolas de fotografia Brasil.

Wagner Moura, Narcos, estereótipo, Hollywood, Predo Bial, representação çatina, Netflix, Pablo Escobar,, aula de fotografia sp, focus, cursos de fotografia sp, escola focus são paulo - sp, cursos de fotografia online, técnica fotográfica

Wagner Moura, interpretando Pablo Escobar, na série Narcos, da Netflix

Verenna Klein/A Gambiarra

Que homem! Na madrugada dessa quarta-feira (12), Wagner Moura falou a Pedro Bial sobre política e representação latina em Hollywood. O ator contou que recusa muitos papéis por conta da estereotipagem:

“Nego um monte de coisa que Hollywood me chama para fazer. Nós latinos somos o grupo mais sub representado em Hollywood. Só 5% das personagens são latinas e aparecem estereotipadas. Quero produzir conteúdo lá e lutar contra esses estereótipos”.

Wagner, além de várias produções nacionais, esteve em Elysium, Trash e, claro, Narcos – a série da Netflix na qual deu vida ao traficante Pablo Escobar. Sobre a série, ele falou mais um pouquinho:

O meu critério hoje para escolher personagem é o que aquilo vai acrescentar na minha vida. Pablo Escobar me deu um pertencimento tão grande, estudei o narcotráfico, o combate às drogas. Aprender a língua espanhola me deu pertencimento da cultura latina. Eu me senti pela primeira vez latino naquela série.

A gente vive um momento de polarização política muito grande, que acontece em momentos ruins como o que estamos vivendo. A inteligência vive na zona cinza, entre o preto e o branco. Eu pago um preço como artista e como pessoa. Eu me posiciono porque sinto que estamos vivendo a história. Eu banco a minha opinião. Prefiro aguentar o tranco do que ficar calado.

Para além de Wagner Moura: Alice Braga e a falta de representatividade

Representação latina realmente não é o forte de Hollywood. Além de generalizarem toda a América Latina como se fosse tudo igual, é frequente ignorar as etnias das personagens.

É o caso de Alice Braga (Eu sou a lenda). A atriz foi convidada para participar do elenco de Novos Mutantes, do universo de X-Men. Ela vai viver a super heroína Cecilia Reyes, uma mulher forte, cientista, porto-riquenha e negra.

Não duvidando do talento de Alice, mas vem cá: não dava pra contratar uma atriz que fosse parecida com a personagem? Rosario Dawson (Sete vidas), era a primeira opção para o papel de Cecilia, negra e filha de mãe porto-riquenha. Ok, ela precisou dispensar o papel. Mas ela não é a a única atriz negra e porto-riquenha do mundo.

E de qualquer forma, existem pouquíssimas personagens negras no cinema – para uma franquia que é uma metáfora sobre minorias, X-men podia mais.

Veja a entrevista completa de Conversa com Bial no vídeo:   https://www.youtube.com/watch?v=IzYCRZrA6Bs

Fonte: https://goo.gl/GN6uoQ

FOCUS Escola de Fotografia –  http://focusfoto.com.br
Conheça os novos cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/

Confira opinião de Ex-Alunos: https://goo.gl/yRlkM9
Fale com a Focus: cursos@focusfoto.com.br

Seja fotografo regulamentado
Obtenha seu registro Mtb de fotografo profissional

 Referência em ensino de fotografia
“Faça bem feito, faça Focus – Desde 1975”

Sobre o autor

AS MATÉRIAS APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR DAS AULAS DE TODAS AS MODALIDADES DE CURSOS MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br Por meio desse conteúdo, você já pode ter uma referência do perfil do profissional que colocamos no mercado de trabalho. A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO MTB DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 300 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO MTB DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo NOS CURSOS DA FOCUS, em menos de 4 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO MTB DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 43 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e ORGANIZADOR DO BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado 17/01/2017)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)